4 passeios diferentões em Punta e arredores

Todo ano quando as temperaturas começam a cair a caixa de e-mails começa a subir com dúvidas sobre Punta del Este: afinal, tem o que fazer quando o verão acaba ou não?

Dicas Punta del Este no inverno

Entendo que é difícil pensar na logística do roteiro quando a imagem que se vende é um balneário com atividades praieiras, corpos bronzeados e festinhas glamourosas no after beach, aí quando o inverno chega e a praia não pode ser mais a protagonista é comum ficar um espaço em branco nas ideias. 

Quem só conhece Punta no verão não consegue visualizar como a cidade se transforma no inverno, e vice-versa. São cidades totalmente diferentes, mas uma coisa é certa, dá para ser feliz e aproveitar muito a viagem em qualquer estação.

E hoje - com esse título apelativo hehe - quero trazer algumas propostas bacanas que fogem do conceito praia e dos clássicos pontos turísticos (aka Los Dedos, Igreja La Candelaria, Casa Pueblo, Conrad que também devem estar no seu roteiro) e pegam bem o ano inteiro para vocês não terem mais dúvidas se dá para aproveitar a cidade sem o pé na areia! :)

Vamos lá conhecer os passeios diferentões escolhidos?

  • Enoturismo
Vinho combina com inverno, não canso de dizer. E nada melhor do que uma degustação numa vinícola, conhecer os vinhedos e detalhes sobre o processo de elaboração é sempre um passeio gostoso.

Punta del Este conta com boas opções para fazer enoturismo, já comentei por aqui que a vinícola Alto de la Ballena é uma ótima opção para visitar na região e se esbaldar com os vinhos uruguaios.


  • Degustação de azeite de oliva
Faz um tempinho que as serras de Maldonado - o Estado onde se encontra Punta del Este - desponta na produção de azeite de oliva. 

O produto uruguaio está entre os melhores do mundo e a Colinas  de Garzón é um mega empreendimento, todo elegante e belo - a cara desse lado chique e badalado de Punta - que oferece visitas guiadas e degustações.

A Colinas de Garzón ainda merece um post só dela porque há um mundo de atividades por lá, além dos azeites maravilhosos, eles produzem vinhos excelentes e dentre as propostas de lazer tem até passeio de balão. Já pensou que sucesso voar pelo céu e olivares de Punta? 

A bodega fica a mais ou menos 1h do centro e dá para contratar o transfer (ou pacote completo já com degustações) nas agências de turismo locais. 

Para quem estiver com carro alugado (acho o melhor jeito para desfrutar a viagem, tem muita coisa interessante que está fora de Punta e é inviável fazer por conta/usando transporte público, por exemplo), a sugestão é fazer uma parada no meio do caminho em José Ignácio e curtir a vista do farol.


O que fazer inverno Punta del Este

  • Museu Rallí
O bairro Beverly Hills é mais conhecido por suas suntuosas mansões, mas guarda uma joia que poucos turistas brasileiros experimentam conhecer: o Museu Rallí.

Um acervo de alto nível num lugar maravilhoso, a casa foi construída especialmente para esse fim e conta com exposições permanentes de artistas latinoamericanos contemporâneos e grandes nomes do surrealismo, lá encontramos obras de Botero a Salvador Dalí. 

É um museu que vale a pena até para quem diz que não gosta de museu, sério. Os pátios internos são uma lindeza só, impossível ficar indiferente ao pátio que está cheio de esculturas, é uma graça. 

E a entrada é gratuita, palavrinha que faz os olhos brilharem em Punta del Este! 

Trata-se de uma entidade privada sem fins de lucro, fundada por um banqueiro aposentado e colecionador, o projeto em Punta foi o primeiro, hoje já são 5 museus ao redor do mundo (Chile, Israel e Espanha), não aceitam doações ou subsidios de terceiros e não têm nenhuma atividade comercial em paralelo, por isso não vemos livrarias, cafés ou lojinhas no local. O propósito é única e exclusivamente a difusão da arte. 


  • Fundação Pablo Atchugarry
Continuando nessa vibe das artes, a Fundação Pablo Atchugarry é outro lugar incrível que por algum motivo que não entendo raramente aparece no roteiro dos viajantes.

É uma instituição também sem fins de lucro e com ingresso gratuito, um projeto social e cultural levado adiante baseado no trabalho e prestígio do seu fundador.

Claramente um espaço de união entre arte e natureza, o mais impressionante é o parque de esculturas a céu aberto onde as obras e paisagens se complementam lindamente, apresentam obras de diferentes artistas nacionais e internacionais.

Além do parque aberto que já vale seu passeio, o espaço conta ainda com o atelier do Pablo, onde é possível visitar e eventualmente encontrá-lo em ação, salas de exposição, auditório e sala didática onde se promovem aulas de escultura, desenho, pintura, etc. 

Eu sei que já tem gente se perguntando se realmente vale a pena no inverno por conta da parte aberta e a resposta é sim. Inverno não é sinônimo de chuva todo dia, gente! Pode fazer um dia lindo de céu azulzinho e sol brilhando, só que frio. Ou um dia cinza e também frio. Eu só dispensaria a visita num dia chuvoso ou de muito vento, aí vai depender da sua sorte com o clima nos dias da viagem hehe.


***

Malas preparadas? Espero ter trazido algumas ideias novas para vocês aproveitarem ainda mais os dias frios em Punta del Este e arredores.

No meio do post já conseguia pensar em outras propostas e quem sabe antes do frio acabar pinta por aqui a parte 2 dos diferentões? :)

Abraço!

11 comentários

  1. Olá, o museu vai pro roteiro!! ;)
    Entrada gratuita é legal, mas quando escuto um criança não paga, chego suspirar, haha!
    Aproveitando... Criança de 5 anos paga passagem?
    Vou com minha mãe e meu filho em outubro e gostaria de colocar os 'gastos' com passagem na ponta do lápis, mas na dúvida vou considerando que ele paga!
    Obrigada pelas dicas!!
    Saludos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline! Muito obrigada pela visita! :)
      Sim, crianças maiores de 2 anos já pagam passagem (até 23 meses elas podem ir no colo do adulto pagando apenas taxas e cerca de 10% do valor da passagem).
      Boa viagem! :)

      Excluir
  2. Olá querida Mile, seu blog estar de parabéns .... obrigada por esse carinho conosco.
    vc pode me adc no seu face? No meu perfil meu nome é Jaqueline Castro. Cidade Boa vista rr

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jaqueline! Muito obrigada pela gentileza!

      Vc pode add a página do blog no face e acompanhar as dicas e tirar dúvidas por lá! Abraço!

      Excluir
  3. Boa noite! Tudo joia? Iremos viajar para Montevideu / punta dia 07/10, iremos alugar um carro. Somos em 4 pessoas sendo dois adultos e duas crianças. Gostaria de saber se é mais proveitoso ficarmos em Montevideu ou Punta Ou até mesmo dividirmos a estadia entre esses dois lugares? Desde já, agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Sempre depende do gosto/interesse de cada viajante... coisas para fazer tem nas duas cidades! :)

      Excluir
  4. Mile,

    Viajo em abril/17
    Meu roteiro para Montevidéu já está completo, acho que nem vou conseguir fazer tudo. rsrsr

    Mas em Punta, não tão cheio assim, gostaria de mais dicas. Esses dois museus já entraram para a lista.

    Como é o clima de Montevidéu e Punta em Abril?

    Bjs

    PS: Adoro seu blog, quando comecei a pesquisar sobre Uruguai, me encantei pelo país e suas dicas aumentaram a minha vontade de conhece-lo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Muito obrigada! :)

      O clima é ameno no início do mês e vai ficando mais fresquinho no final.

      Dá para acompanhar nesse site: http://www.accuweather.com/es/uy/punta-del-este/5002/april-weather/5002

      Abraço!

      Excluir
  5. Oi, Jamile! Estive no Uruguai pela quarta vez em setembro de 2014 e também procurei alguns passeios diferentões para fazer. Na época, eu tava meio fissurado em bicicleta e pedalei um bocado por aí: Montevidéu, Punta Del Este (pena que o Museo Rallí estava fechado...) e Punta Del Diablo, de onde saí para conhecer o Parque Nacional de Santa Teresa e a famosa fortaleza!

    Contei tudo no meu blog: https://www.mochileza.com/uruguai-de-bicicleta/ Espero que as dicas possam inspirar e ajudar os visitantes deste post. :D

    Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Olá Jamile!

    Adorei suas dicas. Estive no Uruguai em set/16 e fiquei em Punta apenas 2 dias, então não consegui conhecer muita coisa, porque inclusive em um dos dias fomos para Jose Ignácio (que é perfeito).
    Pretendo voltar para lá me breve e fazer esses passeios diferentes indicados por você ;)
    Fiz um mochilão em setembro e comecei a contar em meu blog, falta muitaaaaaa coisa ainda, mas tem muitos posts legais. Se tiver curiosidade em ver =)

    www.ondecevailoko.wordpress.com

    Beijão

    Helô

    ResponderExcluir
  7. Ameii, principalmente a dica do museu do Pablo Atchu (muito complicado o resto, kk), que ainda não tinha lido nada a respeito. Seguindo todas as dicas do blog, parabéns!!

    ResponderExcluir