Um Dia de Domingo no Parque Rodó

Sempre me perguntam o que fazer em Montevidéu e nas minhas respostas um passeio no Parque Rodó está sempre presente. 

Parque Rodo em Montevidéu

Acho o parque imperdível por vários motivos, primeiro porque é um passeio que me leva de volta a infância, vejo todos aqueles brinquedos antigos (tão anos 80/90 o chapéu mexicano, bate-bate, minhocão), luzes piscando, barraquinhas de algodão doce, um ruído de fundo de gritos e risadas daqueles que estão se divertindo nos brinquedos: é pura nostalgia!

Depois porque o parque tem muita área verde e muito movimento no final de semana, são várias crianças correndo de um lado a outro, rodas de amigos tomando mate, tocando violão, gente praticando acrobacias em tela ou corda, e eu gosto de ficar aí sem planos só curtindo o sol e vendo a vida passar ao meu redor.


O que fazer em Montevidéu

Quando canso da grama do parque, ainda tenho todo o calçadão da rambla à disposição para uma boa caminhada, uma volta de patins ou bicicleta. E no fim de tarde o sol se despede de um jeito tão simples e belo que vale ficar aí de frente para o rio esperando esse momento. 


Turismo em Montevidéu

Passeio em Montevidéu

Capaz você volte mais vezes, eu não canso de repetir esse passeio.

Não acho que precisava de mais outro motivo para incluir o Parque Rodó no roteiro de férias em Montevidéu, mas o danado do parque guarda outra surpresa, quase um segredinho, visto que pouca gente conhece essa atração: uma galeria permanente com exposições fotográficas a céu aberto.

É um espaço singelo, mas sempre oferece exposições interessantes e diferentes. É grátis, você pode conhecer a qualquer hora do dia ou da noite e fica a poucos passos da rambla.


Exposição Fotográfica em Montevidéu


Galeria Fotográfica em Montevidéu

A proposta é bem interessante e como amante da fotografia fico feliz de ver esse conceito de arte e cultura mais próximo das pessoas, fazendo parte do cotidiano mesmo, aquela coisa despretensiosa de fui ali levar meu cachorro para passear e encontrei uma exposição bacana no caminho.

No último domingo vimos a exposição Fútbol do uruguaio Leo Barizzoni, para quem ficou curioso, é possível ver as imagens no site da CdF. 

Já vi alguns trabalhos de fotógrafos brasileiros nessa galeria, então se você é profissional e deseja participar, fique atento as convocatórias.

Eu poderia seguir falando do Parque Rodó, mas vou deixar essa conversa para outro domingo! ;)

Só recordo a feirinha semanal que acontece no parque (comentei nesse post) e dou uma dica de onde comer - porque depois de tantas voltas a fome vai chegar rs - a Pizzaria Rodelu fica quase ao lado do brinquedo samba e vende um chivito canadense que está entre os meus preferidos da cidade, é uma boa oportunidade para já provar esse clássico uruguaio.


Chivito em Montevidéu



Ah, falei do samba e não pude deixar de lembrar do clipe dos meninos da banda Só Mistura, você pode até não gostar da música deles, mas garanto que vai curtir a carona na rambla:




Abraço! :)


Endereço:

CdF Fotogaleria Parque Rodo
Rambla Wilson e Pablo de María
13

Pizza uruguaia e a italianíssima Don Ciccio

O Uruguay recebe grande influência da culinária italiana, quando me perguntam sobre as comida típicas, logo penso no clássico asado, alguns pratos da chamada cozinha criolla e vou direto para o lado italiano das milanesas, nhoques e ravioles.

E acho mesmo que essa parte também é típica daqui, o que pode ser entendido como mais tradicional que uma comida que integra o cardápio semanal do povo? É bem um retrato dessa colcha de retalhos que é a sociedade uruguaia, uma grande mescla de movimentos imigratórios.

Mas aí nesse processo todo a pizza ganhou uma cara diferente. Se as massas e pastas são bem parecidas ao que podemos encontrar na Itália, o mesmo não se pode dizer da pizza.

A pizza tradicional uruguaia é essa retangular com massa mais grossinha e muzzarella. 

Algumas pessoas pedem também o fainá, uma massa fininha feita com farinha de grão-de-bico, e aí comem um pedaço de fainá sobre a fatia de pizza. Eu achava esquisito rs, mas é gostoso. 


Pizza uruguaia
                                    Pizzaria El Hornito de Juan no Mercado Agrícola

As porções costumam ser individuais e abundantes, servidas cortadinhas como na foto acima. Você pode pedir só a muzzarella ou adicionar gustos.

Os gustos são 'recheios', quase sempre presunto, azeitona, abacaxi, palmito, pimentão, etc, que são colocados embaixo ou em cima da muzzarella. Você arma a pizza, mas esse estilo tradicional não vem com aquela miscelânea tipo nossa portuguesa, a coisa é mais sucinta: um, dois ou três gustos e já está bom.

A marca Conaprole, fabricante de lácteos, fez um comercial divertido aproveitando-se dessa sacada dos uruguaios pedirem muzzarella tanto para referir-se a pizza como para queijo, vejam só:



No cardápio das pizzarias você vai ver muzzarella com un gusto, preço X, com dos gustos, preço Y e assim sucessivamente. 

Eu gosto da pizza a la uruguaia, mas vez ou outra sinto falta daquela massa mais fininha e crocante que já vem montada com várias opções de recheios diferentes. E não estou falando de frango com catupiry ou massas doces porque praticamente não existem por essas bandas, é criação de brasileiro rs.

Aí nesses momentos aparece o Don Ciccio para salvar minha vida! Amo as pizzas de lá e coloco fácil no top 5 das melhores de Montevideo.

Os sabores são diferentes do que encontramos nas pizzarias tradicionais: parma prosciutto, parmesão, roquefort, rúcula, peperoni, mascarponi e outros 'oni' que marcam essa característica italiana da pizzaria-restaurante.

Na semana passada fomos a Punta Carretas conhecer o espaço, sou cliente antiga, mas nunca tinha ido, sempre pedia o delivery. O Don Ciccio fica numa pracinha bem interessante gastronomicamente falando, vários estabelecimentos um do ladinho do outro ou nas proximidades do bairro. 


Onde Comer em Montevidéu

Achei o lugar bem agradável, tem opção de mesas no salão interno ou no deck montado na calçada. Optamos ficar do lado de fora curtindo o movimento que estava intenso para ser dia de semana.

Fizemos os pedidos, foi difícil fugir da Pizza Parma, a minha preferida, mas dizem que na gravidez é melhor evitar essas comidas cruas e aí pedi a Brasileira. A gordice foi tamanha que pedimos também um calzoni para acompanhar.

A pizza não decepcionou, eles sempre mantêm a qualidade da massa, molho e recheio. Já o calzoni não me fez cair de amores, não que estivesse ruim, mas não teve aquele toque para sair suspirando.


Onde comer em Montevidéu

O serviço foi bem simpático, o garçom todo cheio de graça ou canchero como dizem aqui.

Perguntei timidamente se podia tirar fotos do local (sempre tenho vergonha de tirar foto) e aí ele ficou curioso porque o ambiente é bem família, no máximo as pessoas tiram fotos uma das outras, não das mesas e cadeiras vazias rs.

Pizzaria em Montevidéu

Com tanta comida, não sobrou espaço apetite para a sobremesa, mas há algumas opções no cardápio. Eles servem também pratos quentes, de origem italiana obviamente. E na hora da conta oferecem de cortesia uma dose de limoncello, um licor típico da Itália.

A pizzaria é uma boa pedida, tanto para entregar em casa como para ir ao local. 


Endereço: 

Bonpland 507, Punta Carretas
Tel.: 2710 - 5151

Preço médio das pizzas: 300 pesos


Abraço! :)
9

As mudanças que virão no blog

O Viver Uruguay completou três anos de vida agora em março e eu fico verdadeiramente muito feliz vendo que cada vez mais pessoas se unem a nossa comunidade de amantes e curiosos da vida no Uruguai.

O blog surgiu sem nenhum interesse comercial, numa época onde o paisito não vivia esse furor pop nas mídias, o Mujica não era tema nos noticiários e o interesse das pessoas no país basicamente se restringia a Punta del Este. 

Eu como expatriada queria mais informação e aí comecei a escrever despretensiosamente, nunca pensei em aproveitar o espaço para fazer uma grana no futuro. Até porque se me falassem que após 3 anos o Uruguai passaria por esse frisson todo, eu jamais acreditaria rs.

Mas a verdade é que muita coisa mudou, inclusive minha forma de encarar essa possibilidade de ganhar dinheiro na internet. Tinha preconceito mesmo, achava que aceitar uma proposta qualquer me deixaria atada, sem liberdade para dizer o que pensava e com pouca credibilidade, coisas que sempre prezei por aqui e não compensava arriscar.

Foi então que percebi que durante todo esse tempo, dos 150 textos publicados houve apenas um post que eu falei mal de uma empresa, na verdade do atendimento. E visualizei que realmente prefiro gastar energia com o que vale a pena, perder duas horas editando um texto de um lugar que não é bacana vai acrescentar o que na vida das pessoas? Posso dedicar esse tempo compartilhando bons momentos na expectativa que outros possam ter experiências agradáveis também e a história do blog seguiu nessa linha. 

Outro ponto que levei mais tempo para entender é que não importa como explique determinado tema, sempre haverá alguém buscando algo mais personalizado. Posso indicar todo o caminho das pedras num post e ainda assim vão perguntar "como é mesmo?" ou "você pode fazer isso pra mim?", juro. 

Eu costumava julgar pela minha experiência, já fiz 3 intercâmbios e muitas viagens para lugares famosos, exóticos e remotos no Brasil, Uruguay, Ásia e Europa. Minha opção é sempre fazer tudo por minha própria conta, sem assessoria ou agência. Levo mil horas pesquisando, arquivando, escrevendo tudo que preciso sobre acomodação, como ir, o que fazer e comer, qual transporte usar, vistos, etc.

Acho tão legal que não entendia porque todo mundo não fazia o mesmo rs! Meu pensamento muquirana é "pagar por que? Posso fazer sozinha, ué!". Hoje já aprendi que as pessoas são diferentes, as prioridades e necessidades também. 
Não importa se é fácil ou difícil, sempre haverá alguém disposto a pagar por um serviço que facilite a viagem - seja de lazer, férias, trabalho - ou os tramites da mudança de país.

Durante esses anos na blogosfera, fui me esquivando de qualquer responsabilidade e toda proposta que envolvia dinheiro pelo meu trabalho, indicação, dica, ajuda ou como você queira chamar. Muitas pessoas - físicas e jurídicas - já me contactaram buscando assessoramento e fui passando adiante, recomendei profissionais, brasileiros inclusive, recebi "gracias" e segui a vida com meu trabalho de verdade.

E as coisas continuaram mudando, das 100 visitas diárias, passamos a 1500 sem nenhum trabalho de marketing ou SEO, sem nenhuma publicidade no Google ou Facebook. Aliás, era tão ignorante que já comecei a página errando: coloquei o domínio ".com" e Uruguay com Y como se escreve em espanhol, qual brasileiro faz pesquisas usando a grafia com y, gente?

Mesmo assim crescemos e aparecemos nas primeiras páginas de buscas, isso é um orgulho que agradeço a vocês e o mais bacana é que nunca precisei fazer sorteio, dar presente, descontos, nada disso. Nossa troca sempre foi de tempo, atenção, palavras e gentileza, é por isso que respeito esse espaço que construímos juntos e achei digno contar sobre essas mudanças que ocorrerão.

Ando conectada todo o dia com o blog e venho me virando como posso, respondo uma mensagem enquanto a comida está no fogo, um e-mail enquanto espero o médico, um comentário no intervalo do almoço e por aí vai. 

Mesmo sendo um hobby e eu amando fazer isso, já não tenho como negar que tem sim cara de trabalho e já não encontro desculpas para não aceitar propostas que acho interessantes ou começar a oferecer serviços a empresas que acredito ou comento frequentemente por aqui, afinal quantas vezes indiquei hotéis, restaurantes, lojas, viagens, etc? Não acho que vai mudar minha opinião se chegar a receber algo em troca, feio mesmo é dizer que a empresa não presta porque não me paga para falar dela, né?

Todo esse texto para esclarecer que o blog não irá se transformar num mural de avisos nem casa da mãe Joana naquele esquema 'pagando bem que mal tem?'. Se houver algum conteúdo patrocinado, estará devidamente sinalizado. As empresas chamadas parceiras terão seu espaço no cantinho de "anunciantes". E o blog seguirá sua rotina normal.

A primeira parceria será com a Uruguias, uma agência de turismo que já vinha recomendando há tempos sem nenhum interesse mais que ajudar as pessoas que perguntavam por translado e passeios. 

Estou desenvolvendo várias ideias, estudando bastante e logo publicarei uma página com os serviços que tenho pensado, mas já adianto que terá assessoramento para pacotes de intercâmbio, documentação de residência legal, compra de imóveis, informações de viagens e otras cositas más

Pesquisando tudo com muito cuidado e carinho, buscando estruturar um assessoramento coerente, que trabalha as estatísticas, dados do mercado e da sociedade de forma essencialmente realista.

Por enquanto muita coisa é só projeto, mas queria deixar claro que o blog vai passar por essas pequenas mudanças.

O conteúdo gratuito continuará aqui sendo atualizado mensalmente e à disposição de quem tiver tempo e paciência para pesquisar! ;)

Abraço!

12

O que fazer em Montevidéu? Programação do Fim de Semana!

Eu tento sempre publicar na nossa fanpage do Facebook os eventos em Montevideo e quase nunca consigo dividir essa informação no blog, mas a programação está tão bacana que dessa vez não pude deixar de registrar aqui também! ;)

Seguem algumas opções para esse fim de semana:

  • O MAM está todo cheio de graça, um passeio que já é imperdível, fica mais interessante com música.
Sábado 08/03 - Espetáculo Mujer de Agua às 21h

Domingo 09/03 - Apresentações de Candombe às 13h

Agenda Cultural Montevideu

  •  Muito TANGO para celebrar o Dia da Mulher.
Sábado 08/03 - Milonga Vieja Viola às 22h

Domingo 09/03 - Projeto Joven Tango no Mercado de la Abundancia às 20h

  • Destaque especial para o espetáculo Tango Lovers no belíssimo Auditorio Nacional do Sodre. 
Músicos e bailarinos uruguaios e argentinos numa apresentação ao melhor estilo Broadway com 2h de duração, emoção garantida! 

Domingo 09/03 às 21:15

Auditorio Sodre Montevideu

  • Blues, Jazz & Piaf - Show María Noel Taranto no Bar Lobo
Sábado 08/03 às 21:30 

  • Música brasileira no Museo del Vino com o grupo Madera Livre
Sábado 08/03 às 23:30

Sábado 08/03 às 22h


E para anotar na agenda:

  • 17/03 - Show da francesa ZAZ no Teatro Solís (fiquei radiante rs, acho a Zaz o máximo)
  • 19/03 a 22/03 - Show da banda uruguaia No Te Va Gustar no Auditorio Nacional do Sodre
  • 18/04 e 19/04 - Show do Agarrate Catalina no Auditorio Nacional do Sodre, uma oportunidade daquelas para conhecer a tradicional murga uruguaia.
Murga Uruguaia

  • 29/05 e 30/05 - Show do aclamado cantor uruguaio Jorge Drexler também no Auditorio Nacional do Sodre


Mais informações sobre os eventos e preços das entradas no site da Red Uts.

Aproveitem!

11

F.A.Q.: Top 20 Perguntas Frequentes

O blog tem recebido mais de 60 mil visitas por mês e é uma alegria imensa acompanhar o crescimento desse cantinho.

Desde que comecei a escrever, tento responder todos os comentários, e-mails e mensagens que pintam por aqui, mas ultimamente o volume de perguntas aumentou consideravelmente e estou com dificuldades para responder de forma personalizada.

E eu fico um tanto incomodada quando não respondo, sabem? Na minha cabeça funciona como se tivesse deixando alguém 'no ar', como se passasse pela rua, alguém falasse comigo e eu simplesmente olhasse para o outro lado rs. 

Observo que a maior parte das perguntas já foram respondidas nos posts, basta uma busca rápida pela página para encontrar a resposta.

Mas para facilitar a pesquisa e eu não ficar com a consciência pesada quando demorar um mês ou mais para dar conta da caixa de entrada das consultas do blog, resolvi fazer um apanhado geral das principais perguntas que aparecem.

Um top 20 com as dúvidas mais comuns e o que eu penso a respeito (que não é a verdade absoluta das coisas no paisito, obviamente. É apenas a minha visão sobre esses temas).

Perguntas Frequentes Morar no Uruguai

Então vamos lá! :)


1- "Vou viajar tal dia, me dá algumas dicas".

É difícil resumir tudo o que venho escrevendo há mais de dois anos no blog rs. E sempre fico sem saber exatamente o que cada um está buscando como 'dicas', seria um roteiro personalizado, atrações imperdíveis, lugares menos turísticos, comidas típicas, eventos culturais da semana? 

Com o layout novo tentei deixar as coisas mais divididas para que cada um possa ir buscando suas 'dicas'.


2- O que fazer?

Gosto mais de contar sobre os lugares/atividades do que fazer um roteirinho de vá aqui, vá ali

Muitas vezes um passeio que eu acho o máximo, você pode achar um tédio. É muito mais legal fuçar um pouco e ir descobrindo o que a gente acha interessante, e não necessariamente fazer o que todo mundo faz, ir aonde todo mundo vai, comer onde todo mundo come, etc.

Sei que as vezes não dá tempo de planejar a viagem e um texto que compile informações é uma mão na roda, então vou tentar escrever algo mais prático e resumido em breve.

Por enquanto, há um tópico com vários posts com atividades bem legais e variadas que podem ocupar seus dias de turista, dê um click no menu principal na parte Montevideo -> "O que fazer"! ;)


3- Como sair do aeroporto para o hotel?

Nesse post tem tudo explicadinho: como chegar de ônibus ao centro ou rodoviária, a opção de táxi e van.

Vale frisar a importância de acessar os links das empresas mencionadas para conferir a atualização de preços (tento manter atualizado, mas nem sempre é possível).


4- Em qual bairro ficar em Montevidéu? Centro ou orla?

É uma escolha pessoal, tanto o Centro quanto os outros bairros próximos a rambla têm suas vantagens e desvantagens. 

Escrevi um post contando mais sobre essa dúvida. E outros com opções de hospedagens nesses lugares.


5- Onde trocar dinheiro? Vale a pena levar reais ou dólares?

Há inúmeras casas de cambio em Montevideo, trocar dinheiro é fácil e rápido.

Sobre trazer reais ou dólares, minha opinião é que se você já tiver dólares na mão, é negócio trazer. Mas ir a uma casa de cambio no Brasil trocar reais por dólares para chegar aqui trocar por pesos uruguaios, não vejo muita vantagem.

Mais informações e links para conferir a cotação atualizada diariamente aqui.


6- O real é aceito em todos os lugares?

Não, definitivamente não. 

Já vi muitos blogs falando que sim, mas se você sair da bolha turística da Ciudad Vieja em Montevideo ou do agito de Punta del Este na alta temporada, pagar a conta em reais vai ser contar com a boa vontade do estabelecimento.

Eu, por exemplo, já não tenho uma rotina de turista e no meu cotidiano é difícil imaginar a vida com reais. Se eu perguntar ao verdureiro ou ao padeiro da esquina se posso pagar a conta com reais vai ser estranho. Se eu pedir para abastecer o carro ou pagar o bus com reais também será esquisito.

As pessoas podem até dizer que sim porque em Montevideo não há drama para trocar moedas, há casas de cambio em todos os lugares, mas daí aceitar ou não vai depender sempre da disposição delas em quebrar meu galho.

Você vai precisar de pesos para pagar o ônibus, o táxi, a conta do supermercado,  então trocar o mínimo de dinheiro é necessário, sim.


7- Um real equivale a 8 pesos, então nosso dinheiro vale 8 vezes mais.

Os números se multiplicam, mas o poder de compra não. Você vai trocar um real por 8 pesos e uns quebrados, mas vai ver que uma simples garrafinha de água mineral custa 30 pesos e não 3 pesos.


8- Quero ir estudar aí, como faço?

Dá uma olhadinha nos posts Estudar no Uruguai.


9- E para revalidar meu diploma?

Comentei sobre o processo nesse post.


10- Vou poder trabalhar na minha área sem revalidar o título?

Em regra precisamos revalidar o título estrangeiro para exercer a profissão legalmente, mas há casos e casos. 

Seguramente para uma pessoa da área de TI - onde existe uma demanda maior no país, diga-se de passagem - pesa mais a experiência e é possível burlar essa exigência do título, mas para profissionais da saúde, por exemplo, conseguir uma vaga numa clínica ou hospital sem atender este requisito é algo praticamente impossível. 


11- Quero estudar espanhol

Ótima decisão! Nesse post há mais informações.


12- Como é viver aí?

Nos posts entitulados Viver no Uruguai divido meu ponto de vista sobre a vida no país, há muita informação sobre alugar imóvel, documentação, trabalho, custos, etc.

São textos grandes, mas se você está pensando em mudar, vale a pena ler esse material.

Há também outra série de posts com entrevistas com outros brasileiros que vivem aqui, é uma boa forma de conhecer e comparar distintas opiniões.


13- O custo de vida aí é baixo?

Não, eu acho alto, inclusive. 

Vejo pessoas afirmando que depende se você vem do RJ ou PB, mas se a ideia é viver no Uruguay eu acho que é preciso cuidado nessa comparação. 

Eu já vivi em Salvador, Buenos Aires, Montevideo, Dublin e cada lugar tinha suas próprias particularidades.

Se você vai viver e trabalhar para se sustentar aqui é com a realidade local que você tem que contar para avaliar o custo de vida e não adianta calcular, por exemplo, se o kg do arroz ou o aluguel é mais barato/mais caro em Montevideo ou em Tabocas do Brejo Velho. 

Você vai ter que avaliar a remuneração que consegue alcançar e os gastos que possui no Uruguay e não em outro lugar, e por enquanto a minha calculadora aponta um valor alto a pagar em relação aos valores que entram na minha conta rs. 

Uma coisa é a pessoa ser turista, outra coisa é ser moradora. Quando somos turistas os preços praticados não são tão diferentes do que costumamos pagar nas nossas cidades no Brasil.

Viver aqui tendo a fonte de renda oriunda do mercado de trabalho local é outra história. Mas se você vier com uma renda do Brasil, seja mesada dos pais, aposentadoria ou investimentos, talvez ache tudo meio parecido mesmo. 


14- Se é desse jeito por quê você fica aí?

Olha, acho que nem Freud explica rs. 

Mas se posso explicar de alguma forma, tem relação com a sensação que tenho vivendo aqui, me identifico com o jeito das coisas, me sinto bem com a rotina e laços que construí e aí a balança vai se equilibrando.  

Não sei dizer se vou viver aqui para sempre (para esperança da minha mãe rs), mas no momento estou satisfeita, entendi que a realidade de trabalho não é aquela dos meus sonhos, diminui o ritmo um bocadinho, vou conquistando meu espaço aos poucos e aproveitando todo o resto que me encanta. 

Fácil não é, mas não deixa de ser uma questão de escolha, né? :P


15- Quanto custa o aluguel de um apartamento 'normal - sem luxos' num 'bairro legal'?

Ih, complicou. O bairro que eu acho legal pode não ser tão legal para você, seu conceito de 'normal - comum - sem luxo' pode ser diferente do meu. 

Recomendo conferir o site do classificados Gallito e conferir as opções que se encaixam no seu gosto e orçamento.

Lembrando que gastos comunes correspondem ao que entendemos por condomínio.

E alugar apartamento requer garantias que já comentei nesse post.


16- Quais bairros você recomenda?

Eu morei 2 anos em Pocitos Nuevo e não tenho do que reclamar.

Estou procurando outro apartamento agora e os bairros que estou olhando são os seguintes: Pocitos, Punta Carretas, Villa Biarritz, Puerto Buceo e uma área que compreende o Parque Rodo e Parque Batlle.

Esses são os melhores lugares? De jeito nenhum, são apenas os que atendem as minhas necessidades nesse momento.

Comentei um pouco mais sobre preços e garantias de aluguel nesse post, logo mais vem a Parte 4 com dados mais atualizados! ;)


17- Sou atriz, modelo, dançarina, professora, como é o mercado de trabalho e a média salarial aí? 

Não conheço de perto a situação de todas as áreas no mercado de trabalho uruguaio, quando muito possa dar pitaco fundamentado no "acho que". 

Muito mais confiável cada um conferir as oportunidades nos sites de ofertas laborais (BuscoJobs, Computrabajo, Gallito Luis) e nas consultoras de recursos humanos (Adecco, Manpower, Advice, etc).

Estimar quanto cada um pode ganhar é ainda mais subjetivo e complicado. Novamente vale a recomendação de verificar essa informação nas fontes citadas acima.


18- Faz frio, faz calor? O que levar na mala?

O tempo anda mudando tanto que é difícil prever como será em determinado mês. 

No geral o inverno é frio, salvo se temperaturas entre 0°C e 10°C são papas para você! :)

Faz mais frio que SP, faz mais frio que Porto Alegre. Os meses mais gelados são julho e agosto. 

E no verão, deus do céu, faz muito calor, muito mesmo. Há cidades no norte do país que a temperatura passa dos 40°C! Geralmente esse calorão chega nas últimas semanas de dezembro e fica até as primeiras de janeiro. 

Antes de terminar o verão as vezes fica quente de novo, é o que eles anunciam como olas de calor (no inverno quando a coisa fica feia é o momento das olas de frio polar).

Sobre o que trazer na mala vai depender do tanto de frio que você sente, eu por exemplo, só costumo usar botas, cachecóis e casacões da metade de junho ao final de agosto. 

E no verão toda sorte de 'inhos/inhas': vestidinhos, shortinhos, blusinhas e sandálias, tudo muito leve, mas aconselho também trazer um cardigan porque a noite sempre fica fresquinho, principalmente nos balneários.

Há um link com a previsão do tempo aqui no blog - na barra lateral - para acompanhar a temperatura atual.


19- Quanto custa a passagem de ônibus de Montevideo a Punta del Este/ Cabo Polonio/ Colonia/etc?

No site da rodoviária (Terminal Tres Cruces) você consegue calcular o valor da passagem. 

É só colocar o destino e aparece os horários, empresas que fazem o trajeto e o preço (calculado por km rodado, então independe se é pela empresa X ou Y).


20- Quero empreender, como faço para abrir um negócio no Uruguai? Qual a melhor área de investimento?

Gente, se eu soubesse qual negócio infalível para abrir aqui eu já estaria ryca com isso funcionando há tempos. 

Não fiz pesquisas específicas para apontar negócios efetivamente rentáveis, seria no minimo leviano da minha parte sair dando pitacos sobre o mercado têxtil, alimentício, de construção, etc, sem estar respaldada por um estudo sério. 

Acreditem, tem gente que pensa em mudar para cá, possui um capital, mas não tem a menor ideia em qual ramo investir e me pede orientação nesse sentido. Sinto que muitos esperam que eu diga: 'venha, abra sua lojinha de qualquer coisa e seja feliz'. 

Mas não acho que é assim que funciona, para começar sempre recomendo que conheçam o país, pesquisem dados de mercado e verifiquem o passo a passo dos tramites junto a DGI, pelo site mesmo já é possível esclarecer várias dúvidas em relação à burocracia local. 

---------------

Para terminar essa seleção, segue um pedido comum:

- Mande a resposta para meu e-mail, tá?

Infelizmente não consigo atender os pedidos de envio de resposta ao e-mail tal.


Eu tento responder todos os comentários do blog, não é fácil com a rotina de trabalho de 8h, casa, marido, família e amigos, mas a relação que tenho com esse espaço é tão bacana, me faz bem, me diverte, me emociona e por isso levo adiante esse projeto com muito carinho e seriedade.

As respostas sempre estarão aqui, as vezes com um pouco de atraso, outras em tempo hábil, mas sempre estarão aqui.


--------------


Ok, ficou enorme o post rs! 

Me excedi para ser um guia de consulta rápida, mas aí vocês encontrarão as principais dúvidas e espero realmente que o post ajude a esclarecê-las pelo menos em partes.

Abraço! ;)


31