Montevidéu randômica

Há tempos venho matutando as ideias desse post, nunca encontrava uma forma de encaixar tantas coisas aleatórias, soltas, desconexas, um compilado de cosas que me gustan nessa cidade que escolhi amar.

Abandonei a necessidade de uma lógica linear quando num encontro com brasileiros que vivem em Montevidéu umas semanas atrás fui irritantemente positiva frente a queixas clássicas sobre a cidade.

Ojo! Santa não sou e reclamo bastante também, em dias de azedume total digo sem dó que o que mais sinto falta do Brasil é o CDC, acho péssimas as garantias e atenção ao cliente nessas bandas, tô sempre incomodada com os preços de tudo e outras pavadas.

Mas, se tem um troço que não consigo concordar é quando  me dizem que Montevidéu não tem o que fazer, não tem opção, que tudo é mais do mesmo. Não é e trago verdades nesse texto hehe. 

Roteiro Montevidéu 2019

Uma vez ouvi de uma amiga que passou muitos anos fora da Bahia e um belo dia resolveu voltar - por escolha própria mesmo - ela contava como tinha sido necessário sair da bolha para olhar com mais carinho a terra que nasceu, dizia algo como tanto te maldisse, provinciana te julguei, mas sua riqueza sempre esteve ali para olhos que quisessem ver

E arrematou com um se você acha que não tem nada em Salvador, nenhuma 'interessância' acontecendo é você que está fazendo o rolê errado. Foi um tapa de luva, né? Como uma pessoa que teve a oportunidade de viver nas capitais do mundo dizia essas coisas com tanta convicção? 

Como eu podia estar errada? Não tinha dado tempo dela ver os espaços públicos sucateados, essa onda de imbecilização coletiva, a sujeira em todo canto? Tinha, sim, ela não é boba. 

O que ela sacou muito rápido e eu não, foi a sutileza da idiossincrasia, a personalidade que torna cada lugar único, o cheiro, sabor, esses pequenos recortes de beleza. Encontrou o rumo das mentes criativas que se mobilizam e criam espaços de arte, troca, vida.

Tem arte em Salvador, embora não exista um puta museu renomado internacionalmente. Tem música, embora muita gente insista que hoje só se produz pagodão de letra duvidosa nas esquinas. Tem cultura, tem cadência. Quem não achou é porque está procurando no lugar errado. Já concordo.

Lembrei clarito dessa história quando me vi anos depois naquela roda em Montevidéu perguntando às pessoas: você já assistiu alguma peça-show-musical no Sodre ou Solís? Tomou um cafezinho no pátio do Museo Nacional de Artes Visuales? Foi em alguma feirinha cool-hipster do Sinergia Design? Viu alguma exposição no impressionante Espacio de Arte Contemporaneo? Assistiu o por do sol na Plaza Virgilio? Participou de alguma oficina ou baladjenha alterna na Casa Wang

E fotografia, cê gosta? Sabe da Casa Arbus? Que mané só tem chivito e parrilla, tá ligado no restaurante indiano ali em Pocitos? A cozinheira veio da Índia mesmo! E no peruano lá do centro? Ah, mas as arepas venezuelanas que já vendem até a mistura pronta para fazer em casa nos supermercados você já viu, né? E o Pittamiglio, dizem que o castelo é o maior templo da alquimia no mundo todo, umas histórias que arrepiam! Como assim nunca viu? Tem uma réplica da Vitória de Samotrácia na frente, uma estátua sem cabeça e com asas em cima de um barco num prédio na cara da rambla! 
Participou de algum ensaio de candombe? Eu sei, nem todo mundo gosta mesmo. E tango, sabia que é um ritmo uruguaio também? Tem um museu chiquito simpático ali na esquina do Palacio Salvo. Curte jazz? Toda terça tem no El Mingus, é lindo! Gosta de cozinhar, já ouviu falar do Gaucha Estudio de Cocina? Tem propostas interessantíssimas, adoro! 

E a Casa de los Frutos, demorou mais apareceu uma lojinha que vende comida sem gerar lixo com plástico, tem até desconto quando levamos nossa embalagem de casa, sensacional. Inspiração? Rolam uns encontros gratuitos do Creative Mornings com uma galera mó criativa trocando ideias, dividindo experiências, super bacana...

E eu poderia seguir cutucando, sugerindo lugares fora do 'circuito comum', atividades que acontecem diariamente em Montevidéu, inclusive muitas disponíveis gratuitamente.

A maioria dessas perguntas que eu fiz tiveram um não como resposta de pessoas que afirmavam com toda segurança que não tinha nada legal/diferente/inteligente rolando em Montevidéu. É curioso, não? Para refletir na próxima vez que começar a maldizer qualquer lugar hehe.

Quis começar o ano do blog com esse texto com essa mirada irritantemente positiva para a vida ao nosso redor. Tô inspirada para voltar escrever depois dessa pausa de 2 meses e férias com muitos rolês bacanudos pelo Uruguai amado.

Feliz ano novo e que esse novo ciclo seja cheio de novas perspectivas e alegrias! <3




* Nosso blog é um projeto independente, todo o conteúdo é preparado com muito carinho e honestidade. As experiências aqui compartilhadas são bancadas majoritariamente do nosso bolso. 

Participamos do programa de afiliados da Booking.com, isso quer dizer que reservando a hospedagem no site deles através desse link - para qualquer hotel no mundo - você ajuda o blog a ganhar uma comissão sem pagar nada a mais na sua diária. Se você gosta do nosso trabalho, dá uma forcinha! Do lado de cá, prometemos continuar trazendo as melhores e mais originais dicas do paisito para tornar sua viagem mais incrível! Mil gracias!

16 comentários

  1. Adorei!!! Já fui à Montevideo duas vezes e quero voltar. Amo esse lugar, mas também já ouvi tantas pessoas falando a mesma coisa "não tem quase nada para fazer", acho triste porque vejo tanta magia, tanto lugar bacana (e olha que não conheço a maioria dos que você citou). Adoro o blog. Bem vinda de volta das férias! Feliz 2019

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também vejo muita magia <3
      Muito obrigada pelo carinho! Feliz ano!

      Excluir
  2. Povo quer fazer check in nos pontos turísticos!
    Tão bom acordar nas férias sem hora, sair batendo perna, sem TER QUE VER O MUSEU TAL. hahahahhaa
    já fui 3 vezes pra MVD e já to programando a quarta vez... por isso vim fuxicar seu blog! hahahahaha

    ResponderExcluir
  3. Fui a Montevideo agora no começo do ano e usei muitas das suas dicas. E realmente amei a cidade, já estou programando voltar ainda esse ano.

    obrigada pelas dicas e seu blog é incrível1

    Obrigada por todas as dicas!

    ResponderExcluir
  4. Rachei de rir aqui, pois uma das coisas que mais me atrairam em Montevideo, foi o atendimento ao cliente que tive nas lojas que entrei. Eu ODEIO vendedor me rodeando, enchendo o meu saco. Achei um luxo, entrar nas lojas, ser observado de longe e somente através de um sinal, ai sim, ver um vendedor se aproximando e se colocando à disposição. =]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também odeio vendedor atrás de mim em qualquer lugar do mundo haha, não é sobre ficar pentelhando cliente que eu falo, é sobre atendimento péssimo quando existe necessidade, sobre legalmente a vulnerabilidade e hipossuficiência do consumidor não ser a regra (saudades real disso haha).
      Ex.: compramos um carro 0km que na primeira semana começou a vazar água, ligamos para a concessionária e escutamos 'uh, que mala suerte, chame a assistência da Hyundai', em outras palavras 'não tenho nada a ver com isso, se vire com o fabricante'. Daí liguei e não tinham a peça nem sabiam quando ia chegar, podia levar 1 mês ou 6. Eu tinha gastado alguns milhares de dolares na loja e 'uh, mala suerte', rá!
      Era um problema que eu conseguia usar o produto (com inconvenientes, mas conseguia), demoraram mais de 30 dias para trocar a peça, se fosse um problema de fábrica que impossibilitasse o uso, ficaria parado e ninguém se responsabilizaria.
      Tb já comprei um aspirador de pó da Samsung que pifou, liguei pra loja e 'que sorte cê comprou garantia, né?'. Sorte um abacate, me fale de direitos hehe! Nops, resolve lá com a assistência da marca... e poderia seguir contando causos.

      Até isso das lojas que te deixam a vontade só é lindo até a medida que vc precisa de atenção haha, exemplo eu preciso provar os 2 pares de sapato sempre e não sei pq raios no Uruguai os vendedores só te dão UM pé, aí é cada cara de bunda qdo peço AMBOS, enfim... dizer que é pura amabilidade e buena onda o atendimento/serviço no Uruguai é ainda não ter experimentado o suficiente hehe, mas eu amo mesmo assim haha e que lindo vc teve boas experiências <3

      Excluir
  5. Ah! Estarei de 15 a 22 de fevereiro em Montevideo, se por acaso rolar algum encontro de brasileiros durante este período, me coloco a disposição para cozinhar [veja bem, estou em MG e a culinária aqui, já viu...né? =]
    Tenho planos de mudança neste ano e seria legal conhecer essa galera. xistolopes@gmail.com @xistolopes Bjoooooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal, Xisto! Tem grupos no facebook de brasileiros que moram no Uruguai que facilitam esses encontros (geralmente rola muito barraco hehe, mas tem tb eventos e o pessoal se ajuda vez ou outra), dá uma olhada na próxima! :)

      Excluir
  6. Sabe, fui em Montevidéu faz pouco tempo e passei somente 8 dias aí. Eu queria passar mais tempo. Pensei "mas passar mais tempo pra quê?". Pra andar por suas ruas, conversar com os uruguaios e compartilhar de sua amabilidade, ver todos os dias a cidade do mirante da Intendencia e ler um bom livro por lá e quando a tardinha chegasse dar uma volta na rambla para ver o por do sol e mais uma vez observar o jeito amável e quieto dos uruguaios. Na verdade eu queria morar em Montevidéu e não ser mais um turista. A cidade é encantadora, mas infelizmente nem todos conseguem ver o encanto calmo de Montevidéu. É uma cidade para "quedarse". Pra se demorar. Um dia ainda moro aí! Morro de inveja de você...rsrsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente a cidade não é um encanto que cativa todo mundo, mas quando esse borogodó de Montevideo pega em alguém, aff não sai nunca mais haha! <3

      Excluir
  7. gosto do seu blog, meu sonho é ir morar no Uruguay com minha família, sou aposentado como professor e minha esposa esta se aposentando como professora e minha filha esta se formando em Direito.

    ResponderExcluir
  8. Sensacional! Eu e meu marido fizemos uma road trip pelo Uruguay entre o Natal e o início desse ano. Fomos de Punta Del Diablo até Colonia Del Sacramento. Quando questionados onde passaríamos o Reveillon e falávamos que seria em Montevideo, muita gente fazia cara feia - todos uruguaios! Não nos arrependemos nenhum momento por reservar 4 dias e 3 noites da nossa viagem para conhecer Montevideo. Nos encantamos com a linda arquitetura, com as ramblas e com a farta gastronomia. Claro que achamos algumas coisas desagradáveis, mas, em geral, só lembramos das coisas boas. Amamos Montevideo e, sem dúvidas, seria a única cidade uruguaia que eu arriscaria viver :) Amo seu blog, ele foi meu guia durante a viagem!

    ResponderExcluir
  9. Amo a cidade!!! E agora com a minha prima morando aí, estou voltando pela 4ª vez em novembro. Sempre fico pra morrer quando leio em algum site que dá pra fazer a cidade em 1 ou 2 dois. Todas as 3 vezes que fui, não repeti nenhum lugar e ainda tenho uma lista bem grandinha pra conhecer. A cidade e os uruguaios são apaixonantes!!

    ResponderExcluir