Rizoma: Livros e Café em José Ignacio

Um sonho de lugar, foi o que pensei quando o maridón me enviou o perfil do Rizoma dizendo mira seguido de uma carinha feliz. Respondi com um bora agora, pois era tudo que eu gosto no lugar que eu gosto: livros, café, atelier de cerâmica mais hospedagem charmosa ali pertinho da praia de José Ignacio.

O Riozoma é assim múltiplo, várias propostas coabitando num espaço bonito vizinho ao mar, cheio de árvores ao redor. Elegante e também aconchegante. 


Tem arte, tem cheirinho de café. Tem horta orgânica e mesas no pátio. Um acervo completíssimo de livros como se estivessemos numa livraria no meio da cidade grande, mas pela janela o chão é de terra batida, o vento balança as ramas e os pássaros cantam. Idílico e também real. 

Visitamos nas primeiras semanas de inaugurado, ainda naquele verão pandêmico de portas fechadas para turismo externo no Uruguai. Foi nosso achadinho das férias compartilhado com entusiasmo nos stories na época, é uma das dicas que recebo mais comentários até hoje.

3

Colonia: outras dicas

No mês passado fui convidada pelo programa Conexão 123 para uma conversa sobre Colônia do Sacramento, um dos destinos mais charmosos e fotogênicos do Uruguai.

A produtora me pediu dicas fora do óbvio que vamos combinar é a nossa especialidade.

Listei num vídeo 2 minutos e uns quebrados algumas ótimas opções para unir ao roteiro clássico e deixar a viagem toda mais especial e feliz. 

E hoje vim compartilhar essa seleção aqui no blog (nem tudo entrou no programa e de novo observei que tem muito conteúdo bacana que só dividi nos stories do instagram que é aquela coisa quase inútil que desaparece em 24h, né? Mesmo quando vira foto no feed ou recheio dos destacados, fica meio perdido no mar de distrações que é a rede).

Muito que bem. Volto ao tema do post. Tomei como base atividades nos arredores de Colônia do Sacramento, mas que fossem próximas - não mais de 40min de distância - do centro, assim seriam também viáveis para quem tivesse pouco tempo (nesse ponto entra a questão do pernoite ou bate e volta, cês já sabem que sou partidária de dormir pelo menos uma noite na cidade).


Comecei sugerindo uma parada na praia de Santa Ana que fica apenas 22km de Colonia. 

Nessa região oeste do país as praias são de rio, uma paisagem e experiência bem diferente do que estava acostumada na Bahia, mas igualmente desfrutável. 

Santa Ana é um refúgio de calma, cercada por bosques frondosos e de areia branca, oferece um cenário protegido e bonito. O rio tem personalidade e encontrá-lo bravo ou sereno, azul ou marrom, depende da sorte de cada visitante. 

0

Mar de Pinos: Hospedagem em Punta

Trazendo para o blog um dos espaços mais gostosinhos que experimentamos no Uruguai: a casita Mar de Pinos, um refúgio de afetos e sensações ali entre a lagoa e o mar.


Uma casa no meio do bosque ideal para relaxar e estar em contato com a natureza. 


Estivemos a primeira vez em março de 2021, eu gravidíssima de 6 meses sonhando com sossego (embora viajando também com uma criança de 6 anos, aquela conta que não fecha haha), o Uruguai ainda estava fechado para turismo externo, só entrava no país os cidadãos, residentes e algumas poucas exceções. Tudo estava ainda mais tranquilo e vazio do que de costume. 


Encontramos um lugar de muita paz e muito verde. Uma casa compacta desenhada para atender as necessidades dos viajantes com leveza, beleza e conforto.




Ambientes que se integram, janelas que viram molduras para o bosque ao redor. Silêncio. Os pinos, os bichos (gatos e cachorro, os pets da casa que todos os dias nos visitavam). Solzinho no deck, balanço na rede. Calma e prazer.
0

Camomila Pasteleria: Café em Pocitos

Tenho uma nova confeitaria favorita em Montevidéu: a Camomila Pasteleria ali em Pocitos.


Descobri ao acaso indo comprar pão (na também maravilhosa La Resistence Boulangerie que fica na mesma rua). 

A casa é um encanto, impossível passar e não admirar a arte belíssima e colorida na fachada. 



No Camomila cada detalhe parece contar e o resultado é muito aconchego, as cores em tons pasteis misturadas com plantinhas ornam com todas as delícias que diariamente recheiam o balcão.

Pra mim elas oferecem a melhor variedade da cidade e os bolos mais fofinhos. Já comentei aqui no blog que tenho pavor de bolo seco e também molhado demais como brasileiro costuma amar, pois é, sou essa pessoa chata do bolo, quase uma jurada do Cake Boss hehe, lá na Camomila encontrei o equilíbrio que eu gosto. 

0

Março festivo: 10 anos do blog

Eu planejei tanta, mas tanta coisa para esse dia e no final passou batido. Quase. Fiz ali aos 45 do segundo tempo - dia 31 de marco - um post no instagram. Tinha programado conteúdo diário na minha planilha imaginária e até sorteio pensei seriamente em fazer, queria retribuir todo carinho recebido nesses 10 anos.


Dez anos, gente. Uma década inteirinha compartilhando o que o coração sente no Uruguai. O que me enche os olhos e abraça a alma. Uma terra que escolhi amar, que tem lá um monte de problemáticas também. Não as ignoro, vivo o Uruguay de dentro. Entre idas e vindas nesses 12 anos de encontro. Mudei, morei, casei, trabalhei, pari. Virou parte de mim e o blog ocupa um pedaço bonito nessa trajetória. 


                                                 Grávida pela segunda vez em José Ignacio, março 2021.

Comecei a escrever num 03 de março de 2012, um ano e pouquinho depois da minha mudança, hoje lendo os relatos aparentemente tomei a decisão, criei a página, fiz um texto dizendo que voltava com mais info depois e voltei no mesmo dia haha (já cumpri melhor minhas promessas ou era a disponibilidade da xuventude sem filhas, observo com risos de nervoso enquanto digito amamentando uma no sling). 

0