Roteiro no bairro Malvín

Eu morro de amores pelo meu bairro e acho que todo mundo deveria esticar o passeio pelas bandas de cá. 

Há tempos prometo esse roteirinho, mas a verdade é que não sei explicar direito porque Malvín merece a sua visita: o bairro não tem nenhuma grande atração turística imperdível, daquelas que aparecem nas listas dos blogs de viagens justificando a necessidade de se afastar do circuito Pocitos - Punta Carretas.

Mas eu insisto, venha conhecer um lado mais residencial e tranquilo, caminhar pela orla ou praia, comer e beber bem curtindo a brisa do rio.

Roteiro alternativo em Montevidéu

Venha aproveitar esses dias de meia estação com solzinho, céu azul e clima gostoso, já não faz muito frio e ainda não faz muito calor, fica perfeito para colocar um calçado confortável e desbravar a cidade a pé ou de bicicleta.

Pensei em duas formas de iniciar esse roteiro, a primeira começando no bairro vizinho Buceo, mais especificamente no Museu Zoológico, uma construção bem inusitada que fica de cara para a rambla e guarda uma história curiosa: nos anos 20 um senhor dono de um cabaret encomendou a obra para ser um ""café"" (assim com muitas aspas porque as intenções eram duvidosas), seria chamado de Cabaré da Morte pela localização do prédio bem na curva da avenida, um ponto que já provocou muitos acidentes de trânsito.

Nos anos 30 a construção teve início, mas o negócio não funcionou e acabou virando a sede da Estação Oceanográfica que também não rolou por muito tempo. Passou anos fechado e em 1956 foi designado como Museu Zoológico.

Roteiro alternativo em Montevidéu

O acervo do museu não me agrada muito (sei lá, fico aflita com taxidermia), acho a área externa muito mais interessante: os arcos e pátio do prédio são ótimos para fotos, tem banquinhos para relaxar vendo a rambla e aparelhos de ginástica para quem é fitness até viajando.

Seguindo a caminhada rumo a Malvín, passamos pelo Greetingman - o homem que cumprimenta, conhecido popularmente como o coreano azul, uma escultura que gerou polêmica e foi um presente da Coreia do Sul representando a harmonia existente entre os países.


Mais adiante chegamos numa pracinha dedicada ao 'adulto mayor' (na Rambla República de Chile entre as ruas 9 de Junio e Colombes), tem mesas e bancos, árvores e sombra e uma boa vista para a praia de Buceo. Aproveite para descansar porque estamos na metade do caminho.

Pode parecer longe olhando no mapa, mas é muito fácil, faço sempre esse trajeto numa boa.

Mas quem quiser diminuir a caminhada, pode começar o roteiro desse ponto, o ônibus 104 pára justo a poucos passos da praça.

Aliás, o 104 funciona lindamente como um bus turístico, com a vantagem de custar menos de 3 reais, passa por toda orla de Buceo e Malvín e chega até o elegante bairro Carrasco.

Se você estiver fazendo esse roteiro numa terça-feira, pode subir pela rua Colombes e dar um pulinho na feira para viver uma experiência local.

Recomendo parar no carro de queijos e pedir um pedaço de queijo colonia, típico da região de Colonia, outro de dulce de membrillo e ser feliz comendo o tradicional Martín Fierro, a versão uruguaia do nosso Romeu e Julieta.

Daí é só voltar para a rambla e andar até a ponte de madeira mais fofa que dá acesso a praia.

Roteiro alternativo em Montevidéu

A praia de Malvín é a minha preferida da cidade, a ilhota Isla de las Gaviotas em frente dá um charme diferente, e no fim de tarde o pessoal do kitesurf aparece trazendo um colorido para a paisagem.

É uma praia urbana mais protegida, não está tão próxima do asfalto e barulho dos carros, como a praia de Pocitos, por exemplo, e a faixa de areia é maior, a sensação é que não ficamos tão amontoados e temos mais liberdade para estender a canga.

A praia é uma delícia para descansar, pegar sol, ler um livro, assistir o por do sol e dependendo do dia, rola até banho (há dias que a água do rio está bem barrenta, outros bem transparente).

Roteiro alternativo em Montevidéu
Roteiro alternativo em Montevideu

A essa altura a fome deve estar aparecendo e a boa notícia é que não precisa nem sair da praia para ter um almoço gostoso e descontraído.

O restaurante Salmuera fica na rambla O'Higgins (número 4748) de cara para o rio e a ilhota, é uma das melhores dicas que poderia dar para quem visita Montevidéu, está fora do circuito turístico, será seu achadinho da viagem, a vista é linda, a comida uma delícia e o preço bom (pratos a partir de 390 pesos).

Roteiro alternativo em Montevidéu

Quem estiver com o orçamento mais apertado ou quiser gastar menos no almoço a dica é o La Gándara (rua Amsterdam, número 1449, esquina Velsen), o local abriu recentemente e é uma mão na roda quando estou na correria e não consigo cozinhar. Vendem comidas prontas, o menú é bem uruguaio com canelones (panquecas), lasanhas e tortas salgadas, é gostoso e barato: as porções custam em média 150 pesos.

Terminado o almoço, caminhe um pouco mais pela orla e procure a sorveteria Del Abuelo (rua Orinoco, equina Michigan, logo depois do Salmuera no sentido do bairro Punta Gorda), dos sorvetes artesanais mais maravilhosos da cidade.

Os sabores são bem originais, tem coisas como limão e manjericão, laranja e cardamomo, bolacha maria e doce de leite, vale demais a visita.

Roteiro alternativo em Montevidéu

Volte para assistir o por do sol na rambla e antes de deixar o bairro, dê um pulinho na padaria Nueva Malvín (rua Hipólito Yrigoyen, número 1419, fica quase na rambla na parte da ponte de madeira) e como bom uruguaio leve uns bizcochos para casa hotel.

Roteiro em Montevidéu

Roteiro alternativo em Montevidéu

A padaria é uma das minhas preferidas (eu sei, já falei da praia, devo ter dito do restaurante e sorveteria, e agora da padaria, é que esse roteiro tem muito do meu cotidiano), tudo é gostoso, se você for formiga como eu, vai ser difícil sair só com os bizcochos rs!

Quem topar conhecer o bairro vai ter um dia um tanto diferente longe das atrações turísticas clássicas, mas seguramente terá um dia gordinho e feliz! :)

Me contem depois o que acharam, marquem as fotos no Instagram com a hashtag #viveruruguay, vejo todas e adoro (o perfil tem que estar desbloqueado) e capaz nos encontramos na feira ou na praia...

Abraço!

18 comentários

  1. A primeira vez que estive em Montevideu andei bastante por esta rambla. Boas recordações que eu tenho. Andar pela beira do rio é sempre um bom programa. Bom ler as suas sugestões de passeio e as dicas do Uruguai.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal, Fábio! A maioria dos viajantes se limitam as ramblas de Pocitos e Punta Carretas. Também acho um super programa, não canso nunca de passear pelas ramblas da cidade toda.
      Muito obrigada pela gentileza! :)

      Excluir
  2. Hahahahhaha vc não sabe o q aconteceu. Lemos seu roteiro e saimos sem ele. Pegamos o onibus 427 Malvin e fomos parar sei la onde. Mas era beeeem longe da praia. Hahahahahhaa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Deia, não acredito! O 427 vai por dentro, não passa pela rambla, tem que ser o 104 mesmo! Que pena! :(

      Excluir
  3. Mileeeeeee, deveríamos ter ido tomar sorvete na Del Abuelo!!! Sempre escrevendo lindamente, fazendo a gente se sentir aí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Wal querida, muito obrigada! Eu esqueci naquele dia, vão ter que voltar logo! :D

      Excluir
  4. É a praia onde um grupo de Uruguaios simpáticos joga voleibol a beira-mar, fazem mais de 20 anos, conheci os moradores do bairro em 2014 e pude praticar com eles um pouco de voleibol e muito de amizade. Espero que sigam forte por lá, pois pretendo voltar e ficar no bairro!

    Alias, se souberes de hoteis no bairro, hostels, arbnb, etc.... Aceito dicas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os moradores são quase um clube hehe. Só conheço o Hotel Las Gaviotas que tem pinta de bem antigo, mas tem uma localização privilegiada, meu sonho abrir um B&B em Malvín hehe! Quem sabe um dia trago essa dica! :)

      Abraço!

      Excluir
  5. tô indo pra montevideo amanha!!! vou seguir esse roteiro com certeza!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal! Espero que tenha se divertido muito! :)

      Excluir
  6. Olá. Pensando em ir para o Uruguai, no reveillon, mas preocupada com excesso de turistas e o calor...o que achas?
    Grata.
    suzana
    ps. seu blog é muito bacana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Suzana! Depende do lugar que escolher, em Montevideo, por exemplo, é super tranquilo! :)

      Abraço!

      Excluir
  7. Ola, sempre leio suas dicas.
    Moro no brasil, mas meu marido tem negocios aqui. Acho quase impossivel nao nos mudarmos para o Uruguay, esse mes aluguei uma casa aqui em malvin.mas ainda tenho muito receiode fazer esta troca de pais, pois tb tenho filhos. Este bairro é seguro?
    Vi uma escola chamada liceo frances, tb nao sei se é boa. Na vdd estou tao perdida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro Malvín, acho um bairro excelente para viver com filhos.

      Excluir
    2. Oi Mile! Fomos no seu roteiro! Maravilha, amei suas dicas 😉

      Excluir
  8. Nivio e Eliete - Santos SP3 de abril de 2017 09:06

    Retornamos de Montevideu ontem 02/abril/2017 e foi muito bom de revisitar a cidade após muitos anos. Passamos uma semana e alem de ir a Punta del Leste e visitar a Bodega Bouza seguimos a risca sua sugestão de roteiro ao barrio Malvin, inclusive o passeio no 104 até o ponto final. Gostamos tanto que fomos 2 vezes ao Salmuera tomar uma caipiroska e petiscar polvo e mexilões. Iamos a pé pela rambla desde Punta Carretas e voltavamos de onibus. Muito legal o seu bairro.

    ResponderExcluir