Bairro do Prado: Jardim Botânico e Rosedal

O Jardim Botânico e o Rosedal - ou Rosaleda - são dois lugares ainda pouco visitados pelos turistas brasileiros.

Ambos estão localizados no bairro do Prado, uma agradável zona da cidade, mais distante do burburinho do centro e totalmente arborizada, com muitos casarões da antiga aristocracia do século XIX. 

Aproveitei os últimos dias de calor no mês passado e passei uma tarde de domingo no bairro entre o Parque del Prado, Rosedal e Jardim Botânico

Uma delicia, um espaço verde de 102 hectares, o parque estava repleto de famílias, crianças correndo, andando de bicicleta, um carrossel e carrinho de pipoca dando um toque vintage ao ambiente rs, gente fazendo exercício e piquenique, jovens batendo papo sob a sombra das árvores e velhinhos nas típicas cadeirinhas que os uruguaios levam para a praia, ramblas e praças tomando mate e vendo a vida passar. 

Uma paz, uma tranquilidade gostosa de viver. Foi como sair da cidade e ir parar em outro lugar em outra época!
                             





Dentro do parque ainda é possível visitar o Rosedal, o Hotel do Prado que hoje é uma casa de chá e salão para eventos, o Monumento aos Últimos Charruas - índios que habitavam o território uruguaio, o pavilhão onde acontece a feira rural de Montevideo, etc. 

No Prado está também a Residencia Presidencial, localizada na esquina Suarez e Reyes, fica aberta ao público no mês de setembro em comemoração ao Dia do Patrimônio; e Museu Nacional de Belas Artes Juan Manoel Blanes e Jardim Japonês na Avenida Millán.

O Rosedal é considerado o coração do Parque do Prado, aí foram plantadas 12.000 roseiras, imagino que na primavera deve ser fantástico de ver, fui no final do verão e as roseiras já estavam um pouco secas, poderia estar mais bem cuidado, mas ainda assim achei um lugar lindo, diria até romântico com aquelas pérgolas, os caminhos cercados de plantas e fontes.                     




No rosedal há um espaço para exposições fotográficas ao ar livre, nesse dia estavam as fotos da construção das ramblas de Montevideo, uma obra grandiosa e ousada iniciada nos anos 20 e que ainda hoje é a cara da cidade. 


O Jardim Botânico é o pulmão verde da cidade, aí existem mais de mil especies vegetais de diferentes lugares do mundo e funciona como centro de atividades cientificas, formação e informação sobre botânica para o público em geral.




Adorei o jardim botânico, vale muito a pena caminhar cercada de tanta natureza, me dá uma nostalgia dos passeios de escola rs!




Dá para começar o passeio no Jardim Botânico - Rua 19 de Abril 1181 - e seguir andando para o Parque e Rosedal - Avenida Buschental esquina D. Agustini, vou tentar colocar um mapinha mais tarde.

Deixo o link do "como ir" que é uma página super útil da prefeitura com as linhas de ônibus: você coloca onde está/aonde quer ir e o site mostra todas as linhas disponíveis e o trajeto de cada uma. Coloquei como exemplo de Pocitos ao Prado e escolhi a linha 522 para ver o trajeto.

Aproveitem! ;)

8

Bandas uruguaias

É provável que você já tenha escutado falar em Jorge Drexler, talvez só não sabia ainda que ele é uruguaio! ;)

Ele cantou no último Rock in Rio, teve uma música na novela Insensato Coração - Eco, já fez parcerias com músicos brasileiros como Paulinho Moska e ganhou o oscar de melhor canção pela música Al otro lado del río do filme Diários de Motocicleta.

Curto muito o som dele, acho relaxante e de bom gosto. Esse vídeo abaixo é do dvd gravado no incrível Teatro Solis em Montevidéu.



A banda No Te Va Gustar ou simplesmente NTVG, já tem uma longa trajetória, foi formada em 1994 e é bastante conhecida no Uruguai e Argentina.

O que mais gosto é que é uma banda de rock que mescla outros estilos. 

Nesse vídeo por exemplo eles fizeram uma versão com o famoso grupo de murga Agarrate Catalina e essa música Cielo de un solo color é o tema de apoio a seleção uruguaia, ano passado durante toda a Copa América era possível escutá-la 300 vezes por dia e ficar eternamente cantarolando "ay celeste regaláme un sol..."! :P



E para terminar apresento La Vela Puerca, outra banda de rock charrua provando que a música latina não precisa ser necessariamente brega ou romântica rs. Esse grupo apesar de ser muito conhecido  por aqui, só fui 'descobrir' esses dias! 




*Update:

Como bem lembrado nos comentários, faltou mencionar El Cuarteto de Nos nessa lista. A banda uruguaia é super querida, faz um rock alternativo, lançou seu primeiro LP lá em 1987 e já ganhou prêmios no Grammy Latino.



Fico aqui pensando nas bandas e artistas uruguaios e não conheço nenhuma banda 'famosa' comandada por mulheres, que pena! 

Abraço! ;)

9

Pomelo, membrillo e arándanos

Talvez para o pessoal do sul do Brasil essas frutinhas sejam familiares, mas pra mim elas são novidade, nunca tinha provado antes de viajar ao Uruguay e Argentina.


O pomelo rosado é como uma laranja, mas o gosto é diferente e está para eles como nosso guaraná, pois o refrigerante de pomelo faz o maior sucesso aqui, vocês vão encontrar em t-o-d-o-s lugares.

Fanta pomelo e Paso de los Toros são as marcas mais consumidas de refrigerante, tem ainda outras marcas de águas saborizadas de pomelo. 


Ah, o pomelo também é ingrediente certo em dietas de baixa caloria.

O membrillo é muito utilizado para recheio de doces, de medialunas e tortas por exemplo. Acho o gosto parecido a goiabada, só que mais suave, menos doce. 

tradicional sobremesa "Martin Fierro" é doce de membrillo com queijo, como nosso "Romeu e Julieta".


Já o arándano é uma frutinha pequenina, escura que lembra o acaí (o aspecto, não o gosto), outro dia estavam promocionando o acaí aqui no mercadinho da esquina e uma guria cismava que era arándano, até provar e se convencer que eram coisas distintas. 

Os arándanos também se usam para recheio de doces, geleias - são minhas preferidas! - e sorvetes. São os famosos blue berries que via só processado em geleia, a frutinha mesmo nunca via nos mercados na Bahia. Em algumas outras cidades do Brasil são conhecidas também como mirtilo.


Dessas três a que é mais comum para fazer suco é o pomelo, mas suco batido na hora da fruta é uma raridade aqui, quando se encontra é de laranja e o precinho não é nada bom. 

E vocês, já conheciam essas frutas aí no Brasil?

11

Museu do Futebol em Montevidéu - Estadio Centenário

Já que o post anterior foi sobre compritchas femininas, nada mais justo que um post especialmente interessante para os meninos (e meninas que amam o assunto, né?): o museu do futebol, times uruguaios e o estádio centenário! ;)

Os uruguaios são tão apaixonados por futebol como nós brasileiros e as últimas conquistas da seleção uruguaia, carinhosamente chamada de la celeste, deixou o povo ainda mais eufórico e louco por futebol. Vivendo aqui há pouco mais de um ano posso dizer que é contagiante, sou fã da seleção e fico na torcida em todos os jogos.

Para os amantes desse esporte a visita ao museu e estádio vale muito a pena. 

Foi no Estadio Centenario que aconteceu a primeira copa do mundo em 1930, há um projeto para que a copa de 2030 seja no Uruguay em comemoração aos 100 anos do campeonato, eu apoio! 

E por tudo que este gigante representa, a Fifa o declarou como Monumento Histórico do Futebol Mundial: o único estádio do mundo que possui esse título.

O museu do futebol foi criado em 1975 e conta com exposições permanentes, coleções fotográficas e homenagem as glórias do futebol. 

O acervo conta ainda com bandeiras, chuteiras, camisas, troféus e medalhas da seleção uruguaia nos jogos olímpicos, os 14 títulos da Copa América - a seleção celeste é a maior campeã da Copa - e claro, as duas taças da copa do mundo, a de 1930 e aquela de 1950 que os charruas conquistaram jogando contra o Brasil em pleno Maracanã rs.

Também há registros das conquistas dos times Peñarol e Nacional na Copa Libertadores.

O museu fica embaixo da Tribuna Olímpica do Estadio Centenario e está aberto para visitas de segunda-feira a sexta-feira das 10h às 17h. 

A entrada custa 100 pesos - mais ou menos 10 reais - e dá direito a visita ao Estadio, à Tribuna Olimpica. Não permite acesso ao campo.

A visita é muito bacana, mas pode ficar melhor se você conseguir combinar o dia da visita com uma partida e aí ver o estádio em ação, vibrar junto com os torcedores uruguaios. Recomendo um jogo do Peñarol, claro rs! 

Os principais times daqui são o Peñarol, Nacional, Defensor e Danubio. As maiores torcidas são a do Peñarol e Nacional. 

E apesar de ser tricolor, Baêa Bahia de coração, no Uruguay torço para o Peñarol, talvez seja só influência do namorado, mas acho a torcida carbonera mais vibrante, apaixonada e o time com más huevos como se diz aqui, ou com mais raça que fica mais bonitinho para uma lady dizer rs! :P

O setor da 'Barra Amsterdam' é lindo de ver e escutar, mas é brabo, se meter aí no miolinho me parece tenso. Os lugares mais tranquilos de ficar são nas tribunas 'Olimpica' e 'Colombes', a 'America' também, mas é a mais cara.




Museo del Fútbol - Estadio Centenario
Endereço: Avenida Ricaldoni, Parque Batle - super fácil chegar, bem central.
Tel.: 2480 - 1259

P.S.: vou ficar devendo fotos! 

2

Compras em Montevidéu

Montevidéu não é o paraíso das compras, mas quem tiver tempo e disposição para garimpar pode voltar com boas aquisições.


Compras Roupas Montevideu

Não sou de fazer viagens de compras, quando estou turistando prefiro bater perna na cidade a bater perna em shopping, mas admito que uma comprinha ou outra nas viagens pode ser divertido também! ;)

Em Montevidéu não há grandes centros de compras, os dois principais shoppings da cidade - Shopping Punta Carretas e Montevideo Shopping - têm um tamanho modesto se pensamos nos megas shoppings brasileiros, ainda assim eles conseguem reunir uma boa quantidade de lojas com produtos bonitos e de qualidade.

Em ambos encontramos estabelecimentos que valem a pena uma olhadinha, como a Vitamina, Lemon, Lolita, Daniel Casin, as já conhecidas Zara, Levis, e as mais populares como Parisien e Indian Emporium. 

Minhas lojas preferidas são a Lemon e  Daniel Cassin em razão dos preços razoáveis e design das roupas. Dá para encontrar muita roupa feminina fofa nessas lojas, aliás peço desculpas aos meninos, mas esse post é para elas! ;)

Com a Parisien/Indian tenho uma relação de amor e ódio rs! As duas são bem parecidas, roupas made in China a baixo custo, tem também bolsas e sapatos. 

Já fiz ótimas aquisições na Parisien, é uma questão de sorte chegar e ter bons produtos, as vezes passo e acho tudo feio, vagabundo, outras passo, gosto e compro. 

E tenho um certo receio de comprar aí porque a coleção sai com precinho nada amigo e de repente lançam uma mega liquidação tipo 50% de desconto ou desconto do imposto IVA. Nunca sei se é hora de comprar ou esperar.

A coleção de inverno chega a atrativos 75% de desconto lá em setembro, mas nessa etapa é mais que sorte conseguir alguma coisa boa e no seu número. 

Falando em liquidação, quando as lojas oferecem desconto, geralmente são descontos de verdade. São peças que realmente custavam o preço X e que passaram a custar o preço Y, mesmo.

Quando não há liquidação eu não vejo muita diferença de preço, sabem? Não vejo muita barganha nas lojas bacaninhas nas coleções novas. 

O que acho que compensa comprar é a oportunidade de ter uma peça diferente, apesar das "tendências" estarem aquela coisa CtrlC+CtrlV no mundo inteiro, é mais difícil chegar com um vestidinho comprado numa loja no Uruguai e encontrar sua vizinha com a mesma roupa.  

Na Ciudad Vieja também tem algumas dessas lojas que comentei anteriormente: a Lolita, Daniel Cassin e Parisien/Indian, por exemplo, estão em vários pontos da Avenida 18 de Julio.

Se forem fazer "um dia de compras", acho melhor na Ciudad Vieja porque dá para comprar enquanto passeia e conhece a cidade.
                                               
No centro tem ainda as Expo Feiras que são as galerias com vários stands de roupas, bolsas e acessórios a preços bem camaradas, bem cara de centrão, mas aí também reina o quesito sorte, tem que fuçar muito as araras apertadas. Acho mais fácil para roupas de verão, já comprei vestidinhos de praia por 30, 35 reais.

E fiquem atentos ao "Día del Centro", uma vez por mês há descontos nas lojas dessa região.

Quem estiver hospedado nos bairros de Pocitos ou Punta Carretas pode encontrar várias lojinhas interessantes como a marca argentina Muaa ou as locais La Quía e Monaqueda.

Fico por aqui antes que me empolgue com essa conversa de roupas e lance uma sessão "look do dia" como a desses blogs pop de moda rs! ;)


* Novo post de compras em Montevidéu. 

102

A Fonte dos Cadeados em Montevidéu


Uma pitada de romance ao blog rs! ;)

Em pleno centro de Montevideo, na esquina da agitada Avenida 18 de Julio e Yi se encontra a "Fuente de los Candados" onde os casais apaixonados colocam cadeados com as iniciais de seus nomes como forma de eternizar o amor.

Segundo encontrei na internet, a fonte de pedra vulcânica foi importada do México e ficou sem utilidade  durante um longo período. Os proprietários do Restaurante Facal - que fica em frente a fonte - decidiram utilizá-la e por uma questão de segurança colocaram essa grade de proteção em volta, logo começaram a aparecer os cadeados, a principio eles pensaram que eram de pessoas que deixavam as bicicletas presas aí e mandaram retirá-los. Com o tempo descobriram que eram os cadeados do amor em referência a tradição da Ponte  Milvio em Roma.


Em torno disso criou-se a lenda que ao colocar-se um cadeado com as iniciais de duas pessoas que se amam, essas voltarão a visitar a fonte juntas e o amor entre elas durará para sempre!

Fofo, não? 
6

La Fonda del Puertito: Comer Peixe em Montevidéu

Custei a achar um restaurante bacaninha que servisse peixe bem preparado aqui em Montevideo e que não custasse tão caro.

O Uruguay é um dos países que mais consomem carne bovina no mundo, as tradicionais parrillas são abundantes, e eu adoro o churrasco à moda uruguaia, mas de vez em quando minhas raízes baianas praieiras gritam por frutos do mar!


O restaurante La Fonda del Puertito se encaixa no perfil bom, bonito e quase barato. 
Fica em Pocitos numa região bem interessante 'gastronomicamente' falando rs, e eles oferecem menú de parrilla e frutos do mar. 

Nunca comi carne aí e não posso dizer se vale a pena, já sobre os peixes posso dizer que são uma delicia, com  pratos bem servidos e boas opções para escolher.

Geralmente os peixes que encontramos aqui são merluza, corvina, badejo, linguado ou salmão, e são servidos em filés ao forno ou salteado em frigideira (aqui chamados de lomo al horno ou a la plancha) com distintas opções de molhos e acompanhamentos. 

Agora não lembro o nome do prato do La Fonda del Puertito que adorei, mas era um filé de badejo com berinjela em cubos, tomate, azeitonas e queijo parmesão maravilhoso. 

Custou R$31 o prato individual, o restaurante cobra R$5,50 de cubierto por pessoa que é o serviço de mesa que a maioria dos estabelecimentos aqui no Uruguay e Argentina costumam cobrar, a carta de vinhos é boa, escolhemos um vinho chardonnay da bodega uruguaia Marichal também por R$31. 

Recomendo! ;)


Endereço:

Avenida Luis Alberto Herrera, nº 1132. 
Tel.: 2628 - 7362

6