Montevidéu com bebês

Coincidência ou não, depois que virei mãe tenho recebido várias mensagens sobre viajar para o Uruguai com bebês.

São perguntas sobre dicas do que fazer com os pequenos e outras mais especificas sobre se vale a pena fazer parte do enxoval aqui ou se encontramos determinados produtos nas lojas ou farmácias. 

O que fazer na cidade vai depender muito da idade dos pequenos, se for bebezinho de colo não tem muito o que inventar, né? A minha tem quase três meses e nossos passeios basicamente se resumem a caminhadas na rambla. 

Montevidéu é uma cidade plana e com uma orla bem extensa, o que quer dizer que temos quilômetros e quilômetros para passear com os bebês sem passar sufoco empurrando o carrinho em subidas e descidas.

Montevidéu com bebês

As demais atividades que fazemos são de adultos que ela acompanha no carrinho ou canguru/sling.

E aí claro que organizamos todo o passeio para que fique sempre mais comodo para ela, se vamos almoçar fora no fim de semana, por exemplo, tratamos de sair com ela já de barriguinha cheia e chegar super cedo para não precisar esperar muito a comida e poder escolher a melhor mesa do restaurante (que acomode carrinho, bolsa, não fique embaixo do ar condicionado, na passagem dos garçons ou caminho do banheiro e toda sorte de detalhes que sem filhos jamais imaginei rs). 

Agora se os filhotes são maiores, é preciso incluir no roteiro atividades de entretenimento para eles também. Vou fazer um post com opções para crianças depois, nesse queria focar nas dúvidas de bebês.

Respondendo algumas perguntas:

- Qual leite encontramos?

Já vi o Nan, Similac, Sancor e Nutrilon. 

O Nan e Similac custam entre 470 e 580 pesos, depende da farmácia (acho mais barato na rede de farmácia El Tunel, tem no bairro Pocitos, Punta Carretas e próximo a rodoviária Tres Cruces). O Sancor é uma marca argentina e custa mais barato.

Aqui em casa o aleitamento é misto, testei a Sancor e foram os piores três dias da vida, deu muita cólica na bebê. Hoje usamos apenas a marca Similac.

- E fraldas?

Vendem nos mercados, farmácias e aqui tem uns locais chamados pañaleras que vendem fraldas e produtos de higiene para bebês.

Encontramos as marcas Pampers, Huggies e Babysec. Não sei como é a aceitação da Babysec no Brasil, eu não conhecia e ganhei algumas no chá de fraldas, gostei bastante da linha Premium e tem um preço em conta.

- Papinhas

Frutas e verduras tem em toda esquina, nos mercadinhos, grandes redes de supermercados e feiras de bairro que acontecem de domingo a domingo por toda Montevidéu. 

Antes de reservar o hotel, consulte sobre a possibilidade (e horários) de usar a cozinha para preparar as refeições do bebê.

Se quiser almoçar fora, uma dica é almoçar nos restaurantes vegetarianos, seguramente terá um menu com bastante opção de coisas saudáveis para escolher.


Nos restaurantes 'comuns', geralmente é só pedir na cozinha que façam um 'prato' para o baby, costumam fazer sem problemas (peça gentilmente para cozinharem alguma verdura só com água e sem sal ou com pouco sal se for do seu agrado).

Se o bebê come papinha industrializada, nos mercados há de diversas marcas: Nestlé, Heinz e as locais Los Nietitos e El Hogar.

- Bebê suja muita roupa, onde lavá-las?

Se seu hotel não tem serviço de lavanderia, não se preocupe. Sempre me chamou a atenção a quantidade de lavanderias na cidade, em Pocitos, por exemplo, está cheio de lavaderos e geralmente entregam a roupa limpinha de um dia para o outro.

- Assistência Médica, Remédios e Produtos de Higiene

Acho importante viajarmos com seguro viagem e nossa farmacinha pessoal, rezamos para não usar, mas se precisar está ali facilitando a vida.

Ainda não saí do país com a baby, mas nas minhas viagens já contratei os seguros da Mondial (não precisei usar, mas tem muitos comentários positivos na internet), GTA e Assist Card, nessas duas solicitei atendimento médico e tudo correu bem, nenhuma ocasião foi grave ou emergência, liguei e horas depois o médico passou no hotel. 

Em casos de emergência, o Pereira Rossel é o hospital pediátrico e público da capital uruguaia.

Remédios para cólicas e febre vendem sem prescrição nas farmácias, como no Brasil vendem Luftal sem receita (aqui um dos mais vendidos é o Fator AG), mas todo cuidado é pouco com auto medicação.

Produtos de higiene tem várias marcas, o que mais vejo são artigos da Johnson Baby e para assaduras tem a Desitin tão aclamada pelas mães.

Montevideu com bebês


- Enxoval

Não acho que vale a pena se levarmos em consideração os preços, é tudo muito parecido ao Brasil nesse sentido. Mas se for pela boniteza das coisas, pode compensar. 

Para roupinhas tem algumas lojas autorizadas da Carter's, como a Había Una Vez e Petit Baby. Fiz quase todo o enxoval comprando diretamente no site da Carter's e mandando entregar aqui, saiu mais barato. Mas se você der sorte de chegar em época de liquidação, os preços estarão razoáveis, do contrário pagará o dobro ou triplo do que vale realmente lá na gringa.

Se a pessoa for do tipo que não dá bola para grife, poderá se surpreender com as coisinhas das feiras. 

Minha Gabi nasceu no inverno e eu sofri procurando roupa adequada em Salvador e Montevidéu, foi na feira do Parque Rodo e Tristán Narvaja que encontrei vários conjuntinhos de linha e crouchet fofíssimos por meros trinta e poucos reais (mas isso é dica para quem chega na época do frio, agora no calor essas coisas meio que somem de circulação).

Amamentar na rua

Perguntaram se é bem visto amamentar em locais públicos e não sei dizer o que o povo pensa, sei que a campanha pelo aleitamento materno exclusivo é muito forte aqui. 

Eu não faço cerimônia se precisar amamentar na rua, não tenho vergonha - amamentar é lindo - nem ligo se tem gente olhando. 


***

Fico feliz de ver as pessoas se animando a viajar com os filhos, de verdade. Mesmo dando trabalho preparar a saída, as lembranças que tenho das férias em família são uma delicia!

E sou marinheira de primeira viagem, mas já entendi que ficar cricri com o relógio é insano, as vezes a gente marca de sair às 12h e bem nessa hora com tudo pronto é uma fralda para trocar, um choro para acalmar e quando vemos já passou uma hora. 

Correr é desgastante, tanto para os pais como para o bebê que absorve toda essa ansiedade. Se dá para manter os planos, ótimo! Se não dá, inventa outra coisa, pode ser até ficar em casa brincando de bater palmas. O que não vale é perder a paciência e o humor.

Acho uma furada querer viajar com bebê na expectativa de fazer trocentas atividades em dois dias. Quando me pedem dicas, a primeira coisa que penso em dizer é: viaje, mas tire o pé do acelerador e aproveite o que der sem cobranças.


Abraço! ;)


9

Museus em Montevidéu

Que tal incluir alguns museus no seu roteiro de férias?

Montevidéu está cheia de opções interessantes para serem exploradas! ;)

A maioria tem um espaço físico reduzido, em 45 minutos ou uma horinha é possível conhecer o acervo e passear pelas instalações, e a entrada costuma ser gratuita, ou seja, não tem desculpa de tempo ou dinheiro para não visitá-los. 

E para facilitar, eles se concentram nas áreas turísticas, então na sua caminhada pela Ciudad Vieja, por exemplo, você seguramente irá passar pela porta de vários. 

Selecionei alguns museus e assim que der escrevo posts mais detalhados (e com fotos) sobre as visitas que fiz.

Começando com as opções da Ciudad Vieja:

  • Museo Histórico Nacional 
Oferece ao público material do processo de formação do país como estado independente. 

É um conjunto de casas que  através das suas exposições busca passar pelas principais figuras da história nacional e as distintas culturas que se desenvolveram nessas terras e que formaram a sociedade uruguaia.

Algumas das casas:

Casa de Rivera (Calle Rincón, número 437) - é a sede principal do museu. Aberta de segunda a sexta-feira das  11h às 16.45.

Casa de Montero (Calle 25 de Mayo, número 428) - é também conhecida como Museo Romántico por abrigar uma exposição permanente de pinturas, moveis e vestimentas do período romântico. Aberto de segunda a sexta-feira das 10h às 14:45.

Casa de Garibaldi (Calle 25 de Mayo, número 314) - foi a residência em Montevidéu de Giuseppe Garibaldi e sua família, possui uma exposição de distintos retratos, esculturas e elementos representativos da imagem do herói italiano. Aberta de segunda a sexta-feira das 11h às 16:45.

  • Museo Artes Decorativas (Palacio Taranco) - Calle 25 de Mayo, número 376
Esse museu foi doado ao Estado em 1943 pela Sucessão Ortiz de Taranco, é uma riqueza, belíssimo e fica do ladinho da Casa de Garibaldi e Rivera.

A residência dessa família abastada foi projetada por dois renomados arquitetos franceses no início dos anos 1900, o acervo está formado por coleção europeia de pinturas, esculturas, mobiliário, adornos e tapeçaria de fins do século XIX. 

Tem também uma coleção arqueológica com mais de duas mil peças de cerâmicas, vidros e bronzes greco-romanos dos séculos XIII a.C. a II d.C., e ainda há uma exposição sobre perfumes com frascos de óleos e pegamentos perfumados da antiguidade clássica. 

Aberto de segunda a sexta-feira das 12:30 às 17:30.

  • Museo Andes 1972 - Calle Rincón, número 619
Museu dedicado ao acidente aéreo ocorrido na Cordilheira dos Andes em 1972. Muito se falou na época sobre o acidente, fizeram um filme tempos depois, mas o que pouca gente tem em mente é que o avião saiu de Montevidéu e todos os passageiros eram uruguaios.

Já falei do museu nesse post e acho que é um lugar que toca a alma, uma visita que recomendo todo mundo fazer.

  • Museo Torres García
Guarda as obras artísticas e documentais de Joaquín Torres García, conhecido como precursor da arte moderna no Uruguai.

Esse museu está bem no comecinho da Peatonal Sarandí, logo depois que cruzamos o Portal da Cidadela. 

Uma boa dica é parar na vizinha livraria Más Puro Verso, o local é lindo, com milhares de livros e no segundo andar tem um bom café-restaurante para descansar após turistar.

  • Museo del Carnaval - Rambla 25 de Agosto, número 1825
O carnaval uruguaio dura 40 dias e tem identidade própria, é marcado pelo ritmo do candombe e coro das murgas

O museu é uma oportunidade de conhecer os símbolos, objetos e tradições dessa festa popular.

Uma boa opção para antes ou depois de conferir as parrillas do Mercado do Porto, o Museu do Carnaval fica ao lado do mercado.

Aberto de quarta a domingo das 11h às 17h (no verão funciona todos os dias da semana).

  • Museo de Arte Precolombino e Indígena (MAPI) - Calle 25 de Mayo, número 279
Possui uma coleção permanente de mais de 700 peças arqueológicas e etnográficas pertencentes a diferentes culturas da América Latina com enfase nos povos que habitaram o atual território uruguaio.

Aberto de segunda a sexta-feira das 11:30 às 17:30 e sábados das 10h às 16h.


Do Centro:

  • Museo de Historia del Arte - Calle Ejido, número 1326
Possui um acervo com mais de cinco mil peças originais e réplicas, abrange obras desde a pré-história a arte ocidental do século XIX. Dentre as exibições, destaca-se uma múmia egípcia.

Esse museu é uma boa opção para quem visita o Mirante da Prefeitura, ambos estão localizados no mesmo complexo.

Aberto de terça a domingo das 12h às 17:30 (a partir de 13 de dezembro até 12 de março o horário muda das 13:30 às 19h).

  • Museo del Azulejo - Calle Yi, número 1444
O museu expõe a coleção particular de Alejandro Artucio, que foi doada a prefeitura de Montevidéu em 2004, composta de mais de cinco mil peças coletadas ao longo de 40 anos.

Aberto de terça a domingo das 12:15 às 17:45.

  • Museo Pedagógico - Plaza Cagancha, número 1175
Um local bem interessante para quem trabalha ou simplesmente se interessa por educação.

Mostram a transformação educativa no Uruguai conhecida como reforma vareliana, a evolução do mobiliário escolar, material didático, etc.

Aberto de segunda a sexta-feira das 9h às 18:30 (a partir de 16 de dezembro até 14 de março o horário muda das 9h às 13h).


E por fim do Prado:

  • Museo Blanes - Av. Millán, número 4015
O museu conta com uma coleção ampla de artistas nacionais e outra de origem europeia.

Aberto de terça a domingo das 12h às 17:45.

Museus em Montevidéu

Daqueles passeios para a família toda, né? ;)

*****

A ideia era listar para ficar como um guia rápido de consulta e tal, mas eu me estendi e o texto ficou enorme rs.

Espero que gostem dessa seleção e aproveitem bastante os museus na viagem.

Abraço! ;)

2

'Plugia Invita': Feira Gastronômica do Uruguai

Agora em novembro aconteceu o evento chamado por alguns meios de comunicação como a Feira Gastronômica do Uruguai, que na verdade levava impresso o nome de Puglia Invita - Experiência Gourmet.
Puglia é um chef uruguaio que apresenta um programa na tv aberta. A ideia da feira/convite me ganhou assim que escutei a respeito porque reunir comida e bebida em forma de festival é um negócio praticamente irresistível, né?

Feira Gastronômica em Montevidéu

E para me deixar mais animada, o local escolhido foi o Prado, aquele bairro mais afastado do centro de Montevidéu que todo mundo deveria incluir no roteiro de viagem.

A proposta do evento para as empresas participantes era promover uma rede de contatos e ganhar mais espaço no mercado, além dos locais de comida e bebida, tinham também representantes de destinos turísticos e hotéis. 

Para o público em geral a proposta era apreciar os caminhos dos sabores e do mundo gourmet. 

Na real eu não esperava nada muito gourmetizado, ficaria feliz apenas com muitas barraquinhas com comidinhas gostosas a um preço amigo, visto que a entrada já custava bons 300 pesos uruguaios.

Dentre os quatro dias de feira, escolhemos o sábado para visitar. Chegamos cedo pensando que seria a melhor opção para ir com a baby (quem tem filhos vai entender toda a operativa que é sair com os pequenos rs) e encontramos pouco movimento, uma delicia passear - principalmente com o carrinho - sem esbarrar nas pessoas.

Se por um lado foi bom o movimento tranquilo, por outro foi complicado lidar com o calor que ainda insistia em marcar presença às 16h da tarde e aí percebi que a feira estava pouco preparada para o clima: pouquíssimos sombreiros na área de comidas. 

Não chegou a ser um problema porque o Prado tem árvores por todos os lados, compramos nossas refeições e fomos com os pratinhos sentar na sombra, no chão mesmo sem frescura.

Esperava mais opções de comidas, que houvesse um número maior de expositores, mas fiquei satisfeita com o que comi encontrei. Em relação aos preços, achei tudo razoável, em alguns lugares era mais barato do que encontramos normalmente por Montevidéu. 

A essa altura apesar de estar achando o passeio bem agradável e tendo em mente que era a primeira edição, normal ter uns detalhes para ajustar, ainda não me convencia do investimento da entrada.

Vi rapidinho uma aula de culinária, mas fiquei com medo de Gabi chorar e saí do salão rs. Passei pelo mini Mercado Agrícola e depois pelo espaço de cervejas artesanais, era um dos locais mais concorridos, a casinha estava uma graça, bem como o ônibus-lanchonete e o vagão de trem-hamburgueria, haviam algumas opções para degustar e os preços das bebidas estavam mais em conta do que vejo nos bares e pubs da cidade.  

Feira Gastronômica em Montevidéu

Feira Gastronômica no Uruguai

Quando finalmente cheguei no salão de vinhos, percebi que era parte mais bem servida do evento. Participaram várias vinícolas e cada uma oferecia pelo menos quatro vinhos diferentes para degustação, e vendiam essas garrafas a preços promocionais. Estavam tão camaradas que dava para comprar e encher a adega de casa! 


Nessa parte também estavam os queijos, as marcas Maia, Talar e um produtor de queijo de cabra (adoro) e também azeite de oliva e massas. Aí do ladinho tinha um espaço do mate, a bebida inseparável dos uruguaios.

O dia foi lindo, tranquilo, levamos 4 horas comendo, bebendo e passeando, no final foi impossível não me convencer que valeu a pena os 300 pesos da entrada, mas fica a sensação que há trabalho a ser feito para deixar as próximas edições ainda melhores.

A proposta de feira gastronômica é tão gostosa que poderia ter todo mês, né? ;)


3

Desapegar é só começar

Vi a campanha da OLX 'Desapegar é só começar' e comecei a olhar diferente para as coisas da casa, num primeiro momento pensei: 'bacana, mas não tenho nada sobrando'. Fiquei com a ideia na cabeça e achei certo exagero pensar que não tinha nada sobrando por aqui. A gente acumula tanta coisa sem perceber que resolvi dar outra chance dedicando um olhar mais atento para todos os cantos da casa. 

Não é que comecei a encontrar várias peças que poderia desapegar?

Mirei na bike, nos patins, alguns objetos garimpados com carinho nas viagens por esse mundão, não escapou nem as coisinhas da pequena Gabi que tem apenas 40 e poucos dias de vida. 

Acabei acertando o alvo quando percebi que a mesinha de centro já não cumpria mais com as nossas necessidades, se outrora ela reinava absoluta recebendo com petiscos os amigos, hoje ela aparecia apagadinha no fundo da sala, era hora de deixá-la brilhar em outro lugar.

Uma vez decidido o objeto do desapego, eu precisava alcançar o maior número de pessoas que pudessem se interessar em ter essa mesinha bonita no seu lar. 

E aí entrou a OLX facilitando todo o processo de venda e sem cobrar nada por isso, a plataforma é 100% gratuita. 

Para começar a participar dessa rede e publicar seu anúncio é bem simples, basta fazer o cadastro na OLX e em poucos clicks estamos conectados a milhões de pessoas que estão buscando adquirir ou vender determinados produtos, tudo rápido, prático e grátis.






Eu baixei o aplicativo da OLX no celular para poder gerenciar as negociações de qualquer lugar e ter mais agilidade no envio das respostas aos compradores.

Há muitas vantagens em adquirir um produto de segunda mão, na maioria das vezes o fator preço compensa bastante, você vai levar um produto bacana e em ótimas condições pagando bem menos, em outras vezes poderá encontrar artigos que não são mais produzidos ou que são raridades e colecionáveis, o que dá um toque todo especial e personalizado e ainda poderá fazer a diferença contribuindo com uma atitude sustentável.

Todos temos objetos sem uso, seja porque compramos um produto novo e não sabemos o que fazer com o antigo, seja porque ganhamos e não gostamos, seja porque enjoamos ou não atende mais as necessidades do dia-a-dia e aí consequentemente vamos acumulando coisas que ficam guardadas quando poderiam ser passadas adiante. 

Acredite, seguramente há uma pessoa buscando exatamente aquilo que você já não usa mais e desapegar vai te fazer um bem danado. Além de liberar espaço e ganhar uma graninha extra com a venda para poder investir num projeto pessoal, dar um destino ao que estava parado trará uma leveza enorme, é energia que flui e se renova, vale a pena provar.

Desapegar é um exercício. Experimente também fazer isso em casa e você vai ver que de repente aparecem coisas que estão paradas há muito tempo sem uso, outras que já não fazem mais sentido e só estão ocupando espaço, no final todo mundo sai ganhando! ;)


*Publipost
0

Blogagem Coletiva: Gastronomia Típica Uruguaia

Primeira blogagem coletiva que o Viver Uruguay participa e o tema não poderia ser mais gostoso: gastronomia.

Reunimos um grupo de 6 blogueiras que vivem em diferentes partes desse mundão para falar das comidas e bebidas tradicionais dos lugares que cada uma mora e a ideia era a cada sexta-feira uma participante publicar um post com o prato escolhido, a receita e uma bebida também local para acompanhar.

Gastronomia uruguaia

Receitas uruguaias

Desde que aceitei participar pensei em vários pratos diferentes, todo mundo sabe que o mais típico do Uruguai é o churrasco, então pensei em fazer alguma coisa com carne, mas não me convenci. 

Aí chegou o dia da feira do bairro e voltei cheia de folhas, verduras e legumes. Pensei em fazer uma pascualina, revuelto de zapallito ou gramajo e quando contei ao representante mais uruguaio da casa, ele perguntou 'e por que não um chivito?'.

Claro, precisava ser um uruguaio para me lembrar do chivito rs! É que eu nunca acostumei a ver o chivito como refeição, sabe? Mas aqui é isso que ele é, um prato e não um lanche da tarde.

Então decidi que o chivito iria representar o Uruguai e fazer bonito junto com as outras receitas que as meninas postaram lá da Alemanha, Itália, Grécia, Argentina e Turquia.


No domingo - com algumas interrupções da baby rs - preparamos nosso chivito canadiense con papas, um super clássico! 

De ingredientes precisamos: 
  • Pão tortuga - é o pão tradicional do chivito, redondinho e macio. Algumas chiviterias mais moderninhas usam outros tipos de pães, eu gosto muito de usar o pão ciabatta também.
  • Carne - tem que ser um corte de carne bom, aqui usam o lomo e acho que é o que dá o gostinho especial, tira a cara de hambúrguer comum.
  • Ovo, queijo, presunto, bacon em tiras, azeitonas, pimentão vermelho em tiras, tomate cortado em rodelas, alface e maionese.

A carne é cortada como um bife e passada na frigideira, o corte não pode ser muito grosso e o tempero é o de sua preferência, nós usamos um temperinho de carne desses prontos, sal, pimenta e azeite. 

Também passa na frigideira o bacon, pimentão e frita o ovo (algumas receitas usam o ovo cozido e fatiado). 

Receita chivito uruguaio

Colocamos o queijo em cima da carne quente para derreter, espalhamos a maionese no pão quentinho e montamos o chivito intercalando com os demais ingredientes. 


Culinária uruguaia

O acompanhamento é batata frita ou ensalada rusa, como eles chamam o que conhecemos como salada de maionese.

Nós escolhemos a batata, mas dispensamos a fritura. Fizemos no forno e ficou tão bom quanto frito, juro! 

Primeiro cozinhamos as batatas com casca por uns 10 minutinhos (não é para cozinhar tipo para purê, tem que ficar durinha para cortar e colocar no forno). Depois cortamos em gominhos - com a casca mesmo - e temperamos com uma mistura de azeite e curry. Em seguida colocamos no forno pré-aquecido e deixamos por uns 20 minutos ou até que estejam assadas.

Ó, ficou bom demais esse negócio! Melhor do que muita chiviteria dessa Montevidéu rs!


De bebida escolhemos um vinho e para representar bem o Uruguai a escolha não podia deixar de ser um tannat (a cepa mais tradicional do país).

Se vocês ficaram curiosos para ver o que as outras blogueiras aprontaram, os links para os posts são os seguintes:

Damares do KeViagem - Receita alemã

Dani do Dicas de Roma - Receita italiana

Mari do Buenos Aires, queridos - Receita argentina

Gabrielle do Minha Turquia - Receita turca ( a publicar)

Virna do Uma brasileira na Grécia - Receita grega ( a publicar)


Tem delicinhas do mundo todo, gente! Vale a pena dar o click!

Eu adorei fazer parte dessa viagem gastronômica, me diverti com as receitas (incorporou uma coisa Ana Maria Braga de ser rs) e espero que vocês tenham gostado também.

Abraço! ;)


2

O que fazer em Montevidéu? Eventos em Novembro!

O ano quase acabando, como pode rs?

Selecionei alguns eventos que acontecerão agora em novembro, espero que ajude na programação de vocês! ;)

Essa semana está sendo especial para quem curte vinhos, como contei na página do facebook (segue a gente, as vezes não consigo fazer o post e vou soltando as dicas por lá), ontem foi o dia do Salão Nacional que oferecia 150 vinhos uruguaios para degustação e outras delícias da terra, como queijos e chocolates artesanais.

E no sábado e domingo - 08 e 09 de novembro - as vinícolas irão comemorar o Dia do Enoturismo, são várias propostas interessantes e diferentes, como o piquenique na Bodega Chiappela e o Bike Tour na Marichal Wines.

Esses eventos duram a tarde toda e eu acho sempre o máximo poder passar o dia entre os vinhedos com comida e bebida boa.


Participam as vinícolas: Chiappela, Artesana, Marichal, Alto de la Ballena (essa última fica em Punta del Este). 

Estou averiguando outras que irão abrir as portas e se tiver novidades atualizo o post, vou contar que é difícil demais escrever com antecedência sobre os eventos no Uruguai, muitas vezes as coisas simplesmente não são anunciadas.

É super comum entrar nos sites e ter a programação de vidas passadas, tem que ficar atrás se quiser saber o que vai rolar - ou melhor, se vai rolar rs. E vocês me perguntando a programação do reveillón desde agosto, chega Natal e eles ainda estão vendo o que fazer! #desabafei

Mas voltando a programação de novembro...

No sábado dia 08 o Bar Lobo em Punta Carretas apresenta o show Tango que fuiste y serás com canções interpretadas por três cantoras. O bar é bem bacaninha (já falei dele nesse post), tem ótima comida e tango é um negócio que toca o coração, né?

Falando em bar, no post com os eventos de setembro comentei sobre o after office que acontece no Walrus e agora o vizinho Fernet - Bar de Tapas também é ponto de encontro do pessoal que sai do trabalho ali na área do World Trade Center em Pocitos e quer relaxar com bons drinks. Toda quarta-feira das 19h às 21h.

No domingo dia 09 será a vez do espetáculo Tango, Candombe y Adyacencias na Sala Zitarrosa. Mais info aqui.

E para quem é fã de futebol, uma ótima notícia: a seleção uruguaia jogará com todas as suas estrelas no grandioso Estadio Centenario no próximo dia 13. 

Aquela oportunidade de ver a Celeste ao vivo por 300 pesitos! Mais info nesse link.

Começando no dia 13 e indo até o domingo 16, a Feria Gastronômica do Uruguai é a cereja do bolo para os viajantes aproveitarem o dia no bairro do Prado.

A feira acontece no centro de exposições conhecido como Rural del Prado das 14 às 22h e tem muitas atividades programadas, como espaço com Cozinha ao Vivo, Salão da Cerveja, Passeio das Olivas, etc. 


Nesse vídeo dá para conhecer - e já ficar babando - as propostas:


Se você curte jazz, aproveite porque em novembro acontece o Festival de Jazz de Montevideo, uma semana inteirinha de boa música! ;)

De 14 a 21 de novembro se apresentam na cidade nomes do jazz nacional e internacional, mais informação de horários, preços e programação nesse link.



Uma boa opção para quem está hospedado no Centro é o The Sannon Irish Pub, além das boas cervejas como bom pub irlandês tem que oferecer, há também música ao vivo que vai desde apresentações de músicas celtas a bandas covers de U2, Guns, Beatles e outros clássicos. 

O couvert é baratinho, coisa de 5 ou 6 reais. No site do pub tem a programação completa do mês.

Se faltava música brasileira nessa mistura, Monobloco chega para fechar o mês com muita energia e balanço! O grupo carioca se apresenta no dia 26 de novembro na Trastienda. Mais info aqui.


Essas são algumas das muitas opções de eventos acontecendo na cidade, divirtam-se! 

Boa viagem, bons passeios! ;)


3