Onde comer em Montevidéu: Restaurante Milajó Casa de Amigos

Um lugar um tanto escondido em Pocitos para comer massas.

O nome do restaurante terminando em "casa de amigos" sempre me passava a imagem de um cantinho aconchegante com comida boa e gente simpática, quase como um clube ou ponto de encontro dos amigos do bairro.

E no final era mais ou menos esse clima que encontravamos quando iamos almoçar lá!

O espaço é pequeno, mas é bem organizado e ambientado. E o cardápio oferece uma boa variedade de massas caseiras: nhoques, lasanhas, ravioles, macarrões, etc.

                                                       Fotos site SalirAComer

Como a especialidade do Milajó são as massas, há espaço para os sabores já tradicionais e para outras combinações mais inovadoras, o que eu vejo como o grande atrativo do estabelecimento.

Em Montevideo temos bons restaurantes de comida italiana, mas poucos se arriscam a usar ingredientes menos óbvios nas massas, e lá no Milajó é possível provar coisas diferentes, como por exemplo ravioles de pera com queijo, de frutos do mar, de cordeiro com vinho do porto, de queijo cabra e jamón, massa de vinho tinto ou de rúcula, molho de creme de limão com açafrão, etc... tantas opções tentadoras que fica difícil decidir o que pedir!

A maioria dos pratos custam entre 250 e 350 pesos uruguaios.

Na conta agrega-se ainda 40 pesos por pessoa referente a"cubierto"que vem a ser o serviço de mesa que muitos restaurantes costumam cobrar e não corresponde à gorjeta do garçom como o turista tende a pensar, nem àquela cestinha de pães divina que aparece nas mesas, tanto é que se você não comer a bendita, igualmente irá pagar o valor do cubierto, pois entende-se que essa taxa é pela manutenção do serviço. 

Acho estranho, mas é assim que funciona e curiosamente nunca vi ninguém aqui reclamando. 



                           Aí o prato principal chegou e acabou a sessão de fotos rs!


Vale destacar que não aceitam cartão de crédito/débito e aos sábados e domingos é altamente recomendável fazer reserva.


Endereço:

Libertad 2919, esquina Guayaqui - Pocitos.
Tel.: 2708 - 5555


Abraço!

4

O tal do futebol...

Escapei por quase 3 anos de vivenciar um jogo entre Brasil e Uruguay: das competições que ambos países participaram desde que comecei a dividir o teto com um charrua, a nossa seleção canarinho foi ficando pelo meio do caminho e eu pude seguir torcendo sossegada pela La Celeste, foi assim na Copa do Mundo e na Copa América.

Daí que nessa semana em meio às noticias dos protestos, uma espiadinha aqui e acolá nos jogos, recebi a novidade já naquele tom saudável de provocação "próximo jogo será Brasil X Uruguay". 

Não sou de generalizar, mas acredito que todos os uruguaios, inclusive os mais chiquitos, podem contar com riqueza de detalhes o triunfo conhecido como maracanazo, quando o Uruguay venceu a copa nos anos 50 e silenciou o Maracanã repleto de brasileiros.

Talvez não seja a mais aficionada pelo esporte e por isso não tenha tão presente a derrota da seleção brasileira de futebol na copa do mundo de 1950, ou talvez minha geração não ligou tanto para esse detalhe da história futebolística (memória seletiva?) como os uruguaios tendem a imaginar.

Há muitos videos desse momento no youtube para refrescar a memória de gente como eu, mas fiquei surpresa mesmo ao encontrar um curta estrelado pelo Antonio Fagundes.

O curta me fez ver a história sob uma perspectiva diferente e me emocionei envergonhada só de imaginar como o goleiro Barbosa teve sua vida massacrada por algo tão simples como não evitar o gol do time adversário. 

Assim como o personagem, tentei voltar no tempo e ponderar os acontecimentos de acordo a realidade da época,  não consegui e fiquei engasgada com um "não há justificativa". O fanatismo e o controle das massas é realmente uma combinação perigosa.

Para quem quiser assistir:


E desde que foi anunciada a sede da copa de 2014, muitos uruguaios voltaram a sonhar com um novo maracanazo

Eles me contam cheios de graça e eu não deixo barato, claro rs! Faço piadinhas com dados irrelevantes do mundo esportivo, eles revidam e todo mundo se diverte como deve ser nessas conversas sobre futebol.

Na verdade retruco só de birra, porque né? Aprendi a querer o paisito como meu lugar, e acho que levei essa coisa muito a sério porque até a seleção aprendi a querer também rs! 

Me acostumei a cantar as musiquinhas da torcida, a reconhecer os jogadores, a ficar ansiosa quando a partida está apertada e a vibrar com os gols marcados. 

E o coração agora fica meio perdido sem saber o que é deles, o que é meu ou o que é nosso

Sei que acompanhar o jogo nessa quarta-feira será muito estranho, gente! Sorte que essa quase rivalidade aqui em casa vai terminar literalmente em pizza! ;)

Abraços!

10

Fortaleza de Santa Teresa

Uma das melhores dicas que poderia dar para quem irá visitar o Uruguay! ;)

A Fortaleza de Santa Teresa e todo seu entorno é um lugar espetacular fora da rota turística tradicional. 

Essa belezura está localizada no Departamento de Rocha - mais precisamente no Parque Nacional Santa Teresa - e além de oferecer paisagens de tirar o fôlego, nos permite estar em contato com uma parte da história do paisito.


O forte começou a ser edificado a mando português em 1762, mas apenas 6 meses depois foi tomado pelos espanhóis, que se encarregaram de finalizar a construção

A construção impressiona, a começar pela altura que em alguns pontos alcança 11,5 metros, depois pela cor amarelada dos muros e a forma em pentágono irregular. 

A conquista desse território era valiosa nas estratégias de ocupação da região e ao longo dos anos o forte foi  alvo de disputa entre portugueses, espanhóis, ingleses e criollos. 

E dos conflitos ficaram as histórias, hoje esse espaço transmite uma paz gostosa de viver e está de portas abertas ao público, abrigando um pequeno museu com maquetes de outras fortalezas do Uruguay e uma coleção de armas, vemos também o que seria a cozinha dos soldados, a enfermaria, a capela, etc.



O parque nacional deixa a visita ainda mais interessante: dá para curtir uma prainha, fazer caminhadas nos mais de 60 km de trilhas, apreciar praias a perder de vista desde os mirantes, ver vegetação abundante - são mais de 2 milhões de arvores - e ainda é possível acampar, encontramos uma estrutura eficiente para essa atividade que faz a cabeça dos uruguaios no verão.

Há linhas de ônibus que deixam os visitantes na entrada do parque, mas até a fortaleza é uma caminhada boa (muita gente fica na entrada pedindo carona a quem chega de carro). 

Empresas de ônibus que fazem esse trajeto desde Montevideo: R del Sol, Cynsa e Cot. Consultas de preços e horários aqui.

Vi também  agências vendendo excursões - do tipo day tour - saindo de La Paloma.


Ah, vale a pena ficar para ver o por do sol aí! 

Abraço!


Informações:

A entrada custa 20 pesos uruguaios - mais ou menos 2 reais.

Horário de Inverno: Sexta a Domingo (e feriados) das 10h às 17h.

Horário de Verão: Quarta a Domingo das 13h às 19h.

Ruta 9, Km 302
20

Ato em Apoio às Manifestações no Brasil

Eu queria fazer um post mais elaborado, mas o tempo está bem corrido, então irei basicamente divulgar o evento que ocorrerá amanhã em Montevideo em apoio às manifestações no Brasil porque acredito que mesmo longe de casa há muita gente interessada em ir às ruas.


Quem quiser participar do ato, há mais informações na página da manifestação "Democracia não tem fronteiras" que ocorrerá amanhã (dia 19/06) no Centro da cidade nos seguintes horários:

16h - Ocupa Praça Independência
18:30 - Teatro Solís


Muitas outras cidades ao redor do mundo, como Nova York, Berlin e Coimbra, estão realizando atos de apoio aos compatriotas que estão lutando por nossos direitos em território nacional. Em Dublin, por exemplo, a comunidade brasileira levou cerca de 2.000 pessoas às ruas. 

Com a mídia manipulando descaradamente a realidade, esses eventos contribuem positivamente para a repercussão dos problemas que estamos enfrentando, gera mais  informação, pressão externa, etc.

É um bom momento para dialogar e mostrar outros discursos diferentes daqueles que passam na tv, mas é preciso estar atento para não transformar uma luta legitima numa causa patrocinada por quem sempre fez de tudo para manter a ordem

Não estou de acordo com muita coisa que ando lendo por aí, não sou favorável à demonização do PT, não considero que todos os políticos são iguais, tampouco sou das que condenam o assistencialismo do governo. 

Mas fico cheia de esperança vendo as pessoas se mobilizarem, se organizarem e levarem essas discussões para a mesa do jantar, por exemplo! 

Abraços!
8

Bar de Gelo em Montevidéu

Update: O Bar de Gelo fechou, há rumores que abrirá novamente em outro local. O post seguirá no arquivo do blog a espera de novidades.

Uma dica que tenho pendente há tempos: o bar de gelo na Ciudad Vieja.

Essa é uma atração famosa em vários países da Europa e a capital uruguaia figura pomposa como a primeira cidade da América do Sul a inaugurar um bar nesses moldes.

Desde o ano de 2010 o Hielo Bar funciona no subsolo do Radisson Hotel e faz a alegria dos turistas e locais: tudo lá é de gelo, das paredes, mesas e sofás aos copos onde são servidas as bebidas.

                                                                            Foto: site HieloBar

A temperatura constante é de -7ºC (sim, meus caros, a temperatura no bar é abaixo de zero) e para encarar todo esse frio, os visitantes recebem roupas apropriadas - super casacos, gorro e luvas.

Eu acho o máximo essa ideia do bar e juro que consigo me divertir, já meu namorado acha a coisa mais besta pagar para passar frio hehe.

O Hielo Bar abre diariamente das 17h às 01h e o ingresso custa 350 pesos uruguaios com direito a um drink. 

Quem tiver interesse em conhecer, recomendo já garantir a entrada reservando pelo site.

Abraço! ;)

19

Cervejas, pubs e confraria

Tomada pelo espirito irlandês, resolvi comentar sobre os lugares em Montevidéu com a temática irish pub e falar um pouco de cerveja e confraria, bem papo de mesa de bar, né? 

Já fiz um post parecido, mas nos últimos tempos surgiram outros pubs na capital uruguaia e como adoro esses locais para ir tomar uma cervejinha e jogar conversa fora, pensei em fazer um novo post com uma lista incluindo os endereços dos novatos.

Ir a um pub e provar cervejas artesanais continua sendo a melhor pedida!

A produção do país anda ganhando destaque em diversos eventos e competições especializadas na bebida. 

No recente concurso South Beer Cup, que reconhece as melhores cervejas da região, as uruguaias Davok e Cabesas Bier receberam várias medalhas.

É bem verdade que dentre os diferentes tipos de cerveja, as mulheres tendem a preferir as cervejas claras como a Pilsen ou Lager, por exemplo. 

Para sair um pouco do comum, mas ainda permanecendo próxima dessa linha, recomendaria provar as cervejas tipo Irish Red ou Weiss

As cervejas conhecidas como Ale e Stout são mais amargas e não costumam agradar todos os paladares. 

Para quem aprecia a bebida e gosta de se aventurar experimentando novos gostos, a boa noticia é que existe um clube de cervejeiros em Montevideo chamado UBC


A proposta é compartilhar a riqueza de sabores, aromas e texturas que a cerveja oferece e todos os meses eles apresentam 3 novos estilos que os produtores artesanais uruguaios elaboram especialmente para o grupo.

A inscrição/associação não implica compromisso de compra mensal e dada a exclusividade dos rótulos, achei o preço de 650 pesos pelo pacote de  6 garrafas  de 660ml cada, um preço razoável.


Pois bem, agora que já falei das cervejas e da confraria, apresento aqui os dois novos pubs de Montevidéu: Gallaghers Pub e Ennis Pub.

O Gallaghers fica em Pocitos, a primeira vez que vi achei um pouco diferente dos demais bares, a decoração de madeira e objetos antigos dá um toque mais sofisticado ao lugar.


Apesar do aspecto menos casual, a ideia é a mesma de todo pub: um espaço para encontrar amigos depois do trabalho ou no fim de semana, assistir jogos, escutar boa música e ter uma variada e extensa lista de cerveja e whisky à disposição do cliente.


Já o Ennis Pub está localizado na zona de Tres Cruces e o ambiente é mais simples. 

Quando ouvi falar do lugar, pensei que o nome estava relacionado à fofa cidadezinha  da costa oeste da Irlanda (por coincidência estive lá no mês passado), mas aí lendo uma matéria do jornal El Observador, fiquei sabendo que Ennis era o sobrenome da bisavó dos donos, uma imigrante irlandesa que chegou no Uruguai em 1900 - adoro histórias que envolvem pessoas que emigraram e acho que vocês entendem o porquê rs.




O Ennis Bar costuma fazer umas promoções interessantes no after office - período das 18h e 20h.


Abaixo os endereços:

Gallaghers Irish Pub
Manuel V. Pagola 3233 - Pocitos 

Ennis Irish Pub

Gral. Urquiza 2551, esquina Pte. Batlle - Tres Cruces

The Shannon Irish Pub

Bartolomé Mitre 1318, esquina Buenos Aires - Ciudad Vieja (pertinho do Teatro Solis).

Burlesque

Avenida Luis Alberto Herrera 1136 - Pocitos Nuevo (próximo ao Montevideo Shopping).



Abraços!

16