Roteiro em Montevidéu: Uma tarde no Centro e Ciudad Vieja

Mês passado recebi amigos em casa e além da alegria de rever pessoas queridas, essas visitas rendem ótimos passeios na cidade.

Sempre dou um jeito de turistar junto e acabo revisitando cantinhos que gosto bastante e muitas vezes aproveito para conhecer lugares novos. 

Passamos uma tarde tão bacana que achei que valia a pena compartilhar nosso roteirinho no blog. 

Saímos de casa com pouca coisa definida, os amigos eram daqueles bons de viagem, gente sem frescura e com muita energia e vontade de descobrir o mundo, sabem? Tinhamos muitas opções no caminho que despertavam interesse: museus, galerias, lugares para fotografar, para provar comidas, observar o cotidiano, etc.

Pegamos o ônibus 104 aqui na porta de casa com destino ao Centro de Montevidéu. 

O trajeto já é quase um passeio, por meros 22 pesos de passagem fomos curtindo a rambla de Malvin, passamos pelo Puertito Buceo com todos os barquinhos fazendo graça num dia bem ensolarado e fresco, seguimos por Pocitos, cruzamos a Boulevard Artigas e caímos no Centro, mais especificamente na famosa Avenida 18 de Julio. 


Na Avenida 18 de Julio é um prazer ir observando aquele ritmo de centrão: muitas lojas, prédios comerciais, barraquinhas de rua, gente indo e vindo, a rotina deles acontecendo ali. 

E da janela do ônibus já podemos nos perder nos detalhes dos edifícios antigos, é notório que muitos estão precisando de cuidados, mas há tantos e tão lindos. Os entendidos definiriam Neoclassicismo, Art Decó, Modernismo, etc, eu leiga só me deixo levar pelo prazer de contemplar o charme e a beleza das construções. 


A parada da esquina Ejido foi se aproximando e descemos rumo a primeira atração do dia: o Mirador de la Intendencia

Pegamos os tickets na Oficina de Informaciones Turísticas e seguimos para o elevador panorâmico. Do alto do piso 22 a vista nunca decepciona: Montevideo aparece encantadora com o majestoso Rio de la Plata de um lado, prédios e ruas arborizadas do outro.

É ótimo para ter uma noção da cidade e fazer muitas fotos. E é grátis, você encontra mais informação nesse outro post

Ainda no prédio da Intendencia tem uma galeria fotográfica da CdF e o Museu de História da Arte, atrações também gratuitas.

Nós pulamos a galeria e o museu e fomos andando em direção a Ciudad Vieja. No caminho está a Fuente de los Candados, a esquina mais romântica do centro e lá nos distraímos com os cadeados e mensagens dos apaixonados. 

Não deixamos nossa marca na fonte, mas você pode se divertir procurando um espaço para prender um cadeado e guardar seu amor por toda eternidade. Diz a lenda que isso garante que o casal voltará a Montevideo, quem sabe na lua de mel ou bodas de papel!? ;)

Mais alguns passos e chegamos a Plaza Cagancha e Mercado de los Artesanos, se você gosta de artesanato é uma boa parada, aí é um dos melhores lugares para comprar souvenirs.

Do Mercado de los Artesanos até a Plaza Independencia é um pulo, o Palácio Salvo dá a dica que estamos perto da praça e das muitas atrações da Ciudad Vieja.


No centro da praça está o Monumento a Artigas, uma construção que foi aprovada em 1882, mas só foi inaugurada em 1923!

Resumindo absurdamente história, buscando apenas dar uma noção básica da importância de José Artigas, ele é considerado o 'máximo prócer do Uruguay', 'el padre de la Pátria Oriental', tido por muitos como a figura mais ilustre da nação em razão da sua atuação nos movimentos de independência. 

E aí sob a estátua se encontra o mausóleo com os restos mortais do General Artigas. Confesso que nunca entrei, acho um tanto mórbido, mas está aberto a visitação para quem tiver interesse em conhecer.

Daí da praça atravessamos a rua e fomos visitar o Museo de la Casa de Gobierno, conhecido também como Palacio Estévez. 

Esse museu presta homenagem a democracia uruguaia e aos presidentes da república de distintas épocas. A entrada é gratuita e a visita não é guiada, eles entregam um panfleto com as informações e cada um se vira

No dia que fomos foi difícil se concentrar na leitura porque tinha uma funcionária possuída pelo ritmo ragatanga aos gritos no telefone supostamente porque um colega de trabalho estava bancando o espertinho pra cima de todo mundo. Sério, de todos os cômodos do museu - que é pequenino - ecoava a voz da criatura.

Meu panfleto dizia que o percurso no museu era iniciado pela sala 'Nascimento da Nação', simbolizada pela espada de Artigas e pintura de Manuel Blanes representando o Escudo Nacional.

Depois haviam outras salas dedicadas aos presidentes com seus objetos pessoais, uniformes de gala, fotografias e móveis. E a coisa mais bizarra: um cachorro! Fiquei tão passada ao ver o bicho morto numa caixa de vidro que não consigo lembrar a qual presidente o animal pertencia. Nas salas seguintes são exibidos objetos do cerimonial do Estado, como louças, faixas, mais fotografias e um vídeo.

Curiosamente o querido Mujica ainda não tem a cara estampada nos quadros, sendo o presidente em exercício, o personagem mais recente do museu é seu antecessor Tabaré Vázquez.

Terminada a visita, atravessamos novamente a praça, cruzamos o Portal de la Ciudadela e começamos a explorar a Ciudad Vieja caminhando pela Peatonal Sarandí.


Passamos pela praça e igreja Matriz, mas a fome já apertava e fomos procurar onde comer. 

A maioria das pessoas quando vão a Ciudad Vieja almoçam no Mercado del Puerto, mas minhas últimas experiências não foram assim tão legais e aproveito para dizer que existem também bons restaurantes nas redondezas, inclusive oferecendo as famosas carnes uruguaias no menu.

Como é o caso do Estrecho, um restaurante que se você não estiver atento, passa pela frente e não vê. Uma fachada azul literalmente estreita, sem parafernálias chama-cliente, mas que deixou nosso dia muito mais gostoso. 

A proposta do lugar me agrada, não tem mesas, você come sentado nos banquinhos no balcão vendo todo o movimento do pessoal cozinhando. 


Não é o lugar mais barato, os pratos custam seus 300 e poucos pesos e não aceitam cartão, mas o cardápio é bem elaborado e a apresentação cuidadosa. Todos pedimos carne e ficamos super satisfeitos com o sabor, maciez e ponto. 

- Mas Jamile, então você quer dizer que o Mercado del Puerto não vale a pena? 

Não é isso que quero dizer, o Mercado é legal e vale a visita, principalmente se é sua primeira vez na cidade. Nessa mesma tarde passamos lá depois que comemos e nos divertimos, tiramos fotos, vimos como eles preparam as parrillas, coisa e tal


Só acho a comida cara, as piadinhas prontas dos garçons já me cansam (ok, não sou mais turista e talvez depois de ir muitas vezes tenha ficado cansada) e basicamente pelo mesmo preço que você paga aí, você almoça em muita parrilla top ou restaurante badalado de Montevidéu

Saindo do Mercado, apertamos o passo para chegar às 16h no Teatro Solís e pegar a visita guiada. 

Nossa primeira atração paga. Compramos as entradas a 50 pesos e pedimos a visita em inglês (um dos amigos é irlandês), para nossa surpresa eramos só nós três, fizemos um tour quase exclusivo.

A guia era uma mocinha bem simpática e contou muita coisa interessante sobre o teatro. O passeio começa na parte externa, fala-se um pouco sobre a história da cidade e a influência do teatro na sociedade de outrora. Depois seguimos para o interior do prédio e a visita terminou na sala de exposições do subsolo.


Eu já conhecia o Solís, já tinha feito a visita guiada e visto espetáculos, mas sinto sempre como se fosse a primeira vez. É impossível não se impressionar com a sala principal.

Para a experiência ficar melhor, só conferindo alguma apresentação, então fiquem atentos a intensa programação do teatro. As entradas costumam ter preços acessíveis e não saber espanhol não chega a ser uma desculpa, há muitos shows (recentemente a Maria Gadu e o Lenine se apresentaram juntos lá), peças infantis, musicais, etc.

E aí, vocês já cansaram de ler? Quase dividindo o post em duas partes porque ainda tivemos fôlego para atravessar toda a Ciudad Vieja e chegar ao Museo de las Migraciones. Outro museu chiquito e gratuito, também nesse esquema de 'tome o panfleto e se vire' rs.

Eles têm uma exposição permanente chamada Ir e Voltar: Exílio, Repatriação e Retorno, e pudemos ver também a mostra fotográfica 'Mujeres Migrantes Comparten Sus Secretos Culinarios' e uma exposição impactante que estava quase perdida num cantinho do museu sobre os  quase 100 anos do genocídio de armênios pelo Estado turco. 

Visitar esse museu foi uma experiência interessante, pois eu também migrei e é natural o tema mexer comigo, né? Bem verdade que minha escolha foi pautada numa decisão livre e feliz, não dá para comparar com as histórias de pessoas que deixaram seu país de origem por falta de opção ou imposição, mas no fundo é como se todos nós que saímos de casa tivessemos algo em comum. 

Deixamos o museu já anoitecendo e antes de voltar para casa fizemos outra paradinha para comer. Afinal quem resiste a uma vitrine cheia de masitas e bizcochos? Umas delicinhas que encontramos em quase toda esquina de Montevidéu nas padarias e confiterías


Não seria exagero dizer que dá para anotar como outro atrativo turístico: Confitería 25 de Mayo (rua de mesmo nome, número 655, esquina Bartolome Mitre). 

Para terminar o dia doce! ;)


P.S.: O texto ficou enorme e sei que é cansativo chegar ao final, mas achei apropriado começar com um roteiro grande que vai ocupar pelo menos 6 horas do seu dia de turista. 

E não, não fizemos 'tudo' no Centro e Ciudad Vieja, voltamos depois, mas aí já é papo para os posts seguintes - que serão mais sucintos - rs.

Recapitulando, nessa tarde visitamos as seguintes atrações:




Boa viagem! ;)

31 comentários

  1. Guilherme Loureiro11 de junho de 2014 00:52

    Deu pra passear com vocês, pena que eu não estava aí pra ver tudo. Aguardo os novos posts pra continuarmos o passeio rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Guilherme! Espero poder levá-los a passear mais vezes! :)

      Excluir
  2. Adorei Mile! Sabe que sempre que vem um familiar ou amigo fico tão perdida sobre o que mostrar que acabo mostrando o óbvio e morro de remorso depois. Com seus roteiros isso poderia ser diferente rs! Vou ver se sábado consigo ir no mirante da Intendencia e ir no museu do imigrante antes do jogo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Van querida, muito obrigada! Vai mesmo no mirante, uma beleza a vista lá de cima! :)

      Excluir
  3. Muito bom seu post. Estive ontem na cidad vieja e agora vou ter que voltar pra completar com suas dicas. Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marly, muito obrigada! Espero que tenha gostado dos passeios! :)

      Excluir
  4. .. adorei.. tanto que compartilhei...nunca antes tinha visto tanto detalhe escrito com carinho... Patabéns !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ow Roberto, muito obrigada pela gentileza! ;)

      Excluir
  5. Oi!
    Muito bom o teu blog!
    Iremos a Montevidéu em Setembro e estou pegando todas as tuas dicas!

    Obrigada por compartilhar com a gente as delícias da cidade!
    =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Débora, precisando de algum serviço como traslados ou passeios entre em contato! Boa viagem!

      Excluir
    2. Oi Debora! Muito obrigada! Espero poder postar mais dicas antes de setembro chegar! :)

      Excluir
  6. Gostei do roteiro detalhado!! :)
    Fui pra Montevideo mês passado e adorei conhecer o museu Andes 1972 (Rincón 619), vc ja foi??? Achei super interessante!!

    Voltei com saudade das empanadas Mafalda! :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Letícia! ;)

      Sim, dediquei um post só pra ele!

      Abraço!

      Excluir
  7. Oi Jamile!
    Estou literalmente viajando com seu blog! Muito rico e detalhado!
    Viajaremos p/ Uruguay em agosto. Eu sei, muuuuuuuuuuuito frio!
    Ficaremos hospedados em Mtvd e verei passeio p/ Punta e Colonia.
    Obrigada pelas ótimas dicas!
    Besitos,
    Patrícia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Patrícia, precisando de algum serviço com traslado e passeios entre em contato! Boa viagem!

      Excluir
    2. Oi Patrícia! Muito obrigada!

      Meias e cachecol quentinhos salvam a vida em agosto rs! Boa viagem!

      Excluir
  8. Ahhhhhhhhhhhh, adorei que o nosso dia rendeu até post! Foi muito bom poder ter visto e visitado tanta coisa bacana num dia só - já escrevi a respeito pra colocar no blog e o engraçado é que, por mais que tenhamos passado o dia juntas fazendo a mesma coisa, nossos textos ficaram diferentes! Quando for pro ar volto aqui pra colocar o link. Obrigada por tudo! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei nosso dia, super merecia um post! E adorei ver o Uruguai lá no Barbaridades, me visita mais vezes, Bá! :)

      Excluir
  9. estarei aí em julho. Que me aguarde o frio do Uruguai!!! quero dicas de vinícolas e de onde comprar belos casacos! Adorei as dicas! Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Muito obrigada!

      Dá uma olhadinha na tag Enoturismo e Compras que tem dicas.

      Abraço!

      Excluir
  10. Oi, Jamile! Estou planejando minha viagem ao Uruguai e encontrar seu blog foi muito importante! Obrigada pela partilha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ludmila! Muito obrigada pela gentileza! Abraço! :)

      Excluir
  11. Ei Jamile, ótimo se Blog. Estarei em Montevideu na semana que vem. Tem dica de translado do aeroporto para Punta Carretas com valor mais acessível que o táxi? Sabe de algum transfer? Armando Rocha

    ResponderExcluir
  12. Parabéns pelo blog. Estou procurando informações sobre Montevideo, pois irei passar alguns dias ai, e encontrei seus textos gostosos de ler. Parabéns.

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde, Mile.

    Cada dia descubro mais coisas que aproveitar e curtir em Montevidéu.
    Fiquei com uma dúvida quanto ao dia que vcs foram, me pareceu dia de semana. Estou certo? Porque eu talvez só aproveite no sábado ou domingo.

    Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  14. Oi, Mile! Meu nome é Brenda e parabéns pelo blog, quero visitar o paisito o mais breve possível e o seu blog sempre mantém a minha vontade acesa. Minha duvida é a seguinte: você só precisou do transporte publico para ir ao centro e fez todo resto a pé, ou pegou ônibus novamente. Tem alguém post sobre mobilidade, além do post sobre os táxis?

    ResponderExcluir
  15. Ola, estou indo a Montevideo no final do mes. Amei seu blog! Queria informaçoes sobre onde comer perto do Mercado del Puerto, mas que nao fosse "balcao", pois vou com meu filho pequeno! Obrigada e parabens pelo blog!

    ResponderExcluir
  16. Vou pra Montevideo no sábado e to levando essas dicas preciosas! O blog é incrível! Obrigado!!!

    ResponderExcluir
  17. Top. Estou indo neste fds a Montevideu. minha pergunta é: este post ainda pode ser considerado atual?

    ResponderExcluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  19. Gostei muito das suas sugestões. Estarei em Montevideo em março e ja sei onde começar.
    Obrigado

    ResponderExcluir