Comida de rua no Uruguai

O blog não é culinário, mas comida é um tema recorrente aqui! :P

Ainda não tinha comentado sobre as comidas de rua, dessas que tem uma tia com um tabuleiro ou carrinho vendendo nas esquinas das cidades, sabem?

Em Salvador temos nossa querida baiana de acarajé - ê saudade! - que deixa aquele cheiro de dendê característico por toda a cidade, em outros lugares do Brasil temos os vendedores de tapioca, mingau, pastel e como sempre o onipresente carrinho de cachorro-quente.

Tá aí uma das coisas simples que achava estranha no Uruguay: o cachorro-quente, ou pancho como chamam aqui! 

Já começa que o carrinho modesto da tia do cachorro-quente por aqui é um trailer todo equipado que divide espaço com outros quitutes, como por exemplo hamburguer e choripan (pão com chouriça). 



Depois está o fator preço, não que seja caro, mas o cachorro-quente não é tão baratinho como costumava pagar no Brasil, aqui custa entre 26 e 30 pesos, mais ou menos R$2,50 e R$3.

Mas a diferença mesmo é que o cachorro-quente é servido num pão bem pequeno com uma salsicha - frankfurter - maior que ele que sai para os lados, as pessoas geralmente colocam um pouco de mostarda, e só! 

Você pode pedir ainda uma fatia de muzarela derretida em cima da salsicha, e só de novo rs! Não tem molho, não tem batata palha, não tem milho, ervilha, carne moída, purê, nada disso.

Daí que a primeira vez que comprei, pedi com molho e a mocinha que atendia me olhava com cara de "que molho, filha?".

Nas ruas do país tem também as clássicas tortas fritas! Parece um grande pastel de vento com literalmente nada dentro, e eu não entendo como pode fazer tanto sucesso.


Outra comida de rua é a garrapiñada que é o amendoim tostado com açúcar e que assim como o acarajé, deixa um certo cheirinho pelas ruas e faz a alegria em especial das crianças.



Quem se anima a provar? ;)

17 comentários:

  1. Independente das “fotos de comida pornográfica” que você colocou aí... EU AMO, AMO E AMO esse lance de comer na rua. Não dispenso minhas esfihas e coxinhas de galinha que eu traço todo dia, seja num boteco ou na “tia” da esquina. Também não sou nada contra a culinária cotidiana norte-americana (hambúrguer, cachorro-quente, batatinhas, etc), pois do Canadá à Patagônia e mesmo não tendo experimentado 90% do que se frita em nosso continente: VIVA A AMÉRICA!... E um viva ao Brasil que por si só é um continente repleto de gostosuras e ao Uruguai, pelas tortas e garrapiñadas...

    Detalhe: achei os preços aí muito bons se comparados a Sampa e... Cadê os sucos da terra?

    Feliz Sete de Setembro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu curto também rs! Sou daquelas que comem queijinho coalho e churrasquinho de gato com farofa e depois passa mal! :P

      E coxinha ainda acerto o ponto da massa porque não encontro aqui e amo muito! Ando experimentando receitas...

      Suco aqui? Só de caixa! Da fruta mesmo não vejo muito...

      Ahh, eu não acho barato o cachorro-quente que é um pão seco com salsicha e só! Não que seja caro, claro, mas pelo que vem, baratinho não acho não! ;)

      Abraço!

      Excluir
    2. Verdade... Se é só pão com salsicha, eu concordo que não é tão barato assim!

      Indo pelo assunto “comida” que você gosta tanto de escrever (e que brincadeiras a parte tem todo o meu apoio - rs) notei que muito do que cita sobre restaurantes ou lojas está relacionado à própria cultura uruguaia, forjada como a nossa de várias outras culturas. Mas imagino que para um país de forte influência européia como o Uruguai, e ainda mais na capital Montevidéu, deva ter bairros étnicos ou representativos de culturas estrangeiras. Pergunto isso apenas por curiosidade, pois em diversas cidades brasileiras, mesmo as menores, encontram-se grupos com raízes profundas em seus antepassados que vieram colonizar a América e guardam nas casas, ruas e nos próprios costumes as características de vários países... Como bairros árabes, judeus, italianos, alemães, japoneses, etc.

      Mas é só curiosidade mesmo, viu!

      Excluir
    3. A influência italiana é muito forte!

      Agora guetos não é tão comum, que eu saiba só o bairro dos judeus e o bairro palermo e sur que têm uma comunidade de afrodescendentes grande.

      Abraço!

      Excluir
  2. Mile, sabe uma outra comida de rua que acho incomparável aí, os churros!
    A primeira vez que comi achei estranho o fato de vender churros sem recheio, já que o doce de leite do Uruguay é uma marca registrada. Mas um dia, estava no estádio Centenário assistindo a um partido do Peñarol e não tinha churros recheado, foi quando me dei por vencida e comi sem recheio mesmo, fiquei pasma em como era gostoso!
    No restante, ainda penso como você, cadê o recheio da torta frita e do cachorro-quente???
    Adorei o post.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Obrigada! ;)
      Simm, os churros são muito bons! Gosto de comer lá no Parque Rodo com recheio ou sem recheio!
      Oh confesso que já acostumei com o cachorro-quente, na verdade acho que a preguiça me vence quando penso em preparar o molho, cortar cebola, tomate, pimentão, etc, quando eles só colocam água, cozinham a salsicha e pronto rs!
      Outra brasileira hincha do Peñarol, adoro rs!
      Beijo

      Excluir
  3. Oieee Mile, estou acompanhando seu blog ultimamente e já li tudo! Amei, super 10, as dicas são ótimas. E sua história é praticamente quase a minha, o que muda é que ainda estou em SP e meu namorado em Uruguai/Paysandú, penso em me mudar de vez para o local, mas minha preferencia está sendo a cidade grande, não que não goste de Paysandú, o local é ótimo, supre tranquilo e é onde meu amor mora, mas pensando em trabalho, prefiro cidade grande, isso devo conversar direito ainda... rsrs Ainda não deu tempo de visitar direito Montevideo, mas estou curtindo muito o que escreve. Sobre a comida, eu amo Torta frita da minha sogra, me apaixonei, ainda não provei o cachorro quente. Ainda faremos um Tour pela cidade e por Salto que ele quer me levar. por favor, não deixe de portar mais, estou super animadissima de viver em Uruguai, mas vc me preocupou sobre o trabalho ahi. Vamos Vamos lá neh... Bjos e obrigada ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila! Tudo bom?
      Muito obrigada pelo comentário! Volte sempre! ;)
      Paysandu fica pertinho de Salto, mas ainda não conheço... desejo toda sorte na sua mudança!
      Beijo!

      Excluir
    2. Obrigada Mile! Ahh será muito importante conversar com uma pessoa que sabe o que estou passando... nos dias que estiver ahi... conversarei muito contigo! rsrsrs Besos y haste luego!

      Excluir
  4. Olá, Mile! Primeiramente, parabéns pelo blog super detalhado, bem escrito e com um excelente toque de bom humor!
    Sou estudante de engenharia de alimentos no Brasil e estou em Montevideo para fazer um estágio de alguns meses em uma empresa.
    Estou morando em Parque Rodó e, apesar da diversidade de 'comidas de rua' que estão disponíveis aqui, ainda não tive a oportunidade de experimentá-las.
    Algumas coisas que notei aqui: nos restaurantes raramente há sucos naturais ou esses de lata/caixinha. Sempre tem refrigerantes da coca, pepsi, salus ou cerveja (dentre as opções acabo optando pela cerveja, por ser mais saudável...rs)
    Outro dia até encontrei um restaurante em Bv. españa onde vende suco de polpa congelada, mas são extremamente ácidos. No supermercado também tem muitos sucos ácidos. No início até pensei que estivessem estragados.
    Simplesmente estou amando a vida aqui! Acho que a tranquilidade dos uruguayos me lembra muito a calmaria do interior de MG, de onde venho. Inclusive, por acaso sabe se há polvilho doce ou azedo no supermercado? Quero fazer pão de queijo! rs
    Uma outra pergunta, vi que em outro post vc comentou sobre o seguro saúde. Teria algum plano para recomendar? Ainda estou sem seguro aqui e já na minha 3 semana aqui peguei uma gripe que me deixou de cama por qse 7 dias. Os planos internacionais que vi estavam bem salgados (acima de R$ 300 por mês).
    Obrigada.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marina!

      Muito obrigada pelos elogios! Fico feliz que esteja gostando da vida montevideana! :)

      Prova logo um chivito e choripan completo nesses carrinhos! Ou então uma torta frita em dia de chuva, aqui dizem que quando chove é bom para comer torta frita...

      Ahhh suco natural é uma fortuna, e nunca tem muita opção! Não é costume tomar suco da fruta, pelo preço que valem até entendo o motivo.

      Quando cheguei aqui e estavamos comprando as coisas da casa, agarrei um liquidificador todo bonitão, meu namorado chegou a perguntar "pra que?" hahaha, resultado que depois de 2 anos usei pouquíssimas vezes para fazer suco (de melancia e morango)!
      Quando fazemos suco é de laranja ou pomelo e usamos um espremedor manual mesmo que vende em todo mercado...

      Experimente os sucos da marca Baggio, o mix frutal salva minha vida!

      Nunca vi venderem polvilho, mas se você achar e quiser fazer uma caridade, aqui em casa somos loucos por pão de queijo! Meu namorado a primeira coisa que faz quando chega no Brasil é comprar guaraná antarctica e pão de queijo no aeroporto! Já vi que noTienda Inglesa vendem a massa pronta, dessa da yoki.

      Eu uso a Asociacion Española, não sei como funciona para períodos curtos. Peça mais informação pelo site deles que entrarão em contato.

      Abraço!

      Excluir
  5. Oi Mile,

    Me chamo Osvaldo e estou indo morar em Punta em junho, com tantos brasileiros no Uruguay tenho pensado em montar um negócio que seria dos nossos "pasteis de feira" e coxinhas, bem brasileiros mesmo...tem algu parecido por aí?...obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Osvaldo!

      Tem brasileiros aqui que vendem coxinhas, pão de queijo, etc, geralmente fazem por encomenda, mas é possível encontrar estabelecimentos que vendem esses produtos em alguns lugares da cidade, principalmente pão de queijo.

      Em Punta nunca vi essas coisas brasileiras...

      Abraço!

      Excluir
  6. Olá Mile... Q q seria o "chorizo" q eles vendem nessas barracas?

    ResponderExcluir
  7. Olá Mile! Qto em média custa uma dessas "tortas fritas", ou pastéis de vento, hahaha :P

    ResponderExcluir