Hospedagem em Colonia do Sacramento: Taurinas

Nossa última passagem por Colonia do Sacramento foi de um jeito diferente: estavamos viajando e passeando, mas também trabalhando em período integral alguns dias da semana. Nossa criança de 6 anos bem serelepe de férias acompanhando. Nômades. E talvez locos hehe (foram 2 meses assim pelo Uruguai e eu ainda estava grávida).

Nesse formato precisavamos de uma hospedagem com mais espaço e cômodos separados para conseguirmos equilibrar uma reunião aqui, uma vídeo chamada acolá e todo mundo conseguir conviver sem atrapalhar ninguém (na teoria, quem viveu sabe o esquema home office com guri kkcry). 

Quarto de hotel não era uma opção e pela primeira vez procurei apartamento de temporada em Colonia, me surpreendi com as possibilidades e acabei escolhendo o Taurinas: um edifício pequeno, novinho e vizinho da Plaza de Toros que finalizava as reformas, da janela dos quartos todo dia admiravamos a construção. 


Melhor custo x benefício (sim, pagamos a hospedagem, o que vira dica aqui no blog é porque foi aprovado mesmo sem outros interesses).

Apartamento amplo, dois quartos grandes, funcional. Bom banheiro e ducha. Cozinha equipada que é sempre uma vantagem quando viajamos com criança ou estamos numa viagem longa: passei nas quitandas e mercadinhos das redondezas e cozinhei coisas básicas algumas vezes, o bolso agradeceu. 



Oferece também parrilleros individuais no fundo do prédio para quem se animar no churrascão a la uruguaia.

O Taurinas fica fora do centrinho histórico, mas ainda perto e fácil para as idas e vindas turísticas, são apenas 10 minutos de carro (e tem estacionamento na porta), também é viável para quem se aventura de bicicleta, só não é recomendado para ir caminhando.



O check-in/out foi muito prático, tudo digitalizado. Recebemos a senha e abrimos. Na saída só batemos a porta e seguimos viagem. Não tivemos contato com ninguém, embora estivessem à disposição para qualquer eventualidade, em tempos covid foi um êxito.

Só não entrego um 10 porque a internet não era estável, funcionava a duras penas e estavamos nesse rolê do trabalho remoto, era importante (o 3G da Antel nos salvou nessa e em outras tantas, o maridón é engenheiro programador e o chip atendia bem nessas coisas estranhas que ele faz e eu não entendo hehe), se estivessemos só passeando seria um 10 porque nem eu que sou blogueira viajo para ficar na internet.


Passamos re lindo - como diriam os uruguashos - e consideraria a hospedagem para uma próxima viagem.


Abraço e boas descobertas!



* Nosso blog é um projeto independente, há 10 anos entregamos o melhor conteúdo do Uruguai, dicas honestas, afetivas, testadas e aprovadas sem jabá no meio, você pode colaborar ajudando na divulgação, adquirindo nosso Guia de Montevidéu e/ou utilizando nosso link de afiliados da Booking.com: sua reserva não terá nenhum custo adicional e garantirá uma pequena comissão para o blog. Gracias! <3


Nenhum comentário