3 pratos clássicos de inverno

Começando nossa série de inverno falando sobre costumes e comida: 3 pratos típicos da gastronomia uruguaia que casam perfeitamente com os dias mais frios.

Eu quando cheguei no Uruguai para morar - lá no ano de 2011 - achei muito estranho descobrir que popularmente havia uma seleção de comidas que eles só faziam no inverno.

Na cabeça da maioria dos uruguaios não faz o menor sentido comer ensopados ou qualquer outro prato de caldo quente quando o tempo não está frio. 

Era muito curiosa a reação das pessoas quando me viam comendo feijão fora da estação (na marmita que levava e abria na cozinha coletiva do trabalho, por exemplo), aquela coisa de confirmar clichês: 'vocês comem feijão o ano inteiro MESMO'.

Sim, pra gente uma feijoada cai bem sempre. Faça chuva ou faça sol. E é bonito ver como comida é cultura, aqui em casa as diferenças ficaram muito presentes depois que a nossa filha nasceu. 

Papinha de feijão para guri antes do primeiro ano de vida: como assim, não faz mal? Abacate amassadinho com banana: mas cê tá louca colocando banana no guacamole? Não foram poucas as vezes que precisei dizer que o danado era fruta e para chocar geral complementava informando que comemos inclusive batido com leite e açúcar.  Caras de nojo infinitas hehe.

Aprendi a achar razoável encontrar alguns dos meus pratos preferidos apenas em determinados meses do ano e até concordo que tem lógica deixar essas comidas contundentes para os dias frios: aquece a alma e dá uma levantada no corpo, apesar de continuar seguindo o coração cozinhando tudo o ano inteiro hehe. 

Se a sua viagem vai acontecer entre os meses de maio e agosto, considere-se sortudo! Você terá a oportunidade de provar essas comidas de estação em muitos restaurantes. 

No post de hoje trago três opções ricas em sabor e história. O Uruguai tradicionalmente é um país de imigrantes, muitos dos pratos típicos são adaptações de outras culturas utilizando ingredientes locais, misturando referências.

Um erro comum é achar que a culinária típica se limita ao churrasco. Muita gente viaja e volta - muitas vezes até vive aqui - repetindo esse mito. A comida caseira uruguaia é rica, variada e gostosa.

Os temperos são diferentes, sim. Mais suaves, o uso do sal é bem menor, mas existem boas possibilidades além das carnes na parrilla e essa época é uma boa oportunidade para conhecer um outro lado da gastronomia local.

Agora vamos com aos 3 pratos selecionados: 

Guiso de Lentejas: 

Meu preferido de sempre. Um ensopado de lentilha com linguiça muito saboroso (dá para fazer uma versão vegana que fica igualmente deliciosa). Confort food total. Bem fácil de fazer em casa, a Lu já ensinou a receita clássica nesse post

Dica inverno no Uruguai
Foto @_alvin_ph

Puchero:

Um caldo cheio de carnes e verduras. No puchero vai sempre batata, abóbora, cenoura, repolho,  alho poró, cebola, milho na espiga cortadinho, toucinho, carne (ossobuco, peito e/ou outros cortes de segunda) e linguiça.

Algumas versões podem incorporar ainda grão de bico, pimentão vermelho, nabo, aipo, galinha, morcilla (a linguiça de sangue das bandas de cá, achava nojenta, confesso hehe, mas é só descartar a bendita).

Estava aqui procurando um vídeo da receita no Youtube, só encontrava versões de programas argentinos e já que estamos falando também de costumes, aqui vai uma curiosidade: grande parte da programação televisiva uruguaia é uma reprodução de programas lá dos hermanos.

Levamos mais de 2 anos sem tv em casa e hoje lembrei claramente a motivação: odeio a programação da tv aberta argentina. 

É muito ruim, uma mistura de Sônia Abrão, Luciana Gimenez e Rodrigo Faro apresentando juntos todos os programas da manhã e tarde (a fórmula quase sempre é um carinha, uma modelete e um jornalista mais maduro). Todos. Os três. Juntinhos. Não dá.

Para arrematar, a música de fundo é alta, bem alta, com as pessoas falando - as vezes todas ao mesmo tempo - em cima. Assistam e fiquem irritadinhos comigo haha:


E aí, sou doida ou o formato é ruim mesmo? Me contem nos comentários, por favor hehe.

Buseca:

Mais um prato potente para a lista. A buseca me lembra muito a dobradinha baiana, um cozido de feijão branco com bucho picado. Não curto bucho, mas assim como na dobradinha, o conjunto acaba deixando o prato saboroso.

Outra curiosidade do dia a dia é o uso da panela, lá na Bahia a gente taca tudo na panela de pressão e voilà: comida pronta em meia hora. Cresci com o barulhinho da pressão hehe. Por aqui encontramos fácil a panela para comprar, mas não tende a ser parceirona nas cozinhas.

O mais comum é fazer essas comidas de inverno num caldeirão que fica no fogo um tempão. O resultado é excelente também.

***

A temporada de frio já começou, a paisagem está ganhando novos tons, os abrigos ocupando espaço no armário e pratos clássicos e quentinhos aparecendo nos cardápios: o inverno definitivamente pode ser uma delícia! 

É o que espero trazer nessa série, dicas boas para aproveitar o melhor da estação! Semana que vem tem mais e espero que vocês gostem tanto de acompanhar como estou gostando de escrever! <3

Para quem se animou a experimentar a culinária uruguaia além do óbvio, fica a dica para conferir a edição Ollas del Mundo do Garage Gourmet, um evento gastronômico que acontece no EAC nos dias 9 e 10 de junho todinho dedicado aos pratos de inverno.

A entrada é gratuita e funciona das 11 às 17h. Mais info aqui.

O EAC - Espacio de Arte Contemporaneo - é um lugar que por si só já merece uma visita, uma antiga prisão transformada em espaço cultural.

Para quem chega em outra data, deixo a dica de um restaurante que aposta sempre nos sabores uruguaios: o Tona que fica ali entre Pocitos e Punta Carretas, oferece pratos tradicionais o ano inteiro (não é jabá, nunca é, mas podem me convidar para provar o menu inteiro, obrigada hehe). Mais info nesse post.

Para mais dicas de restaurantes incríveis, nosso Guia de Montevidéu tem a seleção mais completa dos melhores bares, cafés e restaurantes da cidade, mais roteiros originais para 5 dias, sugestões de bate e volta, uma lindeza só. 

O guia promete transformar a sua viagem (agora sim é jabazão do amor hehe!). Adquira o seu aqui e colabore com o bloguito

Abraço e até breve! :)

8 comentários

  1. Adorei o post! Fui em Março deste ano, entao ainda estava beeeeem quente! Confesso que nao sabia da existencia desses pratos! De fato, no verao, nao se encontra por la! Mas deve ser delicioso! Lentilha com linguica??? Hmmmm eu faço um divino!
    E sobre os programas da argentina: 100% de razao! Sao insuportaveis! Eu adoro assistir tv aberta qdo viajo para outro pais, mas no caso de argentina e uruguai assisti tipo 2 dias, 10 minutinhos enquanto escovava os dentes e arrumava alguma coisa no quarto e pronto! Depois disso, viva a TV a cabo com canais normais!!!hahahah no hotel mercure de punta carretas tinha ate TV globo! Assisti o jornal nacional!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Mile, tá boa? Como sempre, muito obrigada por todas suas dicas. Ainda estou em Montevidéu e fiz muita coisa de roteiro de ideias dias. Ontem a noite, por exemplo, fui jantar no Restaurante Blanes, da fábrica de pastas, e foi muito gostoso, além de ter jazz tocando. Parabéns pelo seu blog.

    ResponderExcluir
  3. Baita post Mile. Valeu! Final de junho estarei em MVD. Gostei muito do TONA. Eles tem infra para criança pequena, como trocador ou cadeirão? Abraços

    ResponderExcluir
  4. Ótimo post, como sempre!!! Realmente, ninguém merece tv aberta....acho que fazem uns 12 anos que não assisto tv aberta aqui no Brasil...não tem nada que preste...só uso a tv para filmes e séries e olhe lá...hahaha....
    Guizo de lentejas..uma delícia mesmo!!! Amo suas dicas e a forma que escreve!!

    ResponderExcluir
  5. Olá Mile ! Moro em Porto Alegre e todos os anos vou á Montevideu com minha esposa..Recorro as suas boas dicas de lugares , restaurantes.. tem sempre algo novo legal de ver no blog
    CONTINUE ESCREVENDO SIM !!

    ResponderExcluir
  6. Caramba, nunca tinha ouvido falar de nenhum dos três! Fui duas vezes já para o Uruguai e fiquei com uma percepção (me corrija estiver falando besteira) de que não é muito abundante em comidas frescas, saladas, frutas, como no Chile por exemplo.

    Me fartei de massas e churrasco, pois óbvio, mas meio que me via perdida quando o assunto era uma comidinha mais ao natural!

    Beijos e como sempre obrigada pelas postagens!

    Se quiser conhecer meu blogue, morrerei de alegria:

    http://melhorqueperfeito.com.br

    ResponderExcluir
  7. Cara Mile,
    Seu Blog tem sido muito útil no planejamento da viagem que farei com meu marido, de moto, partindo do Rio com destino ao Urugaui. vamso pernoitar em Punta, Montevideo, Colonia, no Hyatt de Carmelo e nas Thermas de Arapey ... Peguei varias dicas com seus posts, e as comidas de inverno com certeza estarão no nosso roteiro. Vamos em agosto e ja em preparei para o frio com camadas (como os bebes)!Ja vi algumas vezes vc comentando sobre as condições das estradas, mas nada muito detalhado. Consegui alguns mapas mas continuo sem um depoimento atual sobre as condições das estradas, principalmente de Carmelo ate Arapey e de Apapey ate a fronteira em Quarai. Vc poderia me ajudar? desde ja agradeço seu emprenho em mostrar o Uruguai para nós barsieilros. Seu trabalho é sensacional!Obrigada, Elisa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse ícone e essa foto de perfil foi minaha filha que colocou! Bjs Elisa

      Excluir