A feira de Tristán Narvaja em Montevidéu

Um clássico que acontece aos domingos em Montevidéu. 

Acho que todo mundo que começa a armar um roteiro pela cidade encontra a feira na lista do 'tem que ir'.

Mas rolam certos exageros nos relatos e vejo alguns viajantes pouco entusiasmados depois da visita.

Primeiro ponto que acho importante esclarecer é que a feira não é para todo mundo, não é todo perfil de turista que vai sair encantado de lá. 

Outro ponto que muita gente faz confusão é pensar que é uma feira de antiguidades ou algo nos moldes da feirinha de domingo de San Telmo em Buenos Aires.

E não, a feira de Tristán Narvaja não é assim. Ela tem antiguidades, dá para garimpar vários objetos de coleção e peças vintages lindas, mas ela não é só disso. 

O que fazer em Montevidéu

Você vai passar pelo vuco-vuco de feira de frutas, verduras, queijos e vários itens de inutilidades para o lar e outras quinquilharias. 

Vai ver gente vendendo roupa nova e usada, vendendo animais de estimação, plantas, artesanatos, discos, etc. 

E vai encontrar as senhorinhas que vão religiosamente todo domingo arrastando o carrinho para fazer a feira da semana e também alguns turistas fazendo selfies.

É grande o espaço. É grande a mistura. E a experiência é bacana se você vê graça nesse caldeirão todo.

Feira Tristán Narvaja em Montevidéu

Se você não se vê atraído por feiras populares, por coisas antigas, se prefere um passeio no shopping com ambiente climatizado e mais organizadinho, não adianta forçar a barra porque todo mundo diz que é legal. 

Já levei minha mãe na feira e ela adorou o passeio, quis comprar meio mundo de coisas, de cacarecos para casa e souvenirs para as tias de Salvador a verduras para o almoço do dia seguinte e roupinhas de bebê (nessa época de frio há roupinhas de lã e linha bem bonitinhas - e baratas - para os pequenos). 

Ela achou o máximo ver os uruguaios aos bandos, andar pelas ruas apertadas com barraquinhas de um lado e do outro e poder acompanhar o movimento do cotidiano daquela gente toda.

Mas eu já desisti de levar outros amigos turistas a feira por saber de antemão que eles chegariam lá e ficariam com aquela cara de 'festa estranha com gente esquisita - já quero ir embora'. Daí o melhor foi adaptar o roteiro com outra atividade para a manhã de domingo e fomos todos felizes rs.

Quem tiver disposição para se jogar na feira, verá que são várias quadras ao longo da rua Tristán Narvaja e também em algumas ruas transversais. 

A feira funciona das 9h às 16h, mas às 15h o movimento fica mais caidinho e muitos feirantes começam a desarmar os postos, então é melhor chegar mais cedo.

Em muitos trechos as barraquinhas estão no meio da rua e na calçada, o que nos obriga a fazer um zig zag bonito para ver uma coisa aqui e outra ali. 

Os produtos muitas vezes não obedecem uma ordem de exposição, eles aparecem juntos e misturados, você passa e tem uma barraquinha de mates, a seguinte é de verduras, a outra de roupas, etc. 

Mas também há áreas onde as coisas se concentram, como ocorre na altura da faculdade de Psicologia: todo o espaço é ocupado por vendedores de livros, uma perdição para quem se deixa levar pelo encanto das letras. Há livros novos, clássicos, infantis, científicos e publicações para colecionadores.

Feira de Tristan Narvaja em Montevideu

Descendo um pouco mais, entre a rua Uruguay e Paysandu, encontramos antiquários e barraquinhas com muita louça e objetos do tempo da vovó. Para muitos aí está guardado o verdadeiro tesouro da feira.

Antiquários em Montevidéu

A feira de Tristán Narvaja surge todos os domingos há mais de 100 anos, dizem que é o lugar onde encontramos de tudo um pouco, passando por coisas que estamos buscando a outras que nunca pensamos ou necessitamos comprar. 

Vá de coração aberto para observar as excentricidades e obviedades, e lembre-se que é uma feira de rua: menos é mais. O look do dia pode ficar bacana na foto, mas não esqueça daqueles cuidados básicos das cidades grandes.

Para terminar, divago um pouco sobre um comentário que vejo com frequência em relação ao domingo em Montevidéu ser um dia morto, um dia perdido para o turista, morando aqui essa ideia é um tanto difícil de engolir. 

Não que seja mentira quando afirmam que a maioria das atrações estarão fechadas, mas já acho tão normal e saudável as pessoas terem o domingo como um dia para descansar, curtir os amigos e a família, tomar um mate ou andar de bicicleta na rambla que não consigo ficar #chateada porque meu restaurante favorito não está aberto, sabe?

Mesmo sabendo que o domingo seria um dia bom para fazer dinheiro, muita coisa fecha e na segunda-feira o mundo continua girando. 

Isso não quer dizer que não tem nada para fazer. Eu sempre encontro o que fazer.

Se desfrutar de uma boa prosa, da companhia de outras pessoas, da beleza do fim de tarde, de caminhar na areia da praia sentindo o vento na cara parecer pouco, você pode ocupar o dia dando um pulo no Parque Rodo para aproveitar o parque, a área verde, o pedalinho, a fotogaleria; ou pode ir tentar a sorte num cassino; assistir algum jogo de futebol no Estádio Centenario; visitar o MAM e provar uma cervejinha artesanal ou tomar um cafezinho com algum doce de leite por lá, há tantas possibilidades...

Bons passeios, boa viagem! ;) 

29 comentários

  1. Não consegui ir à feira porque choveu no domingo em que estava em Montevidéu. Apesar de achar que não devo gostar muito, vou fazer um esforço maior na próxima oportunidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nilton! Se optar ir, espero que consiga se divertir!

      Abraço! :)

      Excluir
  2. Programa Imperdível, Mile!! Espero voltar com preciosidades!!! Abs Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também curto, Ana! Espero que tenha conseguido garimpar bastante! :)

      Excluir
  3. Respostas
    1. Que ótimo, Alessandra! Espero que tenha se divertido! :)

      Excluir
  4. Será que vai funcinar no feriado de Finados?

    ResponderExcluir
  5. Lendo as tuas dicas, programei minha viagem para chegar num sábado (isso foi em 2013, nov) e foi um baaaita acerto... Um super barato.
    Fiquei hospedado no Centro... acordei cedo, tomei café e sai à pé para a Tristan Narvaja...foram 8 quadras até lá... Eu e minha esposa nos divertimos muito curtindo toda a diversidade... e de lá veio uma xícara encantadora que guardamos com muito carinho lá em casa... foi uma manhã inesquecível de um lindo domingo. Na hora do almoço, pegamos um táxi e fomos até a "La Pulperia" onde o almoço não poderia ter sido melhor... Depois do almoço seguimos também à pé até o Parque Rodo, onde deu tempo para descansar e até tirar um cochilinho sob as árvores... Depois experimentamos os churros e nos pusemos a caminhar pelas Ramblas... A tarde foi caindo enquanto caminhávamos e nas proximidades do Ibís, paramos e resolvemos aguardar o pôr do sol... Foi lindo e inesquecível... depois, ainda resolvemos seguir novamente à pé até o Hotel, terminando um roteiro bem longo e prazeiroso. Andar ainda é o melhor meio para sentir um lugar... e Montevidéu nos permitiu esse prazer.

    Claro que deu para perceber que há uns "gatunos" nas Ramblas, esperando o vacilo de turistas desavisados... por isso, é bom ficar sempre esperto com bolsas, carteiras, essas coisas... mas a predominância é do povo se divertindo, curtindo aquela belíssima paisagem...

    Adoramos !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rogério, que relato maravilhoso! Vocês mostraram lindamente que o domingo em Montevideo pode ser incrível, sim! Arrasaram!

      E na rambla é bem assim, tem gente esperando vacilo, mas a maioria está curtindo a vida! Fico muito feliz que vocês aproveitaram ao máximo a viagem! Abraço!

      Excluir
  6. Maravilhosa esta feira! Toda vez que vamos a Montevideu nos programamos para passar o domingo ali e fazer a visita. Realmente tem de tudo; mas as antiguidades nos chamam mais a atenção (apesar de estarem meio escassas ultimamente). Obrigada pelos relatos.
    Abraços
    San & Dan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pela colaboração! Que vocês sigam se encantando com a feira e Montevideo nas próximas viagens! :)

      Excluir
  7. Muito cuidado com suas bolsas e carteiras!!! Estou aqui em Montevideo e acabei de ser assaltado na feira de Tristan Narvaja

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cuidado cabe em qualquer lugar sempre! Que tenha terminado tudo bem na sua viagem, apesar do contratempo. Abraço!

      Excluir
  8. Ótimo texto. Agora eu quero é saber dicas de onde tomar uma cerveja artesanal em Montevidéu. Vou para aí na semana que vem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rsrs! Muito obrigada, Paulo! Tem um post sobre pubs irlandeses e outro só sobre cervejas artesanais e pontos de venda, espero que tenha visto antes da viagem e que tenha aproveitado bastante! :)

      Excluir
  9. Soube que tem uma outra feira menor em frente a catedral, você sabe algo sobre ela? como se chama? e quais dias funciona? muito bom o post :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Não sei se é a que vc pergunta, mas em frente a Catedral de Montevideo há sempre um pequeno (pequenino mini mesmo) mercado de pulgas, supostamente seria aos sabados, mas vejo sempre durante a semana tb pelas manhãs e início da tarde! :)

      Excluir
  10. Olá Ana,
    escrevo para ver se podes me ajudar...quando estive em Montevidéu percebi que havia muitas grades antigas nos parapeitos de janelas e sacadas. Encontrei uma loja de antiguidades que tinha algumas mas perdi o contato. Queria saber se é possível comprar algo como uma grade trabalhada em ferro e trazer para o Brasil legalmente, se tem como e qual o caminho para começar minha jornada. Abraço e parabéns pelo amor e informações com que aborda o Uruguay. Abs
    Leandro
    Leandro_chiste_pinto@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leandro,

      Vc fala comprar desde o Brasil ou viajar e levar? Comprar desde o Brasil não conheço, mas recomendaria entrar em contato com os antiquários e consultar...

      Excluir
  11. Estou organizando uma viagem para o Uruguai e sendo uma grande amante de brechós e feirinhas PRECISO ir nesse lugar, mas com minha sorte imagino que vá chover haha. Obrigada pelas dicas!

    ResponderExcluir
  12. Primeiramente, seu blog é nota mil!!! Estaremos indo a Montevidéu, eu e minha esposa, esta semana e queremos ir a feira e ao mercado do porto no domingo, maas há uma grande dúvida, o mercado do porto funciona normalmente aos domingos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pela gentileza, Silvio! Sim, funciona aos domingos para almoço, mas posso ser chata? Tem muuuuuita parrilla boa fora do mercado que vale a pena conhecer, fiz um post com minhas preferidas, caso tenha interesse! :)

      Excluir
  13. Olá Mile. Também sou de Salvador e irei com esposo e dois filhos ( 5 e 10 anos ) para Montevidéu . Estou acompanhando as suas dicas e amando !! O seu blog é sensacional .Vc tem alguma dica de programação específica para criança ? Tem algum parque de diversões ? E quanto a segurança da cidade, fazer caminhadas ė perigoso ?




    ResponderExcluir
  14. Olá Mile !! Também sou de Salvador e estou indo para Montevidéu em fevereiro com crianças ( 5 e 10 anos ). Alguma dica do que fazer especificamente com eles ? Algum parque de diversöes ? O seu blog é maravilhoso!!! Estou aproveitando muito suas dicas no meu roteiro de viagem.

    ResponderExcluir
  15. Mile, seu blog é de brasileira interessante e educada que perdeu aquela cabeça provinciana e fechada de brasileiro que acha que só o Brasil é o máximo... Sempre que vejo uma homem sem camisa..., fora da praia, e uma mulher gritando na rua, quero morrer de vergonha. Seu blog é interessante, culto e aberto. Parabéns.

    ResponderExcluir
  16. Oi Mile. estou programando uma viagem com minha esposa e adorei sua dica. Mas fiquei em duvida sobre como chegar a feira. Você pode me ajudar? Obrigado

    ResponderExcluir
  17. Eu e marido vamos pra la semana que vem e certamente a feira sera ponto obrigatorio... Muito mais vontade depois do seu texto e das suas fotos. Valeu!

    ResponderExcluir
  18. Hoje visitei a feira de Tristan, dia 23/04/17, valeu muito a pena, foi muito divertido caminhar pelas ruas, em meio a quinquilharias antigas e impossíveis de acreditar que esteja expostas para venda (se pode ter alguém que irá compra aquilas coisas) tem desde rodas de bicicleta, a baterias de celular usadas, até cabeças de bonecas, enfim, é uma zona animada.

    vou dar minhas dicas

    1 leve pesos, ninguém aceita real
    2 vá com calçados confortáveis, pois a feira é enorme!
    3 cuidado nas calçadas, preste bastante atenção no chão e no alto, pois vocês podem bater em algo kkkkkk


    agora uma atualização, a feira está muito, mas muito maior do que a maioria dos blogs falam, eu pelo menos andem em 4 ruas paralelas a Tristan, e todas elas tinham pessoas vendendo algo, muito enorme mesmo!
    Só para ter uma ideia, eu andei por 3:30h e não consegui ver toda a feira kkkkkk

    então, minha opinião, vale muito a pena para um domingo "morto" de montevideu, eu me diverti muito com tudo que vi a venda!

    ResponderExcluir