Onde Comer em Punta Carretas: 3 Cafés Charmosos

Estou numa fase bem comilona e aí fico me segurando para não ficar só falando de comida no blog, para não ficar só nas dicas de onde comer em Montevidéu, mas acabo não resistindo rs.

Tenho visto um movimento mais intenso de turistas brasileiros no bairro de Punta Carretas, acredito que em função dos novos hotéis na região.

É um dos bairros mais elegantes e com melhores ofertas gastronômicas da cidade, nesse friozinho de inverno é uma delicia encontrar refúgio em estabelecimentos pequenos, simpáticos e charmosos.

Hoje deixo uma lista com sugestões de lugares que valem uma parada seja na hora do almoço ou para tomar um cafezinho ou chazinho no final da tarde.


1- Hoy Te Quiero

Onde comer em Montevidéu

Não é exagero quando digo que ainda tenho uma série de coisas para fazer/conhecer em Montevidéu, as vezes com a rotina corrida a gente vai deixando muita coisa para o fim de semana que vem e o tempo vai passando.

O Hoy Te Quiero era um lugar pendente, sempre que passava, achava tudo uma graça e ficava de um dia parar para provar os quitutes.

E bastou ir a primeira vez para acabar repetindo a dose na mesma semana. 

O espaço é pequeno, mas é super funcional e as opções de comida conseguem ser bem variadas: sanduíches, pratos quentes, saladas e muitas sobremesas para te deixar em dúvida na hora de fazer o pedido. 


2- Philomène Café

Cafés em Punta Carretas Montevidéu
                                               Fotos: Reprodução Facebook

Esse café fica numa esquina bem próxima ao Punta Carretas Shopping, eles dizem que é a esquina mais parisiense do bairro. 

O local é bem charmosinho, tem uma decoração acolhedora com um toque realmente afrancesado nos detalhes, dá vontade de ficar tomando um chá ou chocolate quente e batendo papo com as amigas por muitas horas. 

O Philomène tem um cardápio diferente a cada semana e o mais legal é que os pitacos dos que passam por lá não só são levados em consideração, como figuram literalmente no menu da casa: eles têm uma espécie de concurso que aceita sugestões dos clientes para compor um dos pratos oferecidos na semana, se a opção que você deixar for a escolhida, eles te convidam para voltar lá e comer de graça! :)


3- Adolfo Café

Onde comer em Montevidéu Cafés
                                              Fotos: Reprodução Facebook

Outro local que dá gosto logo quando entramos, o visual é bem clean com uns detalhes puxados para o vintage, uma mistura fofa de clássico e moderninho. 

A apresentação dos pratos é bem elaborada, as louças são lindas e parece que tudo que vemos foi cuidadosamente pensado para estar ali e encher mesmo os olhos de quem chega.

Adoro quando sinto que há uma atenção especial nessas pequenas coisas que muita gente não dá importância. E sim, as comidas e tortas também fazem a visita valer a pena.


*****

Todos têm preços mais ou menos parecidos, não são super baratos nem absurdamente caros, a qualidade e ambientes gostosinhos compensam. 

Espere gastar entre 260 e 350 pesos nos pratos para almoço e a partir de 100 pesos nas tortas doces. Para o chá da tarde geralmente há promoções interessantes para duas pessoas, vale experimentar.

Os cafés Hoy te Quiero e Adolfo são comandados por duas jovens com seus vinte e pouquinhos anos, acho bacana ver novas caras no mercado trazendo propostas diferentes, competitivas, interessantes.

Outro ponto a destacar é que todos esses cafés servem  sucos que fogem daquela mesmice do licuado de naranja oferecido na maioria dos restaurantes da cidade, três anos não foram suficientes para me acostumar com a falta de variedade e preço pouco amigo do suco natural por essas bandas, então quando encontro opções que saem do lugar comum fico toda alegrinha espalhando a novidade rs. 

Endereços:

Philomène - Rua Solano García, número 2455

Hoy Te Quiero - Rua Jaime Zudañez, número 2601 

Adolfo - Rua Williman, número 597, esquina Francisco Ros


*****

Lá em Punta Carretas há ainda mais opções de cafés, como comentei nesse post antigo.


Boa viagem e boas descobertas! ;)


7

Novidade: Visita guiada no Palácio Salvo

Uma nova atração para incluir no roteiro em Montevidéu.

Palácio Salvo é um ícone na arquitetura da cidade, é aquela imagem que figura nos guias turísticos, cartões postais e álbuns de viagem de quem conhece a capital uruguaia. 

Roteiro em Montevidéu Visita Guiada Palacio Salvo

Sempre que recebo visitas e passeamos pelo Centro, o prédio desperta muita curiosidade: todo mundo quer saber quando foi construído, o que era, o que funciona hoje, etc. 

E a verdade é que sempre ficava na superficialidade daquela história de foi um dos edifícios mais altos da América do Sul por muitos anos e tem um irmão gêmeo lá na vizinha Buenos Aires (outra construção do mesmo estilo projetada pelo mesmo arquiteto, conhecida como Palácio Barolo).

A história ficava ainda mais sem graça quando contava que atualmente não tinha nenhuma atividade especial no Palácio, que ele funcionava como prédio residencial e comercial. 

Pronto, fotinhas na Plaza Independencia com o Palácio de fundo e o passeio seguia.

Aí para minha surpresa, há pouco mais de quatro meses começou um projeto que realiza visitas guiadas no edifício  (exceto alguns eventos no Dia del Patrimonio, desde a década de 70 não se realizava visitas), achei o máximo: minha chance de conhecer o interior e causos que rondam o Palácio Salvo rs.

Mas o horário é um tanto complicado para quem vive e trabalha em Montevidéu, afinal quem está livre às 16h de uma terça ou quinta-feira, né? Uma crítica que muita gente vem fazendo e a organização já prometeu visitas eventualmente aos sábados, mas até agora nada e eu fico só na vontade. 

Ainda assim achei digno compartilhar a novidade porque vai que você tem mais sorte do que eu e consegue estar passeando pelo Centro nesses dias? Já aproveita para fazer esse passeio. 

A visita guiada custa 180 pesos e é um dos autores do livro Historias del Palacio Salvo quem acompanha os grupos contando dados da construção, curiosidades da época, as histórias de fantasmas que as pessoas dizem ver vagando por ali, etc. 

O grande final fica por conta da vista do 24º andar no entardecer! Se você curte fotografia, não perca! ;)

Recomenda-se chegar uns minutinhos antes das 16h e encontrar o guia no hall principal do edifício, em frente a Plaza Independencia. Lembrando que as visitas ocorrem apenas na terça e quinta-feira.

Quando conseguir fazer o tour guiado, voltarei para contar e mostrar tudo como foi, mas quem passar por lá e quiser me mostrar o que estou perdendo rs, coloca a hashtag #viveruruguay no Instagram que vou acompanhando.


Mais informações nesse link do grupo que organiza as visitas.

Abraço!


8

O que fazer em Montevidéu? Eventos em Setembro!

Muita gente viajando agora em setembro para Montevidéu e pedindo dicas do que fazer nos dias de turista.

O que fazer em Montevidéu em Setembro

Selecionei alguns eventos desse mês que podem render bons passeios, comilanças e/ou farras.

  • A Expo Prado 2014 começou ontem e vai até o dia 14/09. Comentei mais sobre a feira nesse post.
  • Festival de Comida Mexicana de 03/09 a 05/09 no restaurante Las Carretas do Hotel Sheraton. Além da comida, há música ao vivo com artistas mexicanos. 
  • De 04/09 a 11/09: Ciclo de Poesia '9' - Recitais de Poesias Uruguaias. 
Espetáculo baseado em 9 poetas e cantores uruguaios de diferentes épocas e estilos: Zitarrosa, Delmira, Falco, Megget, Darnauchans, Nigro, Mario García, Meretta, Casal. Mais info aqui.


  • 11/09 - Tango e Candombe na Sala Zitarrosa, uma bela oportunidade para curtir dois ritmos típicos do país. 
Evento em comemoração aos 5 anos da declaração do tango e candombe como patrimônio cultural da humanidade pela Unesco. Mais info aqui.

  • 13/09 - Show da baiana Rosa Passos no Teatro Solís.
  • 13/09 - Sempre me perguntam onde ver candombe e nesse dia o Restaurant Amadeo poderá ser uma opção para conhecer os sons dos tambores, no palco haverá apresentações de vários artista interpretando Funk Soul e Candombe. Entradas a 150 pesos  com reserva previa.
  • 20/09 - Lembram desse post sobre os sucessos populares? A banda Mala Tuya ainda dá pinta nas rádios e agora em setembro se apresenta no Teatro de Verano. Mais info aqui.
  • 26/09 a 28/09 - A diva Marisa Monte em Montevidéu! ;)   

Toda quarta-feira  partir das 18:30 o Walrus promove um after office, o pessoal que trabalha ali na região do World Trade Center em Pocitos aproveita para relaxar no bar tomando uma cervejinha ou bons drinks.

Já a quinta-feira é dia de karaokê no restaurante italiano Fellini, quem quiser soltar o vozeirão é só aparecer. Fica em Pocitos, na rua Jose Martí, número 3408.

E no domingo o almoço pode ser no compasso do tango lá no Restaurant Blanes, especializado em massas artesanais. A música começa a partir das 13:30, dá para curtir o dia no Parque Rodó e depois subir andando até o número 997 da rua Juan Manuel Blanes


Clicando na barra principal do blog, ali onde diz Montevideo - O que fazer, aparece uma seleção de posts com sugestões e ideias de atividades para montar um roteiro na cidade. Usem e abusem dessa ferramenta! ;)


Mais eventos para anotar na agenda:

  • 16 de Outubro - Kevin Johansen no Teatro Solís.
  • 18 e 19 de Outubro - Maia Castro no Auditorio Nacional del SODRE.
Maia Castro é uma das figuras mais importantes da nova geração tanguera e milonguera uruguaia.


  • 26 de Novembro - Monobloco na Trastienda.


Boa viagem! Divirtam-se!

13

A feira de Tristán Narvaja em Montevidéu

Um clássico que acontece aos domingos em Montevidéu. 

Acho que todo mundo que começa a armar um roteiro pela cidade encontra a feira na lista do 'tem que ir'.

Mas rolam certos exageros nos relatos e vejo alguns viajantes pouco entusiasmados depois da visita.

Primeiro ponto que acho importante esclarecer é que a feira não é para todo mundo, não é todo perfil de turista que vai sair encantado de lá. 

Outro ponto que muita gente faz confusão é pensar que é uma feira de antiguidades ou algo nos moldes da feirinha de domingo de San Telmo em Buenos Aires.

E não, a feira de Tristán Narvaja não é assim. Ela tem antiguidades, dá para garimpar vários objetos de coleção e peças vintages lindas, mas ela não é só disso. 

O que fazer em Montevidéu

Você vai passar pelo vuco-vuco de feira de frutas, verduras, queijos e vários itens de inutilidades para o lar e outras quinquilharias. 

Vai ver gente vendendo roupa nova e usada, vendendo animais de estimação, plantas, artesanatos, discos, etc. 

E vai encontrar as senhorinhas que vão religiosamente todo domingo arrastando o carrinho para fazer a feira da semana e também alguns turistas fazendo selfies.

É grande o espaço. É grande a mistura. E a experiência é bacana se você vê graça nesse caldeirão todo.

Feira Tristán Narvaja em Montevidéu

Se você não se vê atraído por feiras populares, por coisas antigas, se prefere um passeio no shopping com ambiente climatizado e mais organizadinho, não adianta forçar a barra porque todo mundo diz que é legal. 

Já levei minha mãe na feira e ela adorou o passeio, quis comprar meio mundo de coisas, de cacarecos para casa e souvenirs para as tias de Salvador a verduras para o almoço do dia seguinte e roupinhas de bebê (nessa época de frio há roupinhas de lã e linha bem bonitinhas - e baratas - para os pequenos). 

Ela achou o máximo ver os uruguaios aos bandos, andar pelas ruas apertadas com barraquinhas de um lado e do outro e poder acompanhar o movimento do cotidiano daquela gente toda.

Mas eu já desisti de levar outros amigos turistas a feira por saber de antemão que eles chegariam lá e ficariam com aquela cara de 'festa estranha com gente esquisita - já quero ir embora'. Daí o melhor foi adaptar o roteiro com outra atividade para a manhã de domingo e fomos todos felizes rs.

Quem tiver disposição para se jogar na feira, verá que são várias quadras ao longo da rua Tristán Narvaja e também em algumas ruas transversais. 

A feira funciona das 9h às 16h, mas às 15h o movimento fica mais caidinho e muitos feirantes começam a desarmar os postos, então é melhor chegar mais cedo.

Em muitos trechos as barraquinhas estão no meio da rua e na calçada, o que nos obriga a fazer um zig zag bonito para ver uma coisa aqui e outra ali. 

Os produtos muitas vezes não obedecem uma ordem de exposição, eles aparecem juntos e misturados, você passa e tem uma barraquinha de mates, a seguinte é de verduras, a outra de roupas, etc. 

Mas também há áreas onde as coisas se concentram, como ocorre na altura da faculdade de Psicologia: todo o espaço é ocupado por vendedores de livros, uma perdição para quem se deixa levar pelo encanto das letras. Há livros novos, clássicos, infantis, científicos e publicações para colecionadores.

Feira de Tristan Narvaja em Montevideu

Descendo um pouco mais, entre a rua Uruguay e Paysandu, encontramos antiquários e barraquinhas com muita louça e objetos do tempo da vovó. Para muitos aí está guardado o verdadeiro tesouro da feira.

Antiquários em Montevidéu

A feira de Tristán Narvaja surge todos os domingos há mais de 100 anos, dizem que é o lugar onde encontramos de tudo um pouco, passando por coisas que estamos buscando a outras que nunca pensamos ou necessitamos comprar. 

Vá de coração aberto para observar as excentricidades e obviedades, e lembre-se que é uma feira de rua: menos é mais. O look do dia pode ficar bacana na foto, mas não esqueça daqueles cuidados básicos das cidades grandes.

Para terminar, divago um pouco sobre um comentário que vejo com frequência em relação ao domingo em Montevidéu ser um dia morto, um dia perdido para o turista, morando aqui essa ideia é um tanto difícil de engolir. 

Não que seja mentira quando afirmam que a maioria das atrações estarão fechadas, mas já acho tão normal e saudável as pessoas terem o domingo como um dia para descansar, curtir os amigos e a família, tomar um mate ou andar de bicicleta na rambla que não consigo ficar #chateada porque meu restaurante favorito não está aberto, sabe?

Mesmo sabendo que o domingo seria um dia bom para fazer dinheiro, muita coisa fecha e na segunda-feira o mundo continua girando. 

Isso não quer dizer que não tem nada para fazer. Eu sempre encontro o que fazer.

Se desfrutar de uma boa prosa, da companhia de outras pessoas, da beleza do fim de tarde, de caminhar na areia da praia sentindo o vento na cara parecer pouco, você pode ocupar o dia dando um pulo no Parque Rodo para aproveitar o parque, a área verde, o pedalinho, a fotogaleria; ou pode ir tentar a sorte num cassino; assistir algum jogo de futebol no Estádio Centenario; visitar o MAM e provar uma cervejinha artesanal ou tomar um cafezinho com algum doce de leite por lá, há tantas possibilidades...

Bons passeios, boa viagem! ;) 

27