Doces uruguaios

Um post carregado de calorias, pouco recomendado para quem está de dieta rs.

Quando viajo adoro provar comidas típicas do lugar, geralmente os pratos quentes são os mais tradicionais, mas como formiguinha assumida, fico atenta também as opções que vem depois do almoço/jantar.

No Uruguay a maioria das sobremesas levam doce de leite, o que já é basicamente uma garantia de sucesso, né? Difícil alguma receita não ficar boa tendo esse ingrediente poderoso como recheio.

Já comentei aqui no blog das masitas, bizcochos e medialunas que estão presentes em todas as padarias uruguaias, geralmente fazem nossa alegria logo no café da manhã. 

As masitas são biscoitinhos doces recheados ou cobertos de doce de leite, chocolate, geleia, etc. Pode ser também um pedacinho de massa de bolo com recheio e frutas ou nozes decorando.


As medialunas e bizcochos são tipos de pães, alguns se assemelham ao croissant e encontramos com recheio doce ou salgado e sem recheio. É bom demais para acompanhar o café, chá ou mate.


E depois dessa dose de açúcar matinal, vamos seguir para as tortas e bolos comuns do paisito, vou listar meus preferidos:

1- Torta Alfajor

A torta alfajor é composta por várias camadas de uma massa folhada - fina e crocante - e doce de leite. No topo da torta vai muito merengue para enfeitar.  É divina!


2- Arrollado de Dulce de Leche

Esse lembra o bolo de rolo pernambucano, mas no caso uruguaio o recheio é de doce de leite, claro. É uma delicia! Há a versão com cobertura de chocolate ou apenas a massa polvilhada com açúcar. 


Gosto mais com a cobertura: chocolate + doce de leite, como resistir?

3- Chajá

Receitas com pêssegos me conquistam rs! Comentei sobre essa torta há um tempinho atrás, continuo achando a mistura uma maravilha quando bem preparada. 


Para terminar, passo à categoria de receitas caseiras, rápidas, gostosinhas e fáceis de fazer, daquelas que salvam a tarde, sabem? 

Destaco o salsichón de chocolatepasta frola e os panqueques de dulce de leche.


A pasta frola é uma massa como a de um quiche doce que leva recheio de dulce de membrillo - lembra o nosso doce de goiaba, só que um pouco menos doce - é muito simples de fazer. 

O salsichón de chocolate parece um salame rs, uma mistura de chocolate (acho que a receita fica melhor quando é usado chocolate em barra meio amargo), açúcar e bolacha maria. 

E os panqueques não tem segredo, nunca dá errado, o tchan é colocar esse doce de leite uruguaio que é de comer rezando. 

Fico por aqui desejando todos esses doces...

Abraço! ;)

12

Passeio em Montevidéu: Puertito Buceo e Isla de Flores

Hoje foi um dia de saudade, de revirar o baú, sabem? Aí haja ver fotos no computador e sobrou até para os arquivos do blog! ;)

Foi divertido ler posts antigos e dei risada quando li o que escrevi toda empolgada sobre o nosso novo cantinho preferido da cidade, mas percebi que nunca tinha comentado sobre o cantinho velho.

Na verdade seria mais justo dizer que nunca comentei sobre os cantinhos velhos, no plural mesmo, porque tem muito lugar em Montevideo que considero um pedaço meu, onde gosto de ir para descansar, namorar, refletir, falar da vida...

Morava muito perto do Puertito Buceo e sempre ia dar uma volta no cais, ficava lá vendo os barcos de pesca chegarem e sairem, escutando as águas do rio batendo nas pedras e observando as pessoas sentadas conversando e tomando mate.


                                                  Puertito Buceo no inverno

As vezes aproveitava para comer um pancho (cachorro-quente) nos carrinhos de rua ou abrir mão do mate e tomar uma cervejinha no restaurante que está ali pertinho do cais.

Ir ao porto e fazer essas coisas já está valendo, mas é possível aproveitar mais, basta escolher algum passeio de barco e sair navegando pelas águas do Rio de la Plata.

Alguns passeios são exclusivamente para pescar, em Montevideo sempre tem alguém pescando na rambla, é uma atividade bastante comum. 

E há outras excursões com uma proposta mais turística, como a que vai a Isla de Flores. 


                                                    Foto por Descubriendo Uruguay

A Isla de Flores tem uma história interessante, os imigrantes que chegavam no século XIX eram obrigados a cumprir um período de quarentena nesse local antes de ingressar ao país.
Essa medida buscava garantir que pessoas com doenças contagiosas não entrassem na cidade, em épocas de pestes essa precaução poderia evitar que epidemias se alastrassem, por exemplo.

Devido ao grande fluxo de pessoas que chegavam, a ilha ganhou uma estrutura de mini-cidade, haviam edifícios que eram o hospital, oficina de correios, alojamento dos oficiais, capela, etc. 



Quando finalmente os avanços da medicina fizeram com que essa medida fosse algo desnecessário, o lugar passou a abrigar prisioneiros políticos que se rebelavam contra o sistema.

Após servir de prisão, houveram alguns projetos para dar uso à estrutura montada, mas não foram levados adiante e a ilha ficou abandonada até pouco tempo atrás.

Lá no ano 2011 um grupo de amigos criou uma ONG que conseguiu apoio do governo e recursos para revitalizar e reconstruir o legado histórico da Isla de Flores.


                                                                     Foto por Descubriendo Uruguay

Ok, me alonguei na conversa rs, mas tinha que contar essa história para vocês verem como esse passeio pode ser bacana. 

E não cheguei a falar da vista incrível da cidade de Montevideo desde o rio, né? O barco segue pela costa montevideana até o Hotel Carrasco, depois passa por uma ilhota habitada por lobos marinhos  e finalmente chega à ilha.

Quem quiser  consultar os horários e preços dos passeios de barco (que por razões climáticas ocorrem apenas durante os meses de outubro a maio), é só dar uma olhada no site da empresa Solo Aventura.

Ah, era também no Puertito Buceo onde ia comprar peixe fresco, pois com os barcos de pesca indo e vindo, nada mais natural do que ter algumas peixarias em volta.

Pronto, outro cantinho devidamente apresentado.

Abraço! ;)
13

Hospedagem em Montevidéu: Hotéis em Punta Carretas

Chegou a vez de falar sobre as opções de hospedagem no bairro de Punta Carretas.

Uma região que oferece boas atrações aos turistas: bares, restaurantes, cafés, feirinha, um shopping com uma história curiosa, um interessante castelo de um alquimista, uma orla com farol e fica ali vizinho ao Parque Rodo.

Dito isso, vamos aos hotéis selecionados:

1) $$$$ - Diárias a partir de 190 dólares



O Cala di Volpe é uma opção bastante procurada pelos brasileiros. Acho a localização excelente, fica em frente a uma parte bem gostosa da rambla de Montevidéu. 


2) $$$Diárias entre 130 e 150 dólares



O Tryp de Montevideo também é uma opção bastante procurada - e recomendada - pelos brasileiros, está muito bem localizado no belo bairro de Punta Carretas.


3) $$ - Diárias até 110 dólares

Esse seria o último post dessa série de hotéis por bairros de Montevidéo, mas devo escrever algo sobre o bairro Carrasco também (nas próximas semanas para trocarmos o disco desse papo de hospedagem rs). 

Confesso que tenho uma certa implicância porque não acho a região mais prática para turistar, mas é um bairro muito bonito, tranquilo e tem vários hotéis de qualidade, basta citar o imponente Hotel Casino Carrasco, né? 

Continuo contando com a colaboração de vocês, quero saber as experiências de hospedagem no paisito

Tá rolando boas dicas lá na página do blog no facebook, quem ainda não acompanha, o convite para fazer parte está de pé! ;) 

P.S.: todo os preços referem-se ao mês de setembro 2013, esses valores podem sofrer alterações com a temporada de turismo, feriados, aumento de tarifas, etc.

Abraço!

11

Hospedagem em Montevidéu: Hotéis no Centro

Dando continuidade a lista que preparei de hotéis onde arriscaria fazer a reserva em Montevideo, seguem as opções que encontrei no Centro da cidade.

Nessa área há uma variedade de preços em relação a hospedagem, a chance de encontrar um hotel simples com um precinho mais em conta é maior do que em qualquer outro lugar.

A dica para não se decepcionar é estar consciente do que está pagando, não funciona fechar com um hotel super barato e básico e ficar na esperança de ser recebido com muitos mimos, café da manhã farto e otras cositas más

Isso não quer dizer que um hotel simples não pode oferecer um serviço digno, já fiquei em lugares baratinhos que davam de 10 em muito hotel de nome, mas ser realista evita ficar reclamando à toa depois: "não tinha vista bonita", "o quarto era pequeno", "o acesso era por escada", "não tinha ninguém para carregar minha mala", "a rua é muito movimentada e escutamos muito barulho de carros", etc. 

Verifique os serviços oferecidos antes de chegar ao estabelecimento. Se achar necessário, faça perguntas sobre a limpeza - quando trocam toalhas, lençóis - ou sobre o piso do quarto, tem gente que odeia tapete, por exemplo. Parece bobagem, mas esses pequenos detalhes podem fazer a diferença.

Voltando aos hotéis rs:

1) $$$$ - Diárias a partir de 160 dólares



2) $$$ - Diárias entre 100 e 130 dólares

Hotel na Ciudad Vieja em Montevideu

Esse hotel chama a atenção pelo desenho, decoração toda clean e de bom gosto. Fica ali pertinho do Mercado do Porto na Ciudad Vieja.

Hotel no Centro de Montevideu


Coloquei como opção por estar ao lado da rodoviária Tres Cruces, é conveniente para quem precisa estar aí perto.


3) $$ - Diárias entre 70 e 100 dólares

Hotel no Centro de Montevideo

Hotel no Centro de Montevideo


4) $ - Diárias até 70 dólares

Hotel Bom e Barato em Montevideo

Ótima opção de hospedagem para quem busca comodidade a preços mais camaradas.



Há sempre a dúvida entre Centro x Orla quando as pessoas pensam na hospedagem em Montevideo. 

Já comentei nesse post o que achava do tema e continuo preferindo a parte mais próxima a rambla, entre Pocitos e Punta Carretas, mas como sempre digo, isso é uma escolha pessoal, conheço um monte de gente que não troca o Centro por nada.

Do ponto de vista turístico, se vocês observarem os comentários dos hospedes dos hotéis do centro, a maioria reclama que a noite não têm muitas opções de lugares a visitar ou que não parece muito seguro para caminhar

Na real acho muito fácil se locomover em Montevidéu, ir do Centro a Pocitos dura poucos minutos em ônibus ou táxi, e não custa caro. Ficar hospedado numa área e a noite passear em outra, é coisa simples de fazer.

Abraço! ;)
7

Hospedagem em Montevidéu: Hotéis em Pocitos

Antes de começar o papo de hoje, preciso dizer que nunca me hospedei em hotéis em Montevideo, nem quando visitei a cidade pela primeira vez, por esse motivo não havia ainda um post sobre hospedagem na capital uruguaia, achava que não fazia sentido dar dicas de lugares que efetivamente não conhecia a estrutura ou serviços.

Ocorre que recebo várias perguntas relacionadas a hotéis, geralmente as pessoas me pedem indicação ou querem saber se tenho alguma informação sobre o estabelecimento X, por exemplo, se a localização é segura, se o atendimento é bom, etc.

Aí resolvi fazer uma lista com 3 categorias de hotéis em cada bairro (no caso Pocitos, Punta Carretas e Centro) para dar uma noção aos que ainda estão perdidos em relação a hospedagem.

Os critérios que escolhi foram preço, localização e comentários positivos nos sites de viajantes e de reservas que costumo pesquisar quando planejo um roteiro de férias.

Para fazer essa lista, me dei ao trabalho de avaliar como se estivesse de fato buscando um hotel para uma viagem pessoal, todas as opções citadas são lugares onde - dependendo do orçamento que tivesse disponível - arriscaria fazer uma reserva.


1) $$$$ - Diárias a partir de 140 dólares

Hotel em Montevidéu

Minha experiência com o hotel se resume ao restaurante - que é aberto ao público em geral - e gostei do que comi vi: atendimento cordial, comida boa, bom preço e variada carta de vinhos nacionais.


2) $$$ Diárias entre 100 e 140 dólares


Fui vizinha desse hotel por 2 anos e o que posso dizer é que amo a localização entre a rambla do Puertito Buceo e a área de bares e restaurantes, como o Bar 21, Burlesque, Asia de Cuba, La Casa VioletaLa Fonda del Puertito que já comentei em outros posts. 

Hospedagem em Montevidéu


O After Hotel também fica nessa região do World Trade Center como o Palladium.

Hotel em Montevideu

Ótima localização e aquela comodidade de ter uma kitchenette à disposição.


3) $$ - Diárias entre 85 e 100 dólares

                                                  Vista do Ermitage. Fonte: site do hotel

Tenho a referência de um amigo que ficou bastante satisfeito com a relação custo x beneficio do Massini.

                                                          Fachada do Apart Massini Suites.


Essa foi minha tentativa de ajuda rs! Como esse espaço é nosso e sempre tem alguém colaborando com informações uteis, sei que alguns leitores queridos poderão contar as experiências de hospedagem em Montevidéu, recomendando ou não os hotéis que ficaram. 

Estou aguardando os comentários de vocês! ;)


27

Expo Prado: Feira Rural em Montevidéu

No mês de setembro ocorre a maior e mais famosa feira rural do Uruguay: a Expo Prado.

Os dados oficiais são impressionantes, o evento já acontece há mais de 100 anos e na última edição durante os 12 dias de atividades abertas ao público, cerca de 450 mil pessoas passaram por lá.

Mesmo não conseguindo pronunciar 'ferias rurales' decentemente em espanhol rs, fiquei curiosa e fui conhecer as atividades da Expo Prado.


Aproveitamos um fim de semana e fomos ao lindo bairro do Prado, no caminho já era possível sentir o impacto da feira pelo trânsito intenso, vendedores ambulantes e muita gente passando, muitas famílias com crianças.

Já tinha ido a feiras rurais em Salvador, acho sempre tudo muito parecido, provavelmente porque não entendo nada de agronegócio e vou só para olhar o movimento e comer... vamos combinar que uma coisa boa nessas feiras é que geralmente tem muitas barraquinhas de comidas, né? 

Encontramos vários restaurantes vendendo o que eles sabem fazer melhor: churrasco! Além de muitas barraquinhas com coisas doces e stands com comidas diferentes: culinária espanhola, mexicana,venezuelana, kebabs, etc.


Compramos os ingressos por 150 pesos uruguaios e passamos algumas horas na feira: o espaço é enorme, são mais de 600 expositores, há concursos de beleza feminina, como o Miss Expo Prado, e concursos com os animais, como o de quem tira (corta, extrai? Aqui chamam esquilar) melhor lã das ovelhas, fico com dó das bichinhas peladas quando terminam.




Havia também espetáculos com programação para os pequenos e adultos, shows, conferências e palestras, competições equinas, exposições de animais.

E muita coisa para comprar, vendem de tudo lá dentro, de souvenir, queijos e vinhos a máquinas agrícolas que pareciam saídas do filme Transformers. 




Até casas pré fabricadas de madeira e containers estavam disponíveis, gostei dos projetos e cheguei a imaginar minha unidade sob medida me esperando em algum lugar da costa uruguaia, porque sou dessas que fazem planos para toda a vida em apenas 5 minutos rs, mas não são tão baratas quanto pensei e desisti da ideia.


                                                    Meu novo lar?

Achei ainda um stand do Brasil que vendia caipirinhas e outros produtos que não me encheram os olhos, tinha fila e acabei não provando nada. 



Para que mora na cidade ou está viajando com bastante tempo livre é uma boa pedida dar uma passadinha na Expo Prado. A edição desse ano ocorrerá de 04 a 15 de setembro, mais informações sobre a programação na página do evento.

Muita gente dispensa toda essa parte dos bichinhos, competições e comidas, e segue para as festinhas que acontecem a noite. 

Olhei o calendário de shows da Plaza Prado e há apresentações de murgas, cumbia e bandas do momento como Mala Tuya e Só Mistura (lembram que postei um vídeo deles lá na fan page?). Além da transmissão dos jogos das eliminatórias da copa - Uruguay x Peru/Colombia.

Abraço!;)

5