Feirinha da Villa Biarritz

Até a semana passada tinha certeza que já havia um post sobre a Feirinha da Villa Biarritz no blog, fui procurar o link para deixar numa resposta e cadê? Ainda não tinha nada!

Pouco justo, porque é um lugar que gostava bastante de ir dar aquela olhadinha

É, sou dessas pessoas que gostam de olhar e lá é ótimo para essa atividade: primeiro porque está num bairro muito agradável, você pode só dar uma volta, olhar o movimento e se jogar numa praça comendo algum chivito ou choripan dos carrinhos que estão por aí. Depois porque tem muita coisa diferente na feira, de artesanatos e roupas a frutas e moveis  rústicos.

A feira da Villa Biarritz é muito parecida com a feira do Parque Rodo, uma acontece aos sábados e a outra aos domingos, a maioria dos expositores trabalham em ambas, porém achava mais fácil encontrar coisas bacanas lá na Villa Biarritz! 

Ir a uma feira e sair com comprinhas legais é questão de sorte, pois nem sempre a qualidade ou design dos produtos agradam, né? Já fui e voltei de mãos vazias, já fui e voltei cheia de mimos baratinhos! 

O mais comum de encontrar com aquele preço camarada são produtos como cachecol, blusas de lã ou vestidinhos básicos dependendo da estação, objetos para a casa (como quadros ou molduras, luminárias, puffs, etc) e botas de couro (essas já não são baratas, mas tem bastante opção).

Talvez a feira do Parque Rodo seja mais atraente por ser um passeio bem família aos domingos, os pequenos estão brincando em todas as partes, casais ou grupos de amigos estão espalhados pela grama mateando e há ainda artistas de rua, eu como turista iria preferir conhecer algo onde tivesse mais contato com a vida local, sem contar que a vista da Playa Ramirez no fim da tarde é fantástica e o churros com doce de leite uruguaio é tentador demais rs. 

A feira da Villa Biarritz é mais interessante para quem já vive na cidade ou está viajando com tempo disponível e é chegado numa feira, claro que aí também é possível ter contato com os montevideanos, mas já não há aquele climão família que comentei acima. 

Saindo da feira é possível conferir vários cafés que estão pela rua 21 de Septiembre ou ir almoçar uma rica milanesa no restaurante Milamores, por exemplo! ;)

P.S.: a feira acontece também na terça-feira, mas nunca fui dia de semana para confirmar se funciona igualzinha ao sábado. O horário é das 9h às 15h.

Endereço: José Ellauri y José Vázquez Ledesma (fica perto também do Punta Carretas Shopping).










Abraço!

8 comentários

  1. Mile, seus posts merecem um livro, sabia? SEMPRE ÓTIMOS! Obrigada e farei meu roteiro baseado em suas super dicas! OBRIGADA!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rs querida, muito obrigada pela gentileza!

      Aproveite bastante sua viagem! ;)

      Beijo!

      Excluir
  2. Mille, uma pergunta nada a ver com o assunto do post, porem sobre o pais. No seu convivio ai, no Paraguai, como voce sente o clima em relacao a gays ou preconceito geral? Estou fazendo uma pesquisa, pois me interesso em morar, mas gostaria de esclarecer essa duvida com alguem que mora ai. O preconceito e existir, pode ser se comparar maior ou menor, que Brasil? Obrigada, parabens pelo blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vanessa!

      O blog é sobre o Uruguay, nunca estive no Paraguay.

      Se você se confundiu escrevendo e a pesquisa é realmente sobre o Uruguay, deixo minha impressão: sim, ainda há preconceito e muita piadinha de mal gosto!

      Raríssimas vezes vi casais homossexuais andando de mãos dadas ou fazendo carinhos em público, a não ser em lugares declaradamente GLS.

      Acho que no Brasil as pessoas expressam mais sua sexualidade, no Uruguay ainda sinto que as pequenas coisas avançam timidamente, apesar de já terem legislação e tudo mais nesse sentido.

      Geralmente o uruguaio mete menos o bedelho na vida alheia, capaz não digam nada, mas intimamente se você perguntar, muita gente guarda pensamentos retrógrados.

      É contraditório mesmo, ou talvez seja só minha visão equivocada...

      Abraço.

      Excluir
    2. Oi Mille, perdao! Era Uruguay mesmo. Confundi na hora de escrever. Enfim, pelo menos, os uruguaios sao pessoas calmas, ne? Nao se metem na vida alheia diferente daqui no Brasil rs. Obrigada pelas informacoes!

      Excluir
  3. Adorei o blog, tem várias dicas super úteis, irei pela primeira vez em agosto e já estou fazendo toda a programção, mas eu queria saber se a feirinha ródo, vale a pena ir??
    Pois já fiz toda a programação e só terei dia "livre" mesmo no domingo..
    Obrigada =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gabi!

      Muito obrigada pela visita, que bom as dicas estão sendo uteis! :)

      Eu gosto muito de ir lá no parque aos domingos, mas não espere encontrar nada em especial para comprar na feira, por exemplo!

      Na verdade o que eu curto mesmo é o climão da área: o espaço verde é bonito e é ótimo ficar jogado lá batendo papo e/ou olhando a vida passar, gosto de ver as exposições fotográficas que a cada tanto aparecem por lá, os brinquedos e as crianças, comer churros nas barraquinhas ou uma pizza na Rodelu, andar na rambla da Playa Ramirez, dar uma volta na feirinha, etc.

      Eu acho que vale a pena, mas você pode não ver graça em nada disso.

      Abraço!

      Excluir