Onde dançar tango em Montevidéu

Prometi no último post publicar uma lista com os locais para ouvir, dançar e assistir apresentações de tango na cidade de Montevidéu.

Os locais mais turísticos e que oferecem shows, apresentações especiais com bailarinos e coreografias são os seguintes:

  • El MilongónEndereço: Gaboto 1810 esquina La Paz 
  • Bar Fun Fun - Endereço: Ciudadela 1229 (bem próximo ao Teatro Solís)

Ambos locais contam com estrutura para receber o turista e a agenda inclui apresentações de outros estilos tradicionais uruguaios, como o candombe e a milonga. 

El Milongon Tango Montevideu
                                                        Foto: site El Milongón

Quem quiser viver uma experiência única, mais intimista e com jantar incluído recomendo fortemente o Primuseum, nesse post contei detalhadamente como é a noite.

Agora se você é do grupo daqueles que gostam de tango, acham lindo, mas não sabem dançar e sonha aprender, a melhor opção é um local onde haja aula de tango antes da festa começar. 

Dá para aprender alguns passinhos antes de cair na pista. Abaixo estão duas casas que oferecem essa proposta:

  • Vieja Viola - Endereço: Paysandú 1615
  • Joven Tango - Endereço: Aquiles Lanza 1290 esq. San José

O projeto Joven Tango é bem interessante, foi fundado em 1977 por jovens estudantes de Direito buscando preservar e promocionar o legado cultural do tango. Eles realizam vários eventos e atividades, como as milongas no Centro Cultural Mercado de la Abundancia.                                                          

Outra proposta excelente é o Museo del Vino,  show ao vivo no meio de uma cava, o bar alias tem uma programação semanal excelente - não apenas de tango, vale a pena conferir. Na programação atual toda quarta e sábado é dia de tango (na quarta-feira tem aula).

Deixo também uma seleção de tanguerías e afins que ainda não conheço, mas já estou ansiosa para visitar:



Para conferir a programação semanal de milongas de um jeito fácil é só acessar a agenda do Hoy Milonga. Também tem sempre info bacana de eventos na página Cartelera del Tango.


Quem quiser comprar alguns souvenirs ou acessórios tangueros, em Montevidéu há uma loja do tango com vários produtos como roupas, calçados e artesanatos disponíveis. 

A loja se chama La Botica de Tango e fica na rua San José 1312 (no Mercado de la Abundancia).


Divirtam-se! ;)

5

Tango no Uruguai

Sim, porque o tango também é uruguaio! :)
                                                     
O tango nasceu nas cidades portuárias de Montevidéu e Buenos Aires nas últimas décadas do século XIX.

Tratava-se de uma música de cunho altamente popular, desprezada e proibida pelas classes altas e pela igreja católica, sendo cultivada nos bairros pobres dos subúrbios, nos portos, prostíbulos, lugares onde se encontravam os imigrantes e a população local, descendente em sua maioria de indígenas e africanos escravizados.

Nesse ambiente as formas musicais mais diferentes eram misturadas: candombe, milonga, tango andaluz, sainete e valsa, provenientes das mais diversas origens como africana, espanhola, italiana, judaica, polonesa, cubana, etc.

Foi nesse processo artístico e social que surgiu o tango, estima-se que a transição durou cerca de 40 anos até ser marcado como um novo gênero musical com características próprias. 

O tango começou a adquirir ampla difusão na Europa na década de 1910, foi o início de uma nova era para o gênero, contava com o apoio de músicos mais preparados, incorporação de letras que falavam do cenário do subúrbio, da infância e dos amores contrariados. 

A dança teve papel de destaque, os passos sensuais e coreografados revolucionavam o modo de dançar da época. E tamanha sensualidade levou autoridades do velho mundo a julgarem a dança indecente, houveram inclusive proibições declaradas ao baile.

Não obstante, o tango seguia ganhando força, o movimento acumulava composições marcantes e de alta qualidade musical. 

A canção La Cumparsita, um dos hinos do tango, foi composta em 1917 por Gerardo Matos Rodríguez, um montevideano de apenas 19 anos. 

                                       Maravilhoso, emocionante, um presente assistir!

Um ano depois surgia Carlos Gardel revolucionando e popularizando o cenário do tango, desde então o gênero ganhou o mundo.

Aliás, há uma polêmica sem fim na Argentina e Uruguai no tocante à nacionalidade do Gardel: muitos dizem que ele é argentino; outros juram que ele é uruguaio com registro civil lavrado em Tacuarembó (inclusive, a imagem de Gardel aparece na entrada do Teatro Solis compondo o grupo de personalidades locais); e colocando mais lenha na fogueira, há a turma que garante que o grande símbolo do tango nasceu mesmo foi na França.

Carlos Gardel gravou filmes e acumulou um repertório que incluía 800 canções, verdadeiramente um fenômeno do gênero que é lindo, emocionante e marca a identidade do povo rio platense. 

É bem verdade que o mundo costuma atribuir a origem do tango apenas ao país hermano, que talvez sabe aproveitar melhor, turisticamente falando, essas raízes e identidade. 

Lá vemos uma quantidade enorme de souvenirs, casas de shows e casais dançando nas ruas onde os turistas costumam passear.

Mas aqui do outro lado do rio esse movimento tanguero também se mantem vivo e pulsante, só precisamos saber aonde encontrar os bares, bailes, tanguerías e milongas.

No próximo post farei uma lista de locais em Montevidéu para os amantes do tango, há locais para ouvir, dançar, assistir apresentações e até aprender uns passinhos básicos para fazer bonito na pista.

Abraço! ;)

18