Montevidéu com bebês

Coincidência ou não, depois que virei mãe tenho recebido várias mensagens sobre viajar para o Uruguai com bebês.

São perguntas sobre dicas do que fazer com os pequenos e outras mais especificas sobre se vale a pena fazer parte do enxoval aqui ou se encontramos determinados produtos nas lojas ou farmácias. 

O que fazer na cidade vai depender muito da idade dos pequenos, se for bebezinho de colo não tem muito o que inventar, né? A minha tem quase três meses e nossos passeios basicamente se resumem a caminhadas na rambla. 

Montevidéu é uma cidade plana e com uma orla bem extensa, o que quer dizer que temos quilômetros e quilômetros para passear com os bebês sem passar sufoco empurrando o carrinho em subidas e descidas.

Montevidéu com bebês

As demais atividades que fazemos são de adultos que ela acompanha no carrinho ou canguru/sling.

E aí claro que organizamos todo o passeio para que fique sempre mais comodo para ela, se vamos almoçar fora no fim de semana, por exemplo, tratamos de sair com ela já de barriguinha cheia e chegar super cedo para não precisar esperar muito a comida e poder escolher a melhor mesa do restaurante (que acomode carrinho, bolsa, não fique embaixo do ar condicionado, na passagem dos garçons ou caminho do banheiro e toda sorte de detalhes que sem filhos jamais imaginei rs). 

Agora se os filhotes são maiores, é preciso incluir no roteiro atividades de entretenimento para eles também. Vou fazer um post com opções para crianças depois, nesse queria focar nas dúvidas de bebês.

Respondendo algumas perguntas:

- Qual leite encontramos?

Já vi o Nan, Similac, Sancor e Nutrilon. 

O Nan e Similac custam entre 470 e 580 pesos, depende da farmácia (acho mais barato na rede de farmácia El Tunel, tem no bairro Pocitos, Punta Carretas e próximo a rodoviária Tres Cruces). O Sancor é uma marca argentina e custa mais barato.

Aqui em casa o aleitamento é misto, testei a Sancor e foram os piores três dias da vida, deu muita cólica na bebê. Hoje usamos apenas a marca Similac.

- E fraldas?

Vendem nos mercados, farmácias e aqui tem uns locais chamados pañaleras que vendem fraldas e produtos de higiene para bebês.

Encontramos as marcas Pampers, Huggies e Babysec. Não sei como é a aceitação da Babysec no Brasil, eu não conhecia e ganhei algumas no chá de fraldas, gostei bastante da linha Premium e tem um preço em conta.

- Papinhas

Frutas e verduras tem em toda esquina, nos mercadinhos, grandes redes de supermercados e feiras de bairro que acontecem de domingo a domingo por toda Montevidéu. 

Antes de reservar o hotel, consulte sobre a possibilidade (e horários) de usar a cozinha para preparar as refeições do bebê.

Se quiser almoçar fora, uma dica é almoçar nos restaurantes vegetarianos, seguramente terá um menu com bastante opção de coisas saudáveis para escolher.


Nos restaurantes 'comuns', geralmente é só pedir na cozinha que façam um 'prato' para o baby, costumam fazer sem problemas (peça gentilmente para cozinharem alguma verdura só com água e sem sal ou com pouco sal se for do seu agrado).

Se o bebê come papinha industrializada, nos mercados há de diversas marcas: Nestlé, Heinz e as locais Los Nietitos e El Hogar.

- Bebê suja muita roupa, onde lavá-las?

Se seu hotel não tem serviço de lavanderia, não se preocupe. Sempre me chamou a atenção a quantidade de lavanderias na cidade, em Pocitos, por exemplo, está cheio de lavaderos e geralmente entregam a roupa limpinha de um dia para o outro.

- Assistência Médica, Remédios e Produtos de Higiene

Acho importante viajarmos com seguro viagem e nossa farmacinha pessoal, rezamos para não usar, mas se precisar está ali facilitando a vida.

Ainda não saí do país com a baby, mas nas minhas viagens já contratei os seguros da Mondial (não precisei usar, mas tem muitos comentários positivos na internet), GTA e Assist Card, nessas duas solicitei atendimento médico e tudo correu bem, nenhuma ocasião foi grave ou emergência, liguei e horas depois o médico passou no hotel. 

Em casos de emergência, o Pereira Rossel é o hospital pediátrico e público da capital uruguaia.

Remédios para cólicas e febre vendem sem prescrição nas farmácias, como no Brasil vendem Luftal sem receita (aqui um dos mais vendidos é o Fator AG), mas todo cuidado é pouco com auto medicação.

Produtos de higiene tem várias marcas, o que mais vejo são artigos da Johnson Baby e para assaduras tem a Desitin tão aclamada pelas mães.

Montevideu com bebês


- Enxoval

Não acho que vale a pena se levarmos em consideração os preços, é tudo muito parecido ao Brasil nesse sentido. Mas se for pela boniteza das coisas, pode compensar. 

Para roupinhas tem algumas lojas autorizadas da Carter's, como a Había Una Vez e Petit Baby. Fiz quase todo o enxoval comprando diretamente no site da Carter's e mandando entregar aqui, saiu mais barato. Mas se você der sorte de chegar em época de liquidação, os preços estarão razoáveis, do contrário pagará o dobro ou triplo do que vale realmente lá na gringa.

Se a pessoa for do tipo que não dá bola para grife, poderá se surpreender com as coisinhas das feiras. 

Minha Gabi nasceu no inverno e eu sofri procurando roupa adequada em Salvador e Montevidéu, foi na feira do Parque Rodo e Tristán Narvaja que encontrei vários conjuntinhos de linha e crouchet fofíssimos por meros trinta e poucos reais (mas isso é dica para quem chega na época do frio, agora no calor essas coisas meio que somem de circulação).

Amamentar na rua

Perguntaram se é bem visto amamentar em locais públicos e não sei dizer o que o povo pensa, sei que a campanha pelo aleitamento materno exclusivo é muito forte aqui. 

Eu não faço cerimônia se precisar amamentar na rua, não tenho vergonha - amamentar é lindo - nem ligo se tem gente olhando. 


***

Fico feliz de ver as pessoas se animando a viajar com os filhos, de verdade. Mesmo dando trabalho preparar a saída, as lembranças que tenho das férias em família são uma delicia!

E sou marinheira de primeira viagem, mas já entendi que ficar cricri com o relógio é insano, as vezes a gente marca de sair às 12h e bem nessa hora com tudo pronto é uma fralda para trocar, um choro para acalmar e quando vemos já passou uma hora. 

Correr é desgastante, tanto para os pais como para o bebê que absorve toda essa ansiedade. Se dá para manter os planos, ótimo! Se não dá, inventa outra coisa, pode ser até ficar em casa brincando de bater palmas. O que não vale é perder a paciência e o humor.

Acho uma furada querer viajar com bebê na expectativa de fazer trocentas atividades em dois dias. Quando me pedem dicas, a primeira coisa que penso em dizer é: viaje, mas tire o pé do acelerador e aproveite o que der sem cobranças.


Abraço! ;)


11 comentários

  1. Não só para bebês. Suas dicas são valiosas. Adora coisas de beber, loção, talco. Além que preciso comprar um presente para meu afilhado de 01 ano (que é enorme) tem alguma Dica para dezembro/14. Obrigada.

    ResponderExcluir
  2. Nossa!! Adorei as dicas, mesmo não sendo turista, mas vale muito também para quem pretende ser mãe em breve e morando na capital uruguaia!! Obrigada!

    ResponderExcluir
  3. Oi Mile,

    Estive em Montevideo no mês de julho e achei o povo muito amável e receptivo (bem mais que os hermanos argentinos), mas ao realizar um city tour a guia em questão nos disse que uruguaios não gostam de crianças preferindo inclusive ter pets a filhos. Fiquei um pouco chocada e agora com baby a caminho e esse seu post me veio a tona a historia. A informação procede?! rs

    ResponderExcluir
  4. Oi, Mile. Eu gostaria de saber como é a vida no Uruguai para a comunidade LGBT. Eu namoro há muitos anos com outra menina e estamos pensando em morar juntas em Montevideo. Não vemos mais muita perspectiva para uma vida de qualidade enquanto residentes no Brasil. Já sofremos e continuamos a sofrer muita homofobia e como estamos começando a pensar em constituir uma família, não nos é agradável a ideia de que nossos filhos também sofram com essa violência. Não achei informações muito completas sobre a vida de homossexuais no paisito. Gostaria de saber se você percebeu alguma diferença quanto a isso, se comparada ao Brasil. Obrigada!

    ResponderExcluir
  5. Mile, este post ficou muito legal.
    Já faz dias que gostaria de sugerir que vc escrevesse sobre opções de atendimento médico em Montevidéu.
    Nós estivemos ai no início de novembro (aquele final de semana com muuuitq chuva) e nosso bebê começou a ficar com muita febre. Tivemos que ir para um atendimento de emergência. Nos indicaram o Pereira Rossell e lá fomos muito bem atendidos e ainda não gastamos nada. Segundo eles, agora Paolo ja tem até um número de registro no sistema de saúde publico do Uruguay e pode ser atendido em qualquer lugar no país.
    Acho muito importante esse assunto!
    beijo

    ResponderExcluir
  6. Oi Mili, estarei passando o ano novo com minha filha de 2 anos.... Expectativa a mil, depois passo aqui pra dizer o que fizemos e como foi... Bjo bjo

    ResponderExcluir
  7. No Uruguai o atendimento público é muito bom e sério. Em Mdéu vc pode ir no hospital das clínicas na avenida Itália perto do estádio de fútbol ou no hospital Maciel na cidade velha, ou se para crianças no Pereira Rossel bem pertinho da rodoviária chamada 3 Cruces, Se vc esta no interior, sempre tem 1 hospital pco em cada cidade. O Uruguai implementou o direito de que todos os cidadaos tem direito ao plano de saúde ( tipo unimed) que até 2004 somente tinham os que pagavam do seu bolso, entao eram muito poucas os sócios do plano. Desde 2005 os que iam aos hospitais pcos por falta de recursos tem opçao de mudar para o plano de saúde, chamado de mutualista, e se nao podem pagar, o governo obriga á solidariedade, ou seja que outro cidadao pague por ele e o cara abandona o sistema pco. Daí que os hospitais pcos esvaziaram~se e o atendimento ficou perfeito porque todo mundo achou que mutualista era o melhor. Só que em mutualista tem de pagar ticket para as consultas e espera um mes para consulta com especialista porque está tudo cheio e no pco nao paga nada.

    ResponderExcluir
  8. Seu blog é o melhor! Já tinha lido tudo pra fazer o roteiro, agora ia perguntar justamente quais marcas de bebê vendem aí! rs
    Muito obrigada! :)

    ResponderExcluir
  9. Gostaria de saber se você conhece alguma empresa que aluga bebe conforto, vou levar o carrinho, mas tenho medo dos momentos de taxi, minha bebé terá 9 meses no momento da nossa viagem a Montevideo ( novembro)

    ResponderExcluir
  10. Adorei suas dicas, devemos ir em janeiro.

    ResponderExcluir
  11. Oi! Tudo bem?
    Gostaria de saber de alguma loja para comprar uma cadeirinha de carro em Montevidéu, vc poderia me indicar pq na internet não to achando! Agradeço desde já bjo

    ResponderExcluir