Onde se hospedar em Punta del Este

Na nossa última viagem a Punta del Este, aproveitamos os preços mais simpáticos da média temporada para ficar num hotel mais confortável.

A variedade de alojamento é imensa, talvez seja o destino com mais opções em todo Uruguai, tem para todos os gostos e bolsos: hotel pé na areia, hotel de campo, pousada boutique pequenina e charmosa, quartos básicos e executivos, além de toda oferta de apartamentos para aluguel por temporada. 

Escolhemos o Punta del Este Resort e Spa - antigo Mantra Hotel - para curtir o fim de semana e o lugar atendeu direitinho nossas expectativas.

Viajamos com nossa filha de 2 anos e entre um passeio e outro na cidade, queriamos descansar também. 


Ousados. Porque não sei se vocês já viajaram com criança hehe, mas o descanso com os pequenos tem outro formato. Não rola dormir até as 10h, por exemplo. O dia começa invariavelmente mais cedo. 

José Ignacio e almoço no La Huella

José Ignácio é um balneário curioso, cruzando os limites de La Barra e Manantiales, a gente  automaticamente sente que muda o desenho, muda o ritmo, mudam as cores.

Paisagem mais rústica, bruta, leve.

Na pequena comunidade regem códigos visíveis e invisíveis que vão desde o plano de desenvolvimento que proíbe a construção de tantos metros (ou seja, não encontramos aqueles prédios enormes e espelhados fazendo sombra na praia) a detalhes que buscam não afetar a atmosfera tão particular do lugar: cartazes chamativos não são bem-vindos, publicidade escancarada de marcas tampouco.

Os locais afirmam sem a menor cerimônia que não querem ser a nova Punta. Resistem, ao passo que terreninhos básicos podem custar algumas centenas de milhares de dólares.

Um universo natural, mas um tanto exclusivo. Pode soar contraditório, eu sei. Mas o resultado é um balneário diferente, cheio de charme e personalidade.

A Montevidéu de Galeano

Há tempos vi uma publicação em espanhol sugerindo um tour em Montevidéu inspirado no escritor Eduardo Galeano e achei a proposta genial.

Os lugares citados não eram nenhuma novidade pra mim, já os conhecia, havia passado inúmeras vezes por eles, mas li a matéria e fiz o itinerário mentalmente, a magia estava na sequência, na referência onipresente do Galeano em diferentes lugares da cidade catalogados numa tacada só.

Fui procurar o texto original, mas a internet - essa terra bandida - replicava em vários lugares e a surpresa foi ver o texto também em português na Folha.  Não sei quem escreveu ou onde foi publicado primeiro, só sei que não fui eu.

Sei também que não era segredo os lugares preferidos do Galeano, em especial na Ciudad Vieja: o Café Brasilero, a livraria Linardi y Risso, o caminho entre a rambla 25 de Agosto e Gran Bretaña. 

Foi o roteiro que intencionalmente escolhi fazer anos depois daquele passeio imaginário no sofá de casa. 

Convidei a Lu e fomos no início de uma manhã desayunar no Café Brasilero, a sorte sorriu e encontramos a mesa junto à janela vazia, era onde o Galeano costumava sentar para ver a vida passar sem pressa.

Básicos: Rodoviária de Montevidéu

Tô muito animadinha inventando essas séries de posts, né? Já está rolando o especial verão com dicas para aproveitar os dias de altas temperaturas e agora trago o básicos que nada mais é que uma repaginada nas dúvidas frequentes (muitas já respondidas em outros posts espalhados pelo blog).

Hoje vamos falar da rodoviária de Montevidéu e entra nessa lista de básicos porque grande parte das respostas que vocês procuram, aparecem lá no site deles: como ir da capital para Punta del Este/Colonia/Carmelo, quanto tempo dura a viagem, qual a frequência de ônibus, quanto custa a passagem, etc.

A pesquisa no site é intuitiva, basta colocar na caixa a cidade de origem e a outra de destino, esperar abrir as opções de horário e clicar no escolhido para consultar o preço (abre outra janela com a informação).

A tela é assim (fiz uma simulação de Montevidéu a Punta del Este):

Novidade em Montevidéu: Mercado Ferrando

Na semana que o mercado inaugurou, compartilhei a dica lá no Instagram - @viveruruguay - e acho que nunca recebi tantas mensagens animadas e curiosas sobre um lugar: onde fica, como chegar, qual horário funciona, etc.

E hoje, vim aqui rapidinho responder as dúvidas e contar a novidade para quem não viu nossos stories.

O Mercado Ferrando abriu as portas para o público agora no final de novembro. O projeto inteirinho é uma graça, um galpão totalmente revitalizado onde funcionava uma fábrica de moveis, o edifício é tão emblemático que faz parte do patrimônio arquitetônico da cidade.

Especial verão: 3 sorveterias em Montevidéu

Ontem teve enquete no Instagram - @viverurugay - sobre os temas dos próximos posts, um dos tópicos mais pedidos foi sobre dicas de sorveterias em Montevidéu.

Aproveitando a saliência do verão e as altas temperaturas, vamos começar 2018 mapeando as melhores sorveterias da cidade para deixar esse calorão todo mais gostoso?


A lista está longe de ser unanimidade, em pleno janeiro perguntar aos montevideanos qual a sorveteria do coração é quase como perguntar qual o time de futebol mais amado, cada um tem o seu e os critérios são infinitos: variedade de sabores, gosto, textura, preço, localização, etc.

Aqui em casa a seleção é a seguinte (no final do texto vou citar outras queridas também):

Dica de Montevidéu: Mirante da Torre Antel

Completando a série 'Montevidéu vista do alto', trago hoje a cidade vista desde a Torre Antel (também chamada Torre de las Telecomunicaciones).

Um prédio bem curioso que chama muito a atenção dos visitantes pela arquitetura moderna que lembra a forma daquele edifício espelhado de Dubai - aka o Hotel Burj Al Arab - em plena zona portuária da capital uruguaia.

A aparência não é mera casualidade, a assinatura é do renomadíssimo arquiteto uruguaio Carlos Ott que trabalhou também no projeto do icônico hotel lá do outro lado do mundo.

O prédio abriga a empresa de telecomunicações estatal e no 26º andar - é o edifício mais alto da capital com 34 pisos e quase 160m de altura - está um mirante com vista diferente, diria até pouco usual, da nossa querida Montevidéu.

Dica de Montevideu: mirante