5 atrações gratuitas - e imperdíveis - em Montevidéu

Ok, apelei no título do post. Eu sei que o imperdível para mim pode ser totalmente desnecessário para você, mas não resisti porque acho que passear sem colocar a mão no bolso é uma tentação difícil de perder rs.

Montevidéu tem muita atração interessante que não nos faz gastar nada para aproveitar e ainda muitas outras que estão acessíveis por alguns trocados.

Fazer passeios turísticos-culturais não são necessariamente caros por aqui, quer um exemplo? A visita guiada no Palácio Legislativo custa somente 3 dólares. Outro exemplo? Assistir uma peça na magnífica sala principal do Teatro Solís pode custar cerca de 5 dólares apenas. 

Mas a conversa hoje é sobre lugares para desfrutar naquele esquema 0800, vamos a lista? :)


1- Mirador de la Intendencia

Em plena Avenida 18 de Julio no vigésimo segundo andar do prédio da prefeitura está um dos melhores tesouros para os turistas: um mirante com uma vista privilegiada da capital uruguaia.

lugares imperdiveis montevideu


Contei como chegar lá nesse post.


2- Mercado Agrícola

O mercado é uma atração relativamente nova, um espaço que foi todo restaurado em 2013 e conta com várias atividades.

lugares imperdiveis montevideu

Dá para fazer a feira com frutas e verduras fresquinhas a bons preços, você pode comprar alguma lembrancinha da viagem, comer e beber nos restaurantes e cafés, tem até um lugar com serviço de mate caso tenha ficado curioso para provar a bebida que os uruguaios carregam pra cima e pra baixo.

E todo mês acontece algum evento, apresentações musicais ou teatrais também gratuitas, olha que beleza!

Agora no mês de janeiro, por exemplo, eles estão com o Ciclo del Carnaval, toda terça e quinta-feira há shows de murgas, candombe e apresentações relacionadas à folia momesca.



3- Parque Rodó

O parque mora no meu coração. 


Um espaço super gostoso para passear como já contei nesse post.

De graça você pode passear, descansar, ver a fotogaleria, tirar fotos lindas na fonte de azulejo, ponte e lago do pedalinho ou ficar para o por do sol fantástico na Playa Ramirez em frente ao parque. 


montevideu gastando pouco

lugares imperdiveis montevideu

Gastando alguns pesos você pode comer churros recheado com esse doce de leite divino uruguaio (o parque é o lugar para comer churros em Montevidéu!), tentar a sorte no cassino, voltar a infância e dar boas risadas indo nos brinquedos do parque, tem samba, bate-bate, roda gigante, chapéu mexicano, etc.

E se o passeio for no domingo tem ainda a feirinha para bisbilhotar um pouco.


4- Rosedal 

Já ouviu falar no bairro do Prado em Montevidéu? 


Não é tão perto do Centro da cidade e costuma ficar fora do circuito clássico da maioria dos viajantes (apesar daquele ônibus turístico chegar até lá).

Lugares imperdiveis Montevideo

Mas eu recomendo muito uma passadinha no Prado, é um lugar lindo - e cheio de verde - para desfrutar.

O rosedal é umas das minhas atrações preferidas. Na primavera fica encantador com todo o colorido das flores e no inverno as pérgolas dão o toque romântico à paisagem mais cinza.

Se depois de conhecer o rosedal você quiser mais atividade, é só esticar o passeio - caminhando mesmo - ao Jardim Botânico, Jardim Japonês e Museu de Belas Artes Blanes: todas atrações gratuitas também! :)


5- Letreiro

Terminando a lista com um dos melhores lugares para fazer aquela foto bacana da viagem: o letreiro com o nome Montevideo e a rambla de Pocitos de fundo. 

montevideu gastando pouco

Contei como chegar nesse post aqui.


***

Porque dá para ser turista e se divertir sem gastar rios de pesos rs!

Essas são só algumas sugestões do que fazer em Montevidéu gastando pouco.

Lembrando os posts com seleções de museus (a maioria grátis) e meus lugares preferidos para ver o por do sol.

Espero que aproveitem e boa viagem! :)


13

Glamping no Uruguai: Posada Campotinto em Carmelo

A viagem a Carmelo foi um mimo de fim de ano, aquele presente que a gente merece se dar vez ou outra, sabem?

Eu queria descansar, desconectar dos compromissos da vida corrida na cidade e escolher bem o hotel era um ponto fundamental.

Não funcionava um lugar com cara de apartamento, por mais simpático e econômico que pudesse ser. Estava atrás de algo com um certo encanto, que eu não tivesse necessariamente que sair das dependências do hotel para poder aproveitar o dia.

E para curtir o dia sem buscar atividades na rua, defini que precisavamos de um quarto confortável, boa vista, piscininha, restaurante e como se o nível de exigências estivesse pouco, era importante que fosse baby friendly também, pois seria a primeira viagem da pequena Gabi.

Com tudo isso em mente cheguei a Posada Campotinto, um hotel boutique cheio de charme e com apenas 4 habitações em meio aos vinhedos. 

São 4 habitações, ou seja, pouca gente, sossego garantido. E vinhedos a poucos metros de distância dos quartos. Vinhedos, gente. Já soava como música na minha cabeça.

Empolguei e mandei um e-mail querendo ir no fim de semana seguinte, óbvio. Os quartos estavam todos ocupados, mas a Veronique gentilmente ofereceu a barraca de glamping como opção. 

Barraca de que? Fiquei meio confusa até ver as fotos enviadas e achar a proposta o máximo, aceitei em seguida.

Glamping no Uruguai
Glamping no Uruguai

A proposta traz um novo conceito de acampamento, a expressão mistura camping com glamour, aliando luxo e natureza. 

São barracas imensas que oferecem todas as comodidades da vida moderna, nada de entrar engatinhando, passar a noite em saco de dormir ou ficar disputando o espaço com a mochila, no glamping o conforto está presente. 

Glamping no Uruguai

Eu só não esquecia que estava numa barraca porque o vento a cada tanto movia levemente nossa 'parede' rs (que na verdade era uma lona).

A tenda é fiel as fotos do site da Campotinto, está sobre uma estrutura de madeira, tem ar condicionado, tv, frigobar, wifi, sofá, uma cama divina e instalaram um bercinho portátil para a pequena. O banheiro tem água quente e até banheira! E da varanda uma vista linda para querer ficar ali por dias e mais dias.

Os donos da pousada trouxeram essa tenda da África do Sul, por enquanto há apenas uma disponível aos hospedes. 

Optando pelo glamping você ficará um pouco mais afastado da pousada, a barraca fica em frente a casa com os outros quartos e no meio está a área da piscina e o estacionamento, pra gente foi uma mão na roda, bebê é muito imprevisível e estavamos um pouco apreensivos da chiquita chorar e incomodar os vizinhos, então ter essa pequena distância foi o toque de privacidade perfeito para descansarmos sem preocupação.

Hotel em Carmelo no Uruguai
Hotel em Carmelo no Uruguai

E olha, descansamos mesmo. Até a bebê sentiu o clima e dormiu bastante.

Acordavamos, viamos todo aquele campo, todo aquele verde, passarinho cantando, uma paz enorme. 

Hospedagem em Carmelo no Uruguai
Hospedagem em Carmelo no Uruguai
Posada Campotinto em Carmelo

Seguiamos para o café da manhã, tudo gostosinho e fresco servido em louças lindas. Pessoal atencioso, profissional e acolhedor. Uma experiência maravilhosa que seguramente repetiremos.

Posada Campotinto Hospedagem em Carmelo no Uruguai


Posada Campotinto Hospedagem em Carmelo no Uruguai

A hospedagem é altamente recomendada, mas se você estiver em outro hotel em Carmelo ou apenas passando o dia na cidade e quiser conhecer a CampoTinto, o restaurante da pousada é aberto ao público no almoço, chá da tarde e jantar. 

Posada Campotinto Hospedagem em Carmelo no Uruguai

Aos sábados eles fazem a 'noite uruguaia' com dois clássicos do país: asado e vinho tannat, imperdível.


Abraço!


* Veja os outros posts sobre Carmelo aqui (há dicas de como chegar, onde comer e o que fazer nessa cidade vizinha a já famosa Colonia del Sacramento).


3

Chá da Tarde em Montevidéu: Lavender Tea Room

Uma casa de chá aconchegante no elegante bairro de Carrasco.

O Lavender Tea Room é um clássico na cidade, um lugar super gostoso para ir passar a tarde comendo e bebendo num ambiente tranquilo e com muitas flores e plantas ao redor.

E quando falo de flores e plantas são muitas mesmo, pois lá funciona também um viveiro, na verdade fica a critério do freguês definir se é uma casa de chá com viveiro ou um viveiro com uma casa de chá. 

É um projeto familiar que começou lá em 1996 e mais de 10 anos depois eles agregaram o serviço de chá tomando como referência um estilo europeu.

A casa onde servem os chás, doces, scones (especialidade deles) e alguns pratos frios e quentes na hora do almoço é uma graça, tem as paredes de madeira com cara de casa de vó ou de boneca, e tem também algumas paredes de vidro que nos permite ver o exterior cheio de verde.

Casa de chá em Montevidéu

Com tanta coisa boa num mesmo local dá para imaginar que não é fácil achar mesa livre, seja inverno ou verão, dia de semana ou sábado (não abrem aos domingos), é mais indicado ligar e chegar com reserva.



Endereço: Mones Rose, número 6415, esquina Divina Comedia

Horário: Segunda-feira das 16h às 20h. De terça a sábado das 12h às 20h.

Tel.: 26046575 / E-mail: lavender.tearoom@gmail.com

***

Vejo que poucos turistas vão a Carrasco e é um bairro com muitas opções interessantes e vida própria, fica mais afastado do centro de Montevidéu e todas as atrações mais turísticas, mas é um lugar muito agradável para passear.

Se você ainda está em dúvida por não saber o que fazer por lá, te conto que encontrará alguns dos melhores restaurantes da cidade, o belíssimo Hotel Sofitel, cassino, rambla, lojas para compras e algumas mansões dos ricos uruguaios rs.

Quem sabe faço um roteirinho 'uma tarde em Carrasco'? Ou a estreia do nosso canal com algum vídeo? O que acham? :)


Abraço!




* Meu agradecimento a Luisa pelas fotinhas das comidas da nossa tarde gorda rs! 


15

Feliz 2015! Retrospectiva do blog!

Porque sempre é tempo de desejar felicidade! :)

Espero que tenham passado as festas com muita alegria, junto a pessoas queridas e amadas, com a mesa farta e o coração cheio de esperança para encarar novos projetos e mudanças.

Essa época de final/inicio de ano é mágica e intensa, tanta coisa que passa na nossa cabeça, né?

Não vou fazer minha retrospectiva porque só minha mãe mesmo para ouvir animada meu balanço da vida nos últimos meses rs. 

Mas que tal um resumão do que passou no blog

O ano de 2014 foi muito importante para o Viver Uruguay, crescemos e aparecemos! 

Saímos no Hypness, escrevemos para o Nômades Digitais contando 12 curiosidades sobre o estilo de vida no paisito, marcamos presença nas listas dos sites Melhores Destinos e Viaje na Viagem. 

Passamos a marca de um milhão de visualizações e ganhamos espaço no Facebook, Instagram, Twitter e em breve nosso canal no Youtube estará com novidades (sim, enrolo há anos, já criei o canal, mas morro de vergonha da minha voz tosca, gente! Estou trabalhando o trauma e reunindo material para aprender a editar vídeos).

Outro grande passo foi a aprovação na RBBV e ABBV, logo mais participaremos como blog membro e teremos esses selos estampados no nosso layout.

Voltando a janeiro de 2014. O ano começou cheio de expectativa com nossa volta ao Uruguai (tinhamos deixado o país para viver uma temporada de 10 meses na Irlanda), escrevi um texto sobre as dificuldades e alegrias desse retorno, mas nunca publiquei, quem sabe ainda pinta por aqui?

Meu post preferido de janeiro foi sobre a visita guiada no lindíssimo Palácio Legislativo de Montevidéu

Outro post que merece entrar nessa retrospectiva é a lista com 5 destinos de verão para curtir o calorão em terras charrúas.

Em fevereiro fiquei feliz em contar que o tango também nasceu no Uruguai (e há quem diga que o ícone máximo do ritmo, Carlos Gardel, era na verdade uruguaio).

Março teve passeio de domingo no Parque Rodo, dica de pizzaria em Montevidéu e um post com respostas as 20 dúvidas que mais aparecem no blog.

Não sabe o que trazer na mala de viagem? Em abril teve post com dicas de roupas para o clima uruguaio.

E teve também entrevista contando um pouco da experiência de outra brasileira morando no Uruguai. Já é hora de publicar outra, né? Vamos ver se mais amigos se animam a participar rs.

Maio chegou com texto sobre segurança em Montevidéu e um lugar que todo turista na cidade deveria passar: o Mirante da Intendencia na Avenida 18 de Julio.

Em junho foi a vez de um post franco com minha visão sobre o mercado de trabalho no Uruguai.

E mais dica com um dos pontos mais legais para fotos: o letreiro com o nome de Montevideo. 

Consegui ainda sentar para fazer um roteirinho passo a passo, uma opção para ajudar a aproveitar seu dia na Ciudad Vieja, fiquei orgulhosa rs!

O mês de julho trouxe uma seleção de dicas uteis para quem visita o país, vale a pena dar uma olhadinha.

E trouxe um dos posts que mais gostei de escrever até hoje: a visita ao Museu dos Andes que conta história riquíssima e emocionante do acidente aéreo que impressionou o mundo. 

Um tema que está sempre no top 5 do blog: Compras! Teve post novo de compras, com informação de lojas locais e descontos.

Em agosto fizemos um bate e volta recomendadíssimo na minha querida Piriápolis e uma lista com restaurantes vegetarianos em Montevidéu.

O mês mais doce do ano chegou trazendo flores e minha filhotinha! :)

Apareceu no blog um texto sobre o que esperar da famosa feira de Tristán Narvaja, dica da recente visita guiada no Palácio Salvo e uma listinha com três cafés super charmosos - e gostosos - no bairro de Punta Carretas.

Em outubro o Jardim Japonês pintou por aqui reforçando a ideia que você precisa conhecer o bairro do Prado em Montevidéu.

Mergulhando na onda da maternidade, em novembro fiz um post com algumas informações para quem vai viajar com bebês.

E escrevi também uma lista de museus que valem a pena conhecer na capital, escolha os que mais te interessam e divirta-se, porque museu é divertido, sim senhor! :)

Participei da minha primeira blogagem coletiva e o tema foi uma delicia: comida típica. Tive também dois publiposts que geraram finalmente uma graninha extra.

E por fim dezembro, o mês mais corrido do ano e que curiosamente foi o de maior atividade no blog rs. 

Fiquei muito feliz por conseguir publicar o primeiro texto sobre Carmelo, um destino lindo que já vinha há tempos querendo compartilhar com vocês.

Contei também sobre a passagem pelo Pueblo Suizo, uma boa opção para quem viaja rumo as praias do leste e procura um lugar bonito e tranquilo para almoçar.

Dividi ainda meus 5 lugares preferidos para assistir o por do sol em Montevideu e as padarias/confeitarias onde vou comprar umas delicinhas para o café da manhã.

E assim passamos o ano...

Muitas vezes não é fácil conciliar a rotina da vida real com os afazeres do blog e já me perguntei porque continuo escrevendo passa ano, entra ano e só consigo entender que me faz bem.

Gosto de escrever, gosto da troca de ideias com tanta gente bacana que de outra forma talvez nunca estaria conectada, gosto do carinho e da gentileza, gosto de saber que alguém leu alguma coisa aqui, experimentou e gostou também. 

Pode parecer simples ou bobo, eu sei. 

Até o ano passado meu lado blogger era quase um segredo, as pessoas chegavam aqui por casualidade do Google, eu não divulgava para minha família nem publicava links de posts no meu Facebook, achava que deveria estar produzindo algum artigo cientifico, como se trabalhar alguma teoria jurídica tivesse mais valor do que contar sobre o por do sol lindo de viver ali do outro lado da rua.

Aprendi o valor de dividir essas pequenas conquistas do cotidiano, da simplicidade das coisas que enchem meus olhos de alegria e enquanto me fizer bem e tiver o que contar, estarei por aqui. 

Julgando pelos mais de 50 rascunhos, temos conversa pra mais de ano rs!

Espero que tenham se divertido junto comigo, peço desculpas aos que não pude ajudar e deixo meu muitíssimo obrigada pelo apoio, respeito, buena onda, paciência e colaboração. 

Muitos de vocês são responsáveis pela página estar de pé e cheia de projetos e novidades pela frente.

Chega mais 2015! Sejamos felizes! :)



9