Dicas Colonia del Sacramento: Onde Comer

Como é gostoso passear em Colonia del Sacramento, a cidadezinha mantém uma energia e graciosidade única, é um destino que não canso nunca. 

Pegamos um fim de semana lindo de verão e além de curtir a companhia do Rio de la Plata, fotografar, caminhar pelas ruas fofas e suar arrastando o carrinho de bebê rs, comemos bastante.

E agora vou dividir as dicas fresquinhas de onde comemos lá em Colonia! ;)


- O clássico : El Buen Suspiro 

Gosta de queijos? Gosta de vinhos? Esse é o lugar! 

O ambiente é simples, bem rústico e acolhedor. Fica no meio da ruazinha mais famosa do centro histórico: a Calle de los Suspiros. Contei mais nesse post.

É uma portinha que você passa e encontra os melhores queijos e vinhos da região (também doces caseiros), servidos em tábuas harmoniosas e porções generosas. Vale muito a pena!


- O elegante : Charco Bistro (Solís, esquina San Pedro)

É o restaurante do hotel Charco, também fica a poucos passos da Calle de los Suspiros.

A decoração é elegante e clean, o menu é variado com carnes, massas e peixes, e contam com uma vista belíssima para a imensidão do Rio de la Plata.

Dicas Colonia Sacramento
Dicas Colonia Sacramento
Dicas Colonia Sacramento

É uma ótima opção para jantar e ver o por do sol ou apenas para ficar na varanda fazendo a rhyca tomando bons drinks (o clericot era o mais pedido) enquanto espera o calorão passar para voltar a turistar (não sei se é algo pessoal, toda vez que vou a Colonia é tudo lindo, porém sempre sob um calor de meu Deus!).


- O achadinho : Lentas Maravillas (Santa Rita, número 61)

Pensem na alegria que foi encontrar esse lugar! Você não dá a mínima bola passando pela frente, uma fachada comum que esconde essa delícia de vida:

Dicas Onde Comer Colonia Sacramento

Um quintal verdinho - com pé de abacateiro e tudo - com cadeiras grandes, uma brisa boa de rio e vários barcos compondo a vista de fundo. 

Dicas Onde Comer Colonia Sacramento

Dicas Onde Comer Colonia Sacramento

E para deixar tudo redondo, as tortas são excelentes, fica a dica para pedir o carrot cake.

Ideal para uma passadinha no fim de tarde ou quando der aquela vontade de comer algo doce.


- O descolado : Barbot (Washington Barbot, número 160)

Aquele lugar para ir a noite tomar uma cervejinha. E não é qualquer cervejinha, o negócio é bom mesmo, cerveja artesanal de qualidade num casarão colonial super cool com pizzas e opções mexicanas no menu.

Dicas Onde Comer Colonia Sacramento

Pedimos pizza e uns nachos com guacamole, mas o destaque vai mesmo para as cervejas.


* O da placa famosa

Se você pesquisou sobre Colonia na internet, seguramente já viu foto dessa placa:

Dicas Onde Comer Colonia Sacramento

Por trás da placa famosa está o restaurante A la Pipetua, fica do ladinho do farol, super fácil de encontrar.


* O que ficou para a próxima

Passamos algumas vezes na frente do Refugio Churana e pareceu interessante, ambiente aradável e linda vista para o rio, mas não deu tempo de conhecer. Ficou pendente para outra viagem.


* O bonitinho, mas ordinário

Não sou de criticar restaurantes: ou gosto e conto ao mundo, ou não gosto, nunca mais volto e não gasto energia cotando o que não foi legal.

Mas hoje quis deixar meu descontentamento registrado porque não dava para seguir fazendo coro a essa indicação.

O El Drugstore é figurinha carimbada nas dicas de viajantes, o restaurante já fez muito sucesso no passado, aparece nos guias tipo Lonely Planet e tudo mais. Era, de fato, um lugar super recomendado: decoração diferente, colorida, comida fresca.

Pois bem, fomos agora em março e a comida desastrosa! Pedimos peixe e ambos vieram com a textura e suculência de uma sola de sapato velho. Duro, seco, sem sabor, nem a alface se salvava no prato, estava murchinha da Silva.

Pedi o combo que acompanhava um vinho da casa, perguntei qual era e a garçonete disse que não sabia, mas era tudo igual mesmo, vinho barato. E já voltou com a taça cheia. Nunca me disse o que era. 

Na hora da conta perguntaram se estava tudo bem, sempre dou um sorriso amarelo quando nao está, mas dessa vez nao resistimos e falamos que não estava nada legal. Escutamos um 'ah' e acabou, trouxeram o troco e tchau. É só mais um turista que se vai...

Se não resistir a decor do lugar, ao carro antigo com plantinhas, a localização em frente a igreja ou a música bacana ao vivo, é um lugar que vale uma cerveja para curtir o movimento. Comer mesmo, não me arriscaria novamente nem diria que tentem (embora muita gente tenha tentado e amado!).

Dicas Onde Comer Colonia Sacramento

***

Espero que as dicas colaborem para curtir mais dessa cidade maravilhosa! Quem tiver perfil no Instagram, marca as fotos da viagem com #viveruruguay, adoro ver as fotos de vocês passeando por aqui! :)

Logo mais os outros posts contando sobre os passeios e a hospedagem na encantadora La Posadita de la Plaza.

Abraço!


8

Cervejas artesanais uruguaias

Há um tempo escrevi sobre o movimento das cervejas artesanais no Uruguai e a chegada de novos pubs em Montevidéu fieis ao estilo irlandês de ser.

De lá pra cá surgiram mais propostas, novos rótulos e cervejarias que contribuíram para consolidar essa tendência. 

Cerveja artesanal uruguaia

Hoje encontramos ótimas opções não apenas na capital, mas também nas praias do leste e interior do país.

Acho que descobrir o mundo das cervejas artesanais é um caminho sem volta, quando você descobre todo o potencial que uma cerveja de qualidade oferece dificilmente olha com a mesma graça aquela cervejinha comercial aguada e igual de sempre. 

Se você é um cervejeiro declarado e está com viagem marcada, anota aí esses nomes:

Marcas cervejas artesanais uruguaias

  • Barbot (Colonia del Sacramento)
  • Stolz (San José)
Cervejarias artesanais uruguaias
Cervejas artesanais uruguaias
Cervejas artesanais uruguaias
cervejas artesanais uruguaias stolz
cervejas artesanais uruguaias oneill

E agora algumas dicas dos locais onde degustar essas belezinhas.

Em Montevidéu

O tem-que-ir da cidade para quem ama cerveja, grande variedade direto da torneira de chopp! :)

O bar da cervejaria Mastra (que também tem outro local no Mercado Agrícola de Montevideo), decoração super descolada, tem dias que rola música ao vivo e se a fome apertar, a cozinha está a cargo da Rodelú, uma pizzaria famosa daqui. Não sei você, mas eu não resisto a pizza e cerveja rs.     
Em José Ignacio (vizinho a Punta del Este)

Um lugar que mantem a atmosfera descontraída e hippie-chic do balneário.

Em Colonia do Sacramento

Um casarão colonial recheado de cerveja no centrinho fofo de Colonia.

Em Tacuarembó

Uma opção para quem cruza a fronteira pelas bandas do norte uruguaio.


***

Em Montevidéu encontramos ainda uma lojinha especializada em cervejas artesanais, chama-se Los Querubines UY, lá vocês encontrarão todas as opções uruguaias (exceto a Mastra), vale a pena dar um pulinho e levar algumas garrafas na mala. 

E para quem mora na cidade, o clube UBC segue firme e forte apresentando cervejas especiais dos produtores locais, você se inscreve e recebe o pacote em casa, faz a alegria do maridón todo mês.

A cerveja envasada especialmente para o beer club uruguaio:

Clube cervejeiro uruguaio

Já pensando num próximo post com minhas 5 cervejas artesanais preferidas! :)

Abraço e bons drinks!


11

Desafio 7on7: Comidas uruguaias

Chegou o dia de novo desafio! 

Se você não viu o primeiro post contando sobre a blogagem coletiva 7on7, dá uma olhadinha nesse link para conhecer o projeto.

O tema desse mês é 'comidas',  vou mostrar em 7 fotos os pratos, tortas e doces que acho a cara do Uruguai. 

Eu sou boa de garfo, não tenho frescura para comer, então achei difícil selecionar apenas 7 opções. 

Acabei deixando de fora clássicos como o chivito, empanadas, chajá e guiso de lentejas por já ter comentado sobre essas gostosuras em outras oportunidades no blog.

As fotos não estão com o selo de qualidade do maridón (sim, as fotos mais lindas que aparecem aqui são obras dele) porque eu morro de vergonha de tirar foto de comida na rua. 

Mas vamos à lista?

1- Asado

Porque não dá para pensar em comida uruguaia sem pensar em carnes.

O asado está bem presente na vida dos uruguaios, é quase um ritual prepará-lo rs, cada asador (como chamam a pessoa responsável por assar as carnes porque aqui é pecado todo mundo meter a mão na churrasqueira, o asador é o mestre que recebe aplausos de todos os comensais quando a comida é servida, se você for num churrasco tipicamente uruguaio verá que sempre alguém irá puxar o 'palmas para el asador!') tem seu segredinho.

É a comida preferida para comemorar, seja numa reunião improvisada de amigos ou festas de aniversário, noivado, formatura, etc. 

Churrasco uruguaio

E claro, restaurantes especializados em carnes a la parrilla tem aos montes em todo o país.

Churrasco uruguaio

Essa última foto foi no restaurante La Criolla em Punta Carretas, super recomendo para os carnívoros de plantão.


2- Milanesas

Outro super clássico do cotidiano uruguaio: milanesa con fritas ou milanesa al pan. O primeiro uma milanesa enorme - de carne ou frango - com batatas fritas (ou salada básica de tomate, cenoura e alface) e o segundo um sanduíche com milanesa, alface, tomate e maionese.

Já tive colegas de trabalho que almoçavam isso todos os dias. A maioria dos restaurantes aqui tem uma opção de milanesa no cardápio, é quase o arroz com feijão deles rs.

Essa foto foi no restaurante Milamores, especializado em milanesas, tem várias combinações diferentes e gostosas.

Comida uruguaia



3- Pascualina

Uma torta salgada com recheio de acelga ou espinafre e ovo cozido. Eu adoro, faço muito em casa.

Comidas uruguaias

Acho também a cara de dia de trabalho rs, custei a encarar torta como refeição, mas aqui é super comum almoçar uma fatia de torta salgada. 

Se vocês passarem nas padarias ou rotiserias de áreas comerciais perto da hora do almoço, encontrarão muitos trabalhadores levando suas tortinhas.

Quem quiser fazer a pascualina, nesse vídeo em parceria com o Blog da Lu, mostramos o passo a passo da receita! :)



4- Matambre a la pizza

É um delícia! Um pedaço de carne fininho, tão suculento e macio que desfia. Na receita tradicional cozinham a carne com leite para dar esse ponto suave. Por cima vai molho de tomate e queijo muzzarella.

Comidas uruguaias



5- Revuelto de Zapallito

Uma comida simples, caseira, leve, fácil e barata de fazer. Aqui em casa não fico sem zapallito, toda terça faço a feira e trago pelo menos dois para o cardápio da semana.

comidas caseiras uruguaias


Foi o primeiro prato uruguaio que aprendi a fazer, meu cunhado me ensinou no meu primeiro mês de vida em Montevidéu, eu mal sabia fritar um ovo quando cheguei rs.

Na receita vai legumes cortados em cubinhos e rodelas, eu uso o zapallito, cenoura, cebola e pimentão vermelho, no final coloca ovo batido e queijo ralado, mistura tudo e voilà.


6- Doce de leite

Porque acho a versão uruguaia a melhor do mundo e é terapêutico doce de leite na colher rs.



Nunca enjoei ou acostumei, minha marca preferida é a Conaprole. Cura qualquer tpm, merecia estar nessa seleção.


7- Garrapiñada

Um passeio na rambla, no centro ou nas feirinhas e lá estará alguém vendendo garrapiñada.

Já comentei algumas vezes que acho que Montevidéu tem uma aura vintage, um toque nostálgico, um ritmo diferente. Não tem como não pensar nisso quando vejo - e sinto o cheiro - dos carrinhos e barraquinhas vendendo amendoim doce, tem gostinho de infância!

comidas uruguaias


***

Coisa boa participar dessa brincadeira! Que venha abril e um novo tema! :)

Vejam as comidas que as meninas escolheram para representarem os países delas:

Bárbara do Barbaridades (Irlanda)
Carol do Ideias Sortidas (Holanda)
Bia do Um Fabuloso Destino (Brasil)
Ana do This German Life (Alemanha)


Abraço!



3

Onde Comer em Carmelo: Restaurante Narbona

Quando confirmei a viagem já sabia que reservaria um dia para almoçar no restaurante da bodega Narbona e acabou sendo nossa primeira parada na cidade, antes mesmo de chegarmos ao hotel.

Tinha visto muitas fotos das visitas guiadas na vinícola e dos quartos com vista aos vinhedos do hotel que também funciona lá, mas não tinha visto nada do restaurante, então foi uma surpresa quando encontrei vários detalhes fofos na entrada e conheci o interior todo charmoso com peças antigas compondo a decoração.

Vinícola em Carmelo

Restaurante Narbona em Carmelo

Restaurante Narbona em Carmelo

Restaurante Vinícola em Carmelo

Um ambiente maravilhoso, diferente, gostoso de ficar. E com ar condicionado para esquecer do calorão do lado de fora. Num dia menos quente eu teria optado pelas lindas mesas da varanda.

Onde comer em Carmelo

Restaurante Narbona Carmelo

Na hora de comer começamos bem: pedimos de entrada um queijo brie delicioso (servido em tamanho generoso para duas pessoas) com salada de rúcula, figos secos e vinagrete italiana. 

De prato principal escolhemos cordeiro com salsa de vinho pinot noir e batatinhas ao romero e milanesa de costela com mostarda dijon e salada verde. O cordeiro achei o ponto excelente, carne macia, suculenta,  diez puntos, como diriam aqui. A milanesa era abundante, mas como tinha fritura, resultou um pouco pesada.

De bebida provamos duas taças de vinho - uma de pinot noir e outra de tannat - porque com uma bebê não dá para beber mais do que isso, mas pelo preço compensava pedir uma garrafa.

E para terminar, a sobremesa mais divina dos últimos tempos: vulcão de chocolate com sorvete de maracujá, poderia pegar a estrada só para comer isso de novo, sério.

Restaurante Narbona Carmelo

Queriamos ter feito a visita guiada depois do almoço, mas nesse dia acontecia um casamento e as atividades estavam suspensas. Ficou pendente para uma próxima ida a Carmelo que seguramente terá outra parada no restaurante.

Uma ótima opção para quem procura um lugar especial para almoçar na cidade. Valeu todos os dólares da conta (sim, a conta vem em dólares - os pratos principais custam entre 26 e 29 usd - e aceitam cartão de crédito).

Abraço!


2

Enoturismo no Uruguai: Festival de la Vendimia

Março é o mês de colheita das uvas e as vinícolas uruguaias realizam o Festival de la Vendimia para celebrar esse momento tão especial que marca o final de um ciclo e início de outro.

De todos os festivais acho esse o mais divertido, os vinhedos estão carregados e os visitantes podem interagir e entender melhor o processo de elaboração dos vinhos, as máquinas estão funcionando, as pessoas trabalhando e as expectativas e palpites de quem vive no meio sobre os futuros vinhos que a colheita vai gerar rendem papos animados

Enoturismo no Uruguai

Festival de la Vendimia Enoturismo no Uruguai

Enoturismo no Uruguai

Enoturismo no Uruguai

Fazer enoturismo no Uruguai tem suas particularidades, toda a produção nacional é inferior em número de litros ao que uma única vinícola dessas famosas da Argentina ou Chile produzem (para terem uma ideia o Uruguai produz cerca de 95 milhões de litros de vinho, só a Concha y Toro produz mais de 350 milhões!).

A maioria das bodegas uruguaias são empreendimentos familiares, muitas não se dedicam com afinco ao turismo, então não esperem construções faraônicas ou super estruturas de entretenimento, a coisa aqui é mais simples, mais humana. 

Talvez por isso seja comum você cruzar com o dono da bodega durante a visita ou já ser atendido por ele mesmo desde a chegada ou contato telefônico/e-mail. 

Fazer enoturismo no Uruguai é descobrir pequenos tesouros, a produção pode ser inferior em volume de litros, mas não em qualidade. 

Há muitíssimos vinhos excelentes para serem descobertos, e quando digo descobertos é porque ainda é difícil encontrá-los no Brasil, então não marquem bobeira de sair para jantar e pedir vinho comercial que você vai encontrar em qualquer supermercado quando voltar das férias, né? 

Outro detalhe é que é super fácil traçar uma rota do vinho no Uruguai: a poucos kms de Montevidéu há várias vinícolas, no caminho para as praias do leste, indo para o oeste aproveitar a graça de Colonia e Carmelo ou para o norte curtir as piscinas de águas termais também encontramos mais vinícolas.

Mas voltando ao festival, eu só ia contar sobre as propostas já que não deu para fazer a agenda de eventos de março e me empolguei falando outros temas, as bodegas irão receber os visitantes no próximo fim de semana (07 e 08/03) e as visitas incluem comida, bebida, passeios pelos vinhedos e mais. 

Deixo aqui as propostas da Marichal Wines, Artesana, Establecimiento Juanicó e Bodega Bouza. 

Nesse link a programação da Marichal Wines, que vai servir paella e apesar de não ser um prato que amo de paixão rs, foi a proposta que mais me chamou atenção esse ano, é uma vinícola que recomendo bastante a visita, principalmente pela qualidade dos vinhos.

A Artesana está com uma programação ótima para levar a cria junto, para quem está viajando com crianças é uma opção de diversão em família.

Enoturismo no Uruguai

A Bouza e Juanicó são as mais conhecidas entre os turistas e também participarão do festival.

Enoturismo em Montevidéu

Enoturismo em Montevideo

Para você que chegará no fim de semana seguinte, a bodega Varela Zarranz celebrará a vendimia no dia 14/03.


Quem tiver interesse é só entrar em contato com as vinícolas para reservar lugar e chegar no local na hora marcada. Quem não tiver meio próprio para chegar, a empresa VinosUy fará o translado para o evento na Marichal e Artesana e a Uruguias - parceira do blog - faz excursões para as vinícolas durante todo o ano. 

Ah, março é o mês da vendimia e também do meu aniversário, adoro! Já começo festejando duplamente! :)

Abraço!


2

Montevidéu: Comer com vista

Não sei se peguei trauma de experiências pouco recomendadas ou se há um fundo de razão, mas costumo ficar desconfiada quando o restaurante tem uma vista bacana.

Acho que é sempre uma desculpa para cobrarem mais caro quando não necessariamente oferecem comida e serviço de qualidade, sabem quando no final saímos do lugar com o papo de 'ah, mas a vista é linda'? 

Daí encontrar um restaurante de cara para o Rio de la Plata que oferece além da paisagem, um atendimento simpático, rápido, comida gostosa e preço razoável é só felicidade, um achado daqueles que fico me coçando para contar a todo mundo rs.

Lugares Comer Montevidéu

O Salmuera Café Bistró fica na orla de Malvín, a placa com o nome do local é bem discreta, olhando rápido parece um parador comum desses que encontramos pela rambla e vendem coisas bem básicas.

Passando de carro eu nunca percebi que era um cantinho especial, foi só quando me mudei para o bairro e comecei a fazer minhas caminhadas na rambla que fui atraída pelo cheiro de comida boa que todo dia sentia quando passava e pude conhecer o deck super bonitinho com vista para a praia.

O restaurante funciona de terça a sábado das 12h às 00:30h e no domingo das 12h às 19:30h. A cozinha fecha às 15h e até o horário do jantar só funciona a parte de café. 

Os pratos principais custam entre 380 e 460 pesos. Fica a dica para o salmão grelhado com molho teriyaki com salada verde, rabanetes, cítricos e gergelim: delícia! A salada super fresca, ótima para o verão, já até fiz uma versão dela aqui em casa.

Onde comer Montevidéu

Outra dica é ver o por do sol no restaurante, o cenário fica ainda mais encantador. Tomei a liberdade de copiar a foto do perfil do Salmuera no facebook para mostrar esse momento:

Restaurante em Montevidéu

E quem se animar a experimentar um banho nas águas do Rio de la Plata, essa praia é uma das melhores da cidade. 

Da série vale a pena esticar os passeios em Montevidéu para além dos limites de Pocitos e da Ciudad Vieja! :)


Abraço!



* Endereço: Rambla O'Higgins, número 4740


4