Destino: La Pedrera

Seguindo a programação do feriadão, no dia seguinte fomos a La Pedrera: simples e linda!


Ainda não conhecia, só ouvia falar do famoso carnaval de lá! Tem até um documentário bem interessante falando sobre a origem da festa e a proporção que tomou nos dias de hoje: atualmente nos 2 dias de carnaval o vilarejo recebe mais de 40 mil pessoas num espaço de 5 quadras de ruas estreitas!

O documentário chama-se "O último carnaval" e vale a pena ser visto, o roteiro é bem guiado com imagens e depoimentos de moradores contando a história da festa. 

Eu como baiana que já curtiu alguns carnavais e atualmente se sente constrangida com o apelo da tal "maior festa popular do planeta", me identifiquei com vários pontos expostos.

Não, o carnaval de La Pedrera ainda não é privilégio da burguesia como na capital soteropolitana, mas a banalização da curtição carnavalesca e o consequente afastamento da essência da festa é um sentimento comum em ambos eventos, com as devidas proporções, é claro.

Fica a dica do documentário! Agora volto ao passeio! ;)

Achei La Pedrera uma graça, um clima mais roots, mais chill out! Já cruzando a vila em direção à praia somos surpreendidos com o fim da pista e uma vista maravilhosa para o mar, bem assim:


A praia é linda, tem ondas e surfistas, e te dá vontade de ficar aí pra sempre nesse climão desacelerado.


Já comentei que o pessoal aqui leva o kit praia: cadeira, sombreiro e caixa térmica. Não é comum ver pessoas vendendo comidas ou bebidas nas praias, daí a utilidade de levar a conservadora, tampouco é comum alugarem cadeiras e sombreiros.

Ainda não temos o kit praia, o verão primavera chegou de surpresa, estava frio e de repente fez calor, e eu demoro a me acostumar com essas mudanças, sabem? Fico confusa de verdade rs!

Então o jeito foi passar o dia debaixo do sol, o que também é bem normal para as uruguaias, há uma ideia de "hacer playa" que consiste basicamente em tostar as carnes no sol! :P

O ponto positivo de ir a praia nos balneários daqui é a paz e tranquilidade, dá pra ler um livro e até tirar uma soneca, sem barracas ou carros com músicas de gosto duvidoso na maior altura incomodando.

                                            Leitura uruguaya do fim de semana!

P.S.: estou com o livro do Galeano que eu queria tanto ler em espanhol! Presente especial! ;)

La Paloma e La Pedrera ficam distante apenas 10km uma da outra, estão situadas no departamento de Rocha que fica aproximadamente a 240 km da capital uruguaia.

Há ônibus com saídas diárias - a passagem custa R$32 - e opções de hospedagem para todos os bolsos e gostos: campings, hotéis e hostels.

Para quem quiser ir dirigindo, a rodovia possui 3 pedágios - cada um custa R$5,50 - e a estrada está em ótimo estado. Triste mesmo só o litro da gasolina a R$3,70.

Consultar horários dos ônibus aqui. Post sobre aluguel de carro em Montevideo aqui.

Abraços!

9 comentários

  1. Este ar de paz e tranquilidade é só na baixa temporada, né? Se o carnaval é assim essa loucura a ponto de receber 40 mil pessoas pelo final de semana, fico imaginando que não deve ser muito fácil conseguir um lugarzinho sossegado na areia e esquecer da vida :-(
    Mile, como fica a cidade de Montevideo no Natal e no Ano Novo? Já estive aí na semana de turismo e a cidade estava vazia(de uruguaios). No fim de ano é a mesma coisa? Tu tem alguma programação especial pra recomendar?
    Já disse que adoro o teu blog?
    Beijão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Greice querida, muito obrigada pela visita!

      Só é mais complicado mesmo na semana do carnaval, depois até com mais gente na alta temporada ainda dá para curtir o lugar.
      É que nas praias aqui não vejo gente com carro tipo trio elétrico escutando musica, centenas de vendedores ambulantes e tal...

      Nunca passei ano novo e natal em Montevideo, o que posso dizer é que em janeiro todo mundo tira férias e muita coisa fecha mesmo, é uma coisa que não estamos acostumados - talvez por ter verão praticamente o ano todo - mas me surpreendi aqui quando vi a padaria e o salão da esquina fechados nas 2 primeiras semanas de janeiro por "férias coletivas", e ninguém achou estranho.

      Claro que no bairro havia outra padaria e salão funcionando, mas digo que me chamou a atenção ver alguns comércios fechados também.

      A maioria dos grandes restaurantes, hotéis e atrações seguem funcionando normalmente. O que ocorre é que muitos uruguaios migram para a costa leste nos primeiros dias de janeiro.

      Seguramente os grandes hotéis tem um jantar especial ou evento para o fim de ano. E há programações para quem fica na cidade.

      Não espere uma festa de fim de ano nos moldes Brasil, todo mundo de branco pulando ondinha e muitos fogos porque não é assim em Buenos Aires nem Montevideo.

      Uma amiga passou o réveillon em Montevideo e disse que tinha movimento na rambla, teve um pouco de fogos e pessoas comemorando, depois foi para uma festa...

      Quem busca mais agito deve ir a Punta del Este, lá sim nessa época está tudo a full!

      Abraço!

      Excluir
  2. Puxaaa, que maravilha playa vacía, sem poluição sonora.. Vem aqui para uma Arembepe ou Jauá da vida rsrsrsrs Para vc sentir o gostinho de um pesadelo rsrsrs
    Leitura na praia.. Tudo de melhor!
    Mudando de assunto:
    Eu ter nascido na Bahia deve ter sido um acidente de percurso, minha alma ficou presa em algum outro lugar..
    Decerto,que por aí..rs
    Esses três pedágios significa que vc passou por três estados Uruguayos? O incrível que é em tão pouco tempo,né?
    Eu também fiquei impressionada com a qualidade das estradas daí!

    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrsrs tranquilidade não tem preço, né? Uma coisa quando o povo aí coloca o pagodão nas alturas horas e horas...

      Passamos pelo departamento de Canelones, Maldonado e Rocha.

      São ótimas as estradas, dá para dirigir sem sustos.

      Abraço!

      Excluir
  3. Mile, vou parar de ler seu blog :-) quero ir hoje de mala e cuia pra o Uruguay e vc só me deixa com mais vontade. Mas ainda tenho que esperar algum tempo. Quando der fale mais sobre a pizza uruguaia. Sou paulista e não sei viver sem pizza, mas nunca comi uma pizza gostosa por aí. Beijos e boa semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrsrs ahhh, continua visitando! ;)

      Tem boas pizzas, a minha preferida é a da Don Ciccio e do Ruffino, fiz um post sobre esses lugares.

      Beijos!

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Outro assunto:

    Quando me disse para preparar uns pratos uruguaios aqui em casa, cabe uma ressalva. Eu “manjo” que é uma maravilha, mas só sei fazer MIOJO!... Porém em três sabores: frango, carne e legumes (dependendo do pó que vem no saquinho). Aliás, tem macarrão instantâneo no Uruguai? E ovo?!? Pois também frito um ovo legal, viu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, mas que fácil! :P

      Acha tudo isso, mas cozinhar é uma delicia, experimente! Não sabia fazer nada e hoje em dia meu feijãozinho faz o maior sucesso, viu? :)

      Abraço!

      Excluir