Colonia: Albertine Café

Temos um café preferido em Colonia? Ô se temos: o Albertine Cafe.

E digo mais, bastou uma visita para alçar ao posto de preferido. 

Já queria conhecer o local há tempos, desde a primeira vez que tive notícias favoritei na agenda e fiquei esperando a oportunidade de passear na cidade. 

Primeiramente, me chamou atenção ser um projeto de uma família brasileira - admiro, acho que é preciso o dobro de coragem para empreender fora de casa - logo o cuidado nos detalhes, eles passaram meses restaurando a casa, uma preciosidade daquelas do centrinho histórico de Colonia. 

Daí quando puderam abrir as portas ao público, aconteceu o que? A pandemia. Duas semanas depois. Duas, minha gente. Restrições, fronteiras fechadas. Não consigo imaginar o jogo de cintura para virar a chave sendo tudo tão recente, mas com muita criatividade e competência eles conquistaram uma clientela fiel nesse tempo, o que me pareceu conseguir o improvável numa cidade chiquita que vivia bastante do turismo.

O espaço é lindo, mas longe dessa beleza óbvia e plastificada. Tem poesia, tem alma, essa subjetividade que abraça, que faz a gente achar gostosinho entrar e ficar.




Tudo que provamos estava uma delícia. Cheirinho de café no ambiente e bolo fofinho bem como eu gosto (tenho problema com bolo seco). O maridón não é lá muito chegado em doces, sua sobremesa da vida é sempre brownie, já dá para adicionar no curriculum que é sommelier de vinhos and brownie hehe. Pois, foi o pedido dele lá no Albertine. O veredito? Melhor do que o seu!

Não abalou meu ego de confeiteira (nos permitimos o sincericidio habitual, além disso tava rolando um desapontamento na parte doce dessa viagem, cada vez que a sobremesa chegava, mais gostava das minhas receitas hehe), fiquei foi bem feliz com o achado. 

Pedimos ainda pão para levar para nossa casinha temporária em Colonia (espero voltar trazendo essa dica de hospedagem também) e brilhou no cafe da manhã.



O Albertine é uma cafeteria de especialidade com produção limitada e artesanal. O Thiago é o barista e a Juliana a panadera e confeiteira.  Gente fina, elegante, com consciência política e sincera. Vida longa a esse projeto, quero voltar em breve para outro dedo de prosa e mais gostosuras.

Passem lá também e me contem! Até a próxima! <3

Nenhum comentário